A Mediadora: Lembranças - Meg Cabot

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Uma das experiências literárias mais marcantes que tive no Ensino Médio foi com a série A Mediadora, ela ficava entre as mais disputadas na biblioteca, e a lista de espera para conseguir lê-la era sempre extensa, mas valia a pena. O mais interessante disso tudo é que pouco antes do lançamento de Lembrança, eu e algumas amigas havíamos comentado sobre o quanto gostaríamos que essa série fosse composta por mais alguns volumes. Parece que a autora ouviu nossos desejos.


Suzannah Simon, a menina que via fantasmas... e os ajudava a passar para a luz Agora, mais velha e experiente, tudo que Suze quer é causar uma boa impressão no primeiro emprego desde sua formatura — e desde o noivado com o Dr. Jesse de Silva, ex-espírito e sua alma gêmea. Como não bastasse, um fantasma de seu passado resolve aparecer. E esse não é um espectro que ela possa mediar. Afinal, Paul Slater está bem vivo, milionário e, ainda por cima, é o novo proprietário da antiga casa de Suzannah. Aquela na qual conheceu Jesse. Isso não seria um problema se ela não tivesse acabado de descobrir que uma antiga maldição poderá transformar seu amado num demônio, caso seu antigo local de descanso seja demolido, como Paul pretende. Agora ela precisa dar um jeito em Paul, que a está chantageando sexualmente — isso mesmo... ou ela dorme com ele, ou perde Jesse —, enquanto tenta ajudar uma caloura assombrada por uma menininha muito poderosa...




Lembrança é um deleite para os fãs de A Mediadora, a história se passa cerca de sete anos após o final de Crepúsculo. Com a ajuda de padre Dom, Jesse conseguiu cursar medicina e deseja se casar com Suzannah logo após terminar a residência médica e conseguir uma bolsa que permita pagar o financiamento estudantil e construir uma vida ao lado da esposa. Para Suze não teria nenhum problema esperar, desde que Jesse não fosse tão antiquado em relação ao sexo e a aceitar a ajuda financeira dela.

Para conseguir experiência e os créditos práticos necessários para receber a certificação de conselheira acadêmica, Suzannah decidiu fazer um estágio na Academia da Missão Junípero Serra (escola onde concluiu o Ensino Médio). Ela esperava que seu serviço fosse bastante pacato, mas quando Becca entra em sua sala com o braço sangrando e uma fantasma extremamente protetora e poderosa á tira colo, seus problemas se iniciam. Para piorar ainda mais a situação, Paul decide forçá-la a sair com ele através de uma chantagem capaz de arruinar seus planos para o casamento.

Capas Estrangeiras

- Está entendendo o que quero dizer, Simon? Você pode tirar o garoto da escuridão, mas não pode tirar a escuridão do garoto.
Pág.: 28

Finais de sagas quase sempre são compostos por uma abordagem que dá a entender que os personagens viveram “Felizes para Sempre”, por isso gostei tanto de Lembrança, ele mostra como anda a vida de Suze e quebra com a ideia de que tudo ficou bem depois que ela conseguiu trazer Jesse de volta à vida. Existe uma maldição que pode transformá-lo em um demônio, e ao contrário do que demonstrou na última vez em que viu Suzannah, Paul não está conformado com a ideia de não conseguir ficar com ela.

Os modos de Suze não mudaram em nada, ela continua sendo a garota sarcástica, durona e boca suja que conhecemos no primeiro volume da série, e isso garante aos leitores boas risadas. A relação dos protagonistas é muito divertida de acompanhar, de um lado está o machão do século XIX, com ideais conservadores sobre casamento e religião, dá para perceber o quanto ele se preocupa com sua amada e tenta protegê-la de tudo; do lado oposto está a mediadora valentona que acredita poder solucionar sozinha todos os problemas que aparecem, tudo isso sem perder o charme, afinal, seduzir um namorado antiquado exige muito esforço. Eu simplesmente adoro esse casal.

Autora

Eu já havia visto coisas bem bizarras feitas por almas de mortos, e coisas piores ainda feitas por pessoas vivas.
Pág.: 195

Este livro foi um verdadeiro presente para os fãs, a história me fez sentir vontade de reler a série inteira. Apesar do final maravilhoso, eu adoro a possibilidade de acompanhar novos volumes. Vou me manter esperançosa quanto a essa possibilidade de lançamento, e preciso admitir que fãs nunca estão satisfeitos com o que os autores fornecem, estamos sempre desejando um pouco mais rsrsrsrsrs.

A capa é maravilhosa, e está ligada a um dos principais acontecimentos do livro: O casamento de Jesse e Suze. A diagramação é simples e agradável aos olhos, as páginas são em tom amarelado e a fonte é de tamanho mediano. Não encontrei erros de revisão. Leitura mais do que recomendada.