Sopa de Salsicha - Eduardo Medeiros

Hey pessoal, tudo bem?

Devo confessar que fiquei bem dividido com esse livro. Por um lado, temos uma arte bem colorida e bem feita em seu próprio estilo, o que faz com que o livro se destaque de outros que trabalham o mesmo tipo de história. Contudo, o conteúdo propriamente dito é o que deixa a desejar. Em um mercado cheio de livros que narram situações cotidianas, como Ninguém Vira Adulto de Verdade ou Soppy, Sopa de Salsicha é monótono e possui várias páginas que poderiam ser resumidas em poucos quadrinhos, mas que foram estendidos ao máximo pelo autor. 




Contando com uma legião de fãs na internet, Sopa de salsicha é a crônica do dia a dia de Eduardo Medeiros, um talentoso quadrinista metido em encrencas clássicas: aperto financeiro, mudanças de lar e um difícil projeto pela frente. O projeto é este romance gráfico, um trabalho de fôlego em que Medeiros narra, com ajuda da indefectível Baixinha e de outros quadrinistas, suas aventuras diárias e seus embates com o processo criativo, a vida nova em Florianópolis e as visitas de um Michael Bolton que talvez esteja tentando conquistar a sua mãe. Um dos mais talentosos nomes do novo quadrinho brasileiro numa história surpreendente sobre amadurecimento, mudanças importantes e chuveiros apertados.




O livro conta a história de Eduardo e Aline (o autor e sua esposa, respectivamente) em situações cotidianas, como quando ele teve um sonho e a brilhante ideia de criar uma graphic novel que narraria sua vida e muitos outros fatos que aconteceram com os dois. Contudo, apesar do aclamado sucesso que suas tirinhas fez/faz na internet, o autor pecou em colocar na graphic algumas histórias que possuíam um humor forçado, ou histórias monótonas que se estendiam por várias páginas, como 11 páginas para descrever como eram os apartamentos que ele já morou. 

Exemplo do estilo dos Quadrinhos presentes no livro.

- Aquele pufe ali fui eu que fiz.
- Nossa... eu só conhecia aqueles fofinhos. Esses assim de madeira e prego é a primeira vez.
Pág.: 36

A história não é de todo ruim, temos muitas casos engraçadas de verdade, e Aline/Baixinha é uma das minhas personagens favoritas, com seu jeito meigo e compreensivo, estando sempre ao lado de Eduardo apoiando o que ele faz. Outro ponto positivo é o estilo que o autor usou para montar a graphic, temos os quadrinhos "padrão" que compõem a maioria das  histórias do livro, mas também temos quadrinhos com um traço diferente dos demais, como em The Golden Boys ou Meu Migo Gian, o que traz um ar de despretensão para a obra, mas ao mesmo tempo a deixa mais charmosa.

Infelizmente não posso narrar muito do que acontece ao longo do livro, pois isso iria estragar a leitura de quem ainda vai ler a obra, mas Sopa de Salsicha não é um livro que entrará para a lista de quadrinhos/graphics/mangás favoritos de 2016, pois mesmo tendo pontos positivos, os negativos os sobrepujam. 

A edição está muito bem feita. A capa é em papel cartão e o papel e as cores usadas na confecção da parte interna do livro são de ótima qualidade. Recomendo que cada um leia e tire as próprias conclusões sobre o livro ;)