Muito Mais Que 5inco Minutos - Kéfera Buchmann

Hey pessoal, tudo bem?

Se você espera ter inúmeras gargalhadas durante a leitura dessa obra, recomendo que pare a leitura da resenha nesse momento e acesse o canal da autora clicando aqui, afinal, excelentes cenas de humor e momentos que irão fazer com que você chore de rir não é o objetivo desse livro. Em Muito Mais Que 5inco Minutos conheci um outro lado do fenômeno Kéfera, sua infância, os momentos em que sofria bullying no colégio, seus momentos de superação. Apesar da narrativa não ter aquele ar cômico tão familiar em todos os vídeos, Kéfera conseguiu fazer com que minha admiração por ela crescesse a cada página.



Você conhece a Kéfera? Pois deveria! Com 22 anos, Kéfera Buchmann reúne quase doze milhões de seguidores nas suas mídias sociais (YouTube, Facebook, Twitter e Instagram). Só o seu canal no YouTube, “5inco minutos” (procura aí na internet), tem cinco milhões de assinantes e é o quarto mais visto do Brasil. Tá achando pouco? Ela ainda recebe diariamente centenas de mensagens de fãs do Brasil todo e é parada na rua a todo momento. Se o YouTube é de fato a nova televisão, como acha muita gente, hoje Kéfera é o equivalente aos antigos astros globais. Tão conhecida e amada quanto eles. Neste livro, que tem literalmente a sua cara, Kéfera parte de sua vida para falar de relacionamentos, bullying, moda e gafes e conta uma série de histórias divertidas com as quais é impossível não se identificar.




O livro não possui uma história mirabolante como os que circulam  o mercado editorial atual, nem conta com textos recheados de humor ou críticas, como é o caso Put Some Farofa, e confesso que isso me decepcionou um pouco. Iniciei a leitura da obra achando que encontraria um stand up literário, onde iria rir do começo ao fim, mas o que encontrei foram histórias de superação, adolescência, dicas e informações que vão além da Kéfera como figura pública. O livro é ruim? NÃO! Muito pelo contrário, ele apresenta para o leitor uma Kéfera um pouco diferente da que vemos na telinha do YouTube.

Kéfera e Vilma Tereza

Aliás, quem diz que criança é um ser inocente não sabe o que está falando. Crianças podem ser as criaturas mais demoníacas que existem, por mais que digam o contrário. Sabe por que? Porque são sinceras demais. Criança olha para uma velha com o peito caído, aponta, dá risada e diz que "ela vai tropeçar na própria teta". E ainda chamam de anjo?
Pág.: 27

A personagem principal do livro é a própria autora, o que dá a impressão de que ela está ali, falando diretamente com o leitor como se fosse mais um vlog diário. Em vários momentos me peguei pensando no que eu faria se tivesse passado pela metade do que ela passou durante a infância, e devo dizer que gostei disso, pois mostra a capacidade do autor de, através de sua narrativa, mostrar um pedaço do seu mundo para quem está lendo a história ali contada. O livro possui momentos engraçados? SIM! Mas não tantos quanto eu gostaria que tivesse. 

Dentre todos os relatos presentes na obra, os que mais gostei foram: O primeiro dia de escola, onde ela conseguiu retratar muito bem o que todo mundo já passou um dia e até comparou com o BBB, ou seja, "todo mundo se ama e fica amigo e uma semana depois estão se odiando e fazendo macumba para os coleguinhas"; a inclusão das letras nas equações matemáticas, afinal, quem nunca resolveu um problema onde a maldita frase "encontre o X" está presente, que atire a primeira calculadora; e por último, mas não menos importante, o momento em que ela decidiu gravar seu primeiro vídeo compartilhando seu ódio pelas infernais vuvuzelas, o que foi o pontapé inicial para o 5inco Minutos.


Muito Mais Que 5inco Minutos é um livro que recomendo para todos aqueles que são fãs da YouTuber, ou que ainda não a conhecem, pois ali aprendi um pouco mais sobre sua vida. Contudo, caso você seja um hater, recomendo que compre o livro também, afinal, já que vai odiar sem motivo, melhor que seja útil e dê um up nas vendas ^_^.

A edição está muito bem trabalhada e bonita. Na capa temos a autora e a logo de seu canal, ao passo que no interior temos fotos, fontes diferenciadas em diversos momentos, e claro, a Vilma Tereza como divisor temporal na narrativa. Não encontrei erros de revisão.