O Lado Feio do Amor - Colleen Hoover

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Quando abro um livro a única coisa que desejo é que ele me surpreenda. Hoje em dia boa parte das histórias possuem temáticas parecidas e os romances em especial parecem seguir uma mesma base, contudo, alguns desse gênero conseguem ir além da conhecida fórmula clichê, e O Lado Feio do Amor pode ser citado como exemplo.




Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.



Quando decidiu ir morar com o irmão, as únicas coisas que Tate desejava era encontrar um emprego, se dedicar ao Mestrado em Enfermagem e evitar se envolver em um relacionamento. Na noite da sua mudança ela encontra um homem bêbado bloqueando a entrada do apartamento e, instruída por Corbin, é obrigada a deixá-lo entrar. Enquanto o ajuda a se deitar no sofá, ela percebe que ele está chorando e lamentado algo que fez a uma mulher chamada Rachel.

Seis anos antes daquela noite de bebedeira, Miles conheceu Rachel, e ela passou a ser o centro de tudo, por isso a história deles é escrita como as poesias, prosas, cartas de amor e letras de música, e vai cascateando no meio do papel. Com Rachel ele conhece o lado bonito do amor e se sente nas nuvens, mas também é apresentado ao lado feio e se aprisiona a ele. Durante anos decide não se envolver com outras mulheres, mas quando conhece Tate a atração fala mais alto e ele decide propor uma relação onde o único objetivo é o sexo, evitando quaisquer outros sentimentos capazes de despertar o lado belo de um relacionamento. 


Tem alguma coisa estranha acontecendo em meu peito. Alguma espécie de palpitação.... Odeio isso, pois sei o que significa. Que meu corpo está realmente começando a gostar de Miles.
Só espero que meu cérebro nunca faça o mesmo. 

Pág.: 46

A história é dividida em dois tempos onde Tate narra o presente, e Miles relembra seu passado. Admiro a capacidade que Colleen Hoover tem de tornar seus enredos realistas, pois quando li Hopelless me surpreendi com a forma como ela explorou o pior lado do ser humano e apresentou um desfecho inesperado. O Lado Feio do Amor não foge à regra, Hoover trabalha os momentos agradáveis e desagradáveis que são capazes de abalar ou fortalecer o envolvimento entre duas pessoas.

Não precisei ler muitas páginas para perceber que iria gostar de Tate, uma mulher de princípios que só se curva aos próprios desejos, mas pouco tempo após conhecer Miles ela se apaixona e sofre muito por não poder demonstrar que espera dele algo duradouro. Por vários momentos me vi brigando com a protagonista por aceitar isso e não revelar o que sentia. Em alguns outros quis muito odiar Miles por sua maneira de agir, porém toda vez que via como ele era antes, percebia que ele não era totalmente culpado por agir assim. 

 Autora

- O amor nem sempre é bonito, Tate. Às vezes você passa o tempo inteiro desejando que um dia ele mude. Que melhore. E aí, antes que perceba, você já voltou para a estaca zero e perdeu o seu coração em algum lugar no meio do caminho.
Pág.: 172

A mensagem passada é definitivamente o ponto alto do texto, dias após ter terminado a leitura me vi pensando nela, portanto este faz parte dos livros marcantes que tenho em minha estante. Há algumas cenas de sexo, mas não as vi como o centro da obra. Podem ir se preparando para se emocionar com várias cenas dramáticas e comoventes.

A capa é simples e pouco chamativa e acredito que a diagramação poderia ter sido um pouco mais caprichada, as páginas são brancas e a fonte é pequena. Não encontrei erros de revisão. Apesar da edição não ser tão bonita quando deveria, acredito que é um livro que vale a pena ser lido.