Li Até a Página 100 e... #17 - Jovens de Elite, Marie Lu

Hey pessoal, tudo bem?

Esse post foi criado pelo blog Eu Li Eu Conto e consiste em pegar a página 100 de nossa leitura atual e dizer o que estamos achando ao responder algumas perguntas sobre a obra. O livro da vez é:


Primeira Frase da Página 100:

Só posso imaginar o que os Jovens de Elite que estão por aí e os que ainda não foram descobertos podem fazer, além daqueles da Sociedade dos Punhas e dos que sei que existem.

Do Que Se Trata o Livro?
Sinopse: Jovens de Elite é o primeiro de uma série de fantasia ambientada na era medieval e protagonizada por jovens que desenvolvem estranhas cicatrizes e poderes especiais ao sobreviverem a uma febre que dizimou boa parte da humanidade. Entre eles está Adelina, que, após se rebelar contra o destino imposto a ela por seu pai, encontra um novo lar na sociedade secreta Jovens de Elite, vista por alguns como um grupo de heróis, por outros como seres com poderes demoníacos. Heroína ou vilã? Num mundo perigoso no qual magia e política se chocam, Adelina descobre o lado sombrio de seu coração. Da mesma autora da aclamada trilogia Legend, Marie Lu, Jovens de Elite é o início de uma saga arrebatadora. Perfeita para fãs de histórias de fantasia medieval como Game of Thrones, com vilões dignos de Star Wars e X-Men.

O Que Está Achando Até Agora?
A premissa é muito envolvente e alguns personagens são muito cativantes, mas confesso que esperava um pouco mais do livro. Sou apaixonado pela série Legend, que é da mesma autora, e não estou conseguindo sentir aquela emoção tão característica na escrita da Marie Lu quando leio Jovens de Elite.

O Que está Achando do Personagem Principal?
Inicialmente estou achando ela um pouco sem graça. Ela fica dando uma de coitada por tudo que sofreu ao longo da vida e é facilmente manipulável. Sem falar que algumas das atitudes dela são bem imaturas. Espero que mude ao longo da narrativa.

Melhor Quote Até Agora:

Acho que ele está me levando embora deste lugar, mas não consigo me concentrar. Quando a escuridão vem, a última coisa que me lembro é a insígnia de prata em seu peitoral.
O símbolo de um punhal.
Pág.: 38

Vai Continuar Lendo?
Sim. Mesmo a obra não sendo tão boa quanto Legend, ela tem suas qualidade e é bem desenvolvida. Só espero não me decepcionar.

Última Frase da Página:

Todos têm a escuridão dentro de si, por mais escondida que seja.