Trama - Michael Jensen & David Powers King

Hey pessoal, tudo bem?

Apesar de Trama ser um livro bem escrito e muito bem desenvolvido, ele traz consigo uma das personagens mais mimadas e insuportáveis que já li na minha vida. Felizmente, temos em contrapartida um jovem aspirante a Cavaleiro que possui todas as qualidades do título, e traz consigo um senso de justiça único e uma nobreza inigualável. 

O sonho de Nels era ser cavaleiro do reino de Avërand. Filho obediente, ajudava como podia os moradores de sua pequena e tranquila aldeia. Querido por todos e tratado como herói, acreditava que logo seria selecionado como escudeiro da cavalaria.
Mas isso foi antes de ser assassinado por uma figura misteriosa.
Nels virou um fantasma, e agora só uma pessoa consegue vê-lo: a princesa Tyra, herdeira do reino e sua única esperança de entender o motivo do crime. A princípio, a jovem mimada não dá a menor confiança para o rapaz, mas, à medida que o mistério da morte dele vai se desenrolando, os dois percebem que têm em comum um segredo e um inimigo terrível, que pode se disfarçar de qualquer pessoa.
Nels e Tyra não têm escolha. Precisam fugir do castelo, desbravar um mundo oculto repleto de magia e espectros sombrios e encontrar uma agulha, a relíquia capaz de remendar o que foi descosturado na Grande Tapeçaria. E o tempo corre contra eles, pois o fio de Nels está prestes a desaparecer para sempre.


O livro conta a história de Nels, um jovem trabalhador do campo que sempre sonhou em se tornar um Cavaleiro do Reino, mas que era impedido por sua mãe por razões que ela se recusava a dizer. Do outro lado, temos Tyra, uma princesa mimada que é apaixonada pelo Cavaleiro mais famoso daquelas terras, mas que não sabe que ele só está interessado nela para poder ocupar o trono. Em meio a tantos eventos, Nels é assassinado e somente a princesa consegue vê-lo, iniciando assim uma aventura em busca de um objeto místico que promete ser capaz de costurar de voltar a alma ao corpo, e com isso trazer Nels de volta ao mundo dos vivos. Muitas pessoas estão atrás desse artefato, mas os desafios para consegui-lo colocarão à prova o coração de todos os que tentarem. 

Grande Tapeçaria

Por que alguém faria uma coisa tão terrível?

O que é o rasgo?

- Por quê? - Ulrich estendeu a mão para Lennart. - Por que você entrou na minha frente?
O príncipe soluçou.
- Você é meu amigo, Ulrich. Eu faria qualquer coisa por você...
- Agora você é o rei. entregue sua vida aos seus súditos, e não por eles...
Pág.: 104

Como disse no começo da resenha, Trama possui um enredo bem desenvolvido e uma mitologia que não tinha visto em nenhuma outra obra, apresentando novas magias, bem como novas possibilidades a serem exploradas. Contudo, os autores decidiram inserir na obra uma personagem mimada e mesquinha que se acha melhor que todo mundo só porque nasceu com sangue nobre. Alguém que está acostumada a ter todas as vontades realizadas e todos se curvando perante ela. É claro que o objetivo de Davig e King era de fazer a personagem passar por um amadurecimento ao longo da narrativa, mas eles deixaram para começar a fazer isso tarde demais, o que me fez querer atirar a princesa da torre mais alta do castelo por mais da metade do livro. 

Por outro lado, Nels é um protagonista justo, cativante e que preza a amizade acima de tudo, colocando sempre o bem estar dos outros acima do seu. O jovem camponês possui um passado misterioso e que consegue fazer o leitor torcer por seu sucesso. Entretanto, ele e Tyra embarcam em uma aventura juntos e nem mesmo todas as qualidades do rapaz são capazes de ofuscar os enormes defeitos de Tyra, o que acaba deixando a obra massante e quase insuportável de ler por vários capítulos. Toda vez que ela abria a boca eu revirava os olhos ao ponto de quase ver meu próprio cérebro. 

Urdidores são capazes de costurar os fios do destino.

O final foi satisfatório, porém, muito corrido. Lembra que disse que os autores demoraram para fazer a protagonista amadurecer? Então, isso acontece em mais ou menos 3 capítulos, quando ela do nada percebe que a vida não é do jeito que ela pensava que era. Sem falar que a batalha final não durou nem 5 páginas. A impressão que tive foi de que os autores foram escrevendo tudo o que vinha à mente e decidiram finalizar rápido para se dedicar a outros projetos. 

O livro tem na capa uma ilustração de uma agulha, linhas douradas e um anel, todo em um belo fundo azul. A capa pode não fazer muito sentido no começo, mas garanto que ela possui todos os principais elementos da história. A diagramação é bem simples e possui um mapa logo no começo, e vocês sabem o quanto amo mapas *__*. Não encontrei erros de revisão ou tradução aparentes. Recomendo que cada um leia para tirar as próprias conclusões.