O Mundo das Vozes Silenciadas - Carolina Munhóz e Sophia Abrahão

Olá Vintagers, como vão?

Acredito que muitos que acompanham minhas resenhas por aqui sabem que eu sou mega fã e admiradora das obras da Carolina Munhóz e da Sophia Abraão, e não seria por menos: o livro delas foi a porta que se abriu para o mágico universo das resenhas. O livro de hoje é muito importante para mim, pois, é justamente a continuação da história da minha primeira resenha aqui no VdL. O Mundo das Vozes Silenciadas retrata a seqüência da vida de Sophie após superar todos os obstáculos impostos pela depressão e a ausência do povo mágico que tanto a acolheu nos momentos de dificuldade. Vamos lá!





Anos após ter deixado o Reino das vozes que não se calam para trás, Sophie começou a trabalhar como assistente de uma famosa banda de rock. Enquanto tenta lidar com os desafios de sua nova vida, a jovem não imagina que em breve será chamada de volta para o seu mundo mágico, o único lugar onde já se sentiu acolhida. E muito menos o quanto sua longa ausência foi prejudicial para o Reino. Será que ela vai precisar decidir outra vez entre a realidade e a fantasia? Uma nova jornada repleta de descobertas e escolhas difíceis espera por Sophie e pelos leitores em O mundo das vozes silenciadas, o novo livro de Carolina Munhóz e Sophia Abrahão e a aguardada sequência de O Reino das vozes que não se calam.




Resumo

Quatro anos se passaram desde a última visita de Sophie ao Reino das Vozes que não se Calam e, desde então a garota se formou na faculdade e agora trabalha como assistente de uma famosa banda de rock. Em turnê pela Europa, ela precisa encarar a vida adulta e as responsabilidades que essa vida traz e, como se não fosse o bastante, ela ainda precisa lidar com a mídia invasora, a ansiedade dos fãs, viagens e burocracia. Sem contar o vício em drogas por parte de um dos integrantes da banda e ainda lidar com o recente termino de seu relacionamento de anos com Léo, que era o seu mundo e razão para seguir em frente.

De um lado vemos uma Sophie mais madura e de cabelos curtos. Do outro uma princesa digna de um reino cercado de pessoas que a amam.

Sentia-se outra pessoa. Não era mais uma garota triste, sem amigos, complexada e constantemente inferiorizada. Tornara-se uma ótima profissional, com amigos que a queriam bem, pais compreensivos e um namorado incrível. Também não se julgava tanto como antes. Claro que não se tornara perfeita, mas conseguia lidar com as pressões do dia a dia e com o término do namoro anterior, que pensara ter superado meses atrás.
Pág.: 91

Durante esses anos, Sophie não foi chamada para visitar o Reino e isso a deixa triste e com saudades do povo que tanto a acolheu, porém o que a garota não sabe é que sua ausência e seus problemas causaram um dano muito maior do que na primeira vez. Agora será a hora de mostrar aos Tirus que eles são importantes e retribuir todo o apoio e carinho. Será que Sophie será capaz de, desta vez, se tornar a princesa que eles tanto precisam?

Opinião

Ao pegar O Mundo das Vozes Silenciadas já sabia que não iria me arrepender em momento algum, pois já conheço alguns dos livros da Carol e sei como é sua escrita. Nessa obra conhecemos uma Sophie muito mais madura e mais forte para lidar com os problemas do dia a dia, porém, como nada na vida é fácil e a cada dia ela nos exige muito mais, é muito difícil algumas vezes ser forte o suficiente para lidar com tudo, e é assim que Sophie se vê mais uma vez dividida com suas emoções. A falta das idas ao Reino a prejudicam bastante, pois o lugar mágico, juntamente com os amigos e a avó Ny, são uma válvula de escape em meio a tantas turbulências.

Na nova história alguns personagens estão de volta, porém de forma secundária como Mônica, Anna, os pais de Sophie e David, o psicólogo. Conhecemos o lindo, meigo e roqueiro, Nicholas, vocalista da banda e novo namorado de Sophie que se torna um porto seguro para a garota, sempre a apoiando e preocupando com seu bem estar. Com o término do namoro de anos com Léo, Sophie se vê em um universo diferente e Nick vem justamente para “tentar” suprir a falta do ex.

Pasmem, mas eu imagino o Nick gato desse jeito. Como não amar?

Nicholas estava no final do corredor com seus coturnos característicos. A regata mostrava uma de suas diversas tatuagens, e usava o cabelo preso apenas na parte de cima, o que lhe dava um ar medieval. Sophie sorriu quando o viu admirá-la de longe. Gostava de como ele a olhava. Era um misto de admiração com paixão.
Pág.: 55

Temos Samantha, irmã do Nick, e baterista da banda que atualmente passa por um momento difícil com a fama e, como uma válvula de escape se torna usuária de drogas e bebidas alcoólicas. Sophie se sente na obrigação de ajudar a "cunhada", pois, como já passou por situações semelhantes, é a melhor pessoa para aconselhá-la e mostrar que o caminho correto não é a auto-depreciação. Conhecemos também o empresário e patrão de Sophie, Jonas Richmond, uma pessoa que a garota admira, sempre tenta não decepcionar e que se mostra sempre muito benevolente e otimista em relação aos problemas.

Toda a história é ambientada na Itália, um cenário maravilhoso e muito propício para lindas histórias de amor, um lugar onde Sophie, em cada cenário, consegue se inspirar e refletir sobre os acontecimentos. Apenas para aguçar a curiosidade de vocês, quando a garota visita a Casa de Julieta, palco da obra de Shakespeare, é simplesmente mágico.

Desta vez não temos muito foco no Reino em si pelo fato de a garota encontrar dificuldades em retornar para o mundo mágico, porém, seus problemas pessoais a fazem voltar em algum momento, causando desta vez mais problemas do que antes. Agora ela terá que mostrar que todos esses anos a tornaram realmente uma mulher forte, capaz e pronta para se tornar a princesa que os Tirus tanto esperam e necessitam.

O Reino, triste e sem sua princesa.

A narrativa com um ar jovem e em terceira pessoa foram preservadas, inclusive as pitadas de humor sarcástico e engraçado que eu adoro, sem contar as referências musicais do rock que me fazem derreter. A leitura se torna a cada vez mais prazerosa e em nenhum momento cansativa e monótona. A diagramação continua maravilhosa com os lindos arabescos ilustrando cada capítulo. Na capa temos Sophie com cabelos curtos e com um semblante mais maduro e preocupado que refletem todos os obstáculos que estão por vir.


Mais uma vez tive a afirmação que sim, nossa vida não é fácil e nunca será, porém, precisamos ser capazes de encontrar a força que tanto precisamos nos amigos e família. Recomendo a todos essa linda continuação e espero que com a leitura vocês consigam absorver todas as lições de humanidade que Sophie tem a nos passar.

Para quem tiver curiosidade, a Sophia Abrahão fez uma Websérie bem legal que está no seu canal do Youtube, e no capítulo 3 temos um bate papo com a Carol com muitos detalhes interessantes sobre o livro:




Boa leitura, rock kisses e até a próxima!