Desejo Proibido - Sophie Jackson

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Quando li a sinopse de Desejo Proibido fiquei super animada com o fato da autora ter criado um casal de protagonista inusitado composto por uma professora rica que viu o pai ser assassinado e um detento encrenqueiro. Por ter criado grandes expectativas a respeito dessa obra, me decepcionei muito ao perceber que o enredo era incapaz de me fisgar do começo ao fim e que a narrativa era arrastada.


Desejo proibido é uma história de amor e redenção, de universos distantes que se aproximam e se fundem numa paixão avassaladora. Seu amor é proibido, mas não pode ser ignorado. Katherine Lane nasceu em berço de ouro. Filha e neta de senadores, a bela ruiva de olhos verdes e curvas perfeitas se formou em Literatura e surpreendeu a todos ao decidir dar aulas em uma penitenciária. Mas quando Carter, um detento inteligente e perigosamente sexy, desperta ao mesmo tempo a raiva e o desejo de Kat, ela é forçada a admitir para si mesma que a decisão de lhe dar aulas particulares pode ter sido motivada não pela generosidade, mas sim pela crescente atração entre os dois. Embora a família e os amigos de Kat temam que a paixão destrua sua carreira e sua vida, tudo o que ela quer é ficar com esse homem que a faz sentir-se completa. Porém Carter guarda um segredo que tanto pode unir seus destinos para sempre quanto afastá-los de uma vez por todas.


Aos nove anos, Katherine Lane viu seu pai ser agredido por cinco homens durante um assalto, apesar de ter tentado salvá-lo ela foi retirada do local por um menino alguns anos mais velho do que ela, isso salvou sua vida. Dezesseis anos após a fatídica noite, Katherine se tornou uma professora de renome, que apesar de ser convidada para lecionar nos melhores colégios particulares, decide dar aulas em um presídio.

Carter é o tipo de pessoa que não consegue ficar longe de encrencas, desde os quinze anos de idade é mandado de uma prisão a outra, aos dezessete, apesar de ter notas excelentes, decide abandonar os estudos e durante todo o tempo em que esteve preso tentou buscar por algo que fosse realmente significativo em sua vida. Agressivo, arrogante, teimoso e com uma ficha criminal de quase vinte centímetros de espessura, ele é o tipo de cara que a família de Kat desaprovaria, mas ela não consegue controlar seus instintos quando está perto desse bad boy.

Versão estrangeira da capa.

Aquilo fora tão estúpido: e não apenas porque ela era a professora e ele o aluno (que clichê). Carter era de um mundo diferente. E isso nada tinha a ver com seu passado criminal, embora este fosse definitivamente um complicador. Ele era irritadiço e teimoso, hostil e presunçoso. Era tudo aquilo de que ela deveria fugir gritando. Mas Kat não conseguia negar que ele era também inteligente, sensível e engraçado.
Pág.: 115

Como disse no começo da resenha, a proposta da Sophie Jackson é interessante, além de apresentar uma professora e um aluno que não podem ficar juntos porque isso interferiria na carreira dela e na liberdade condicional dele, ela também acrescenta outros dilemas como família, amigos e dívida. Cheguei a acreditar que a reunião de tudo isso resultaria em cenas surpreendentes, mas o contexto é previsível e as histórias em segundo plano não despertaram tanto a minha curiosidade.

Carter é um homem alto, sexy de olhos azuis e cabelo raspado, mas atitudes dele me incomodaram um pouco, ele é agressivo e seu humor é bastante instável, porém, é inteligente, sarcástico e tem bom gosto para biscoitos¹ (ele ama Oreo²). Katherine é descrita como uma mulher elegante, cheia de curvas, ruiva e de olhos verdes, que não leva desaforo para casa. Apesar de não ter me tornado fã numero um de Carter, eu adorei a química presente entre o casal, pois quando estão juntos eles são divertidos e nos fazem torcer para que tenham um final feliz.

Autora

Estava muito claro que, por baixo da inteligência, da esperteza e do rosto atraente, se escondia algo sombrio e traiçoeiro. Ela não podia se esquecer disso nem por um segundo. Ele a desequilibrava. Sua conduta inquietante a preocupava. Como ele podia mudar de uma pessoa tão charmosa e engraçada para alguém que se comportava como um animal?
Pág.: 136

Apesar de ser composta por boas ideias, essa história não conseguiu me prender, custei a terminar a leitura e em vários momentos cogitei a hipótese de abandonar o livro, afinal, o enredo é cansativo e um pouco repetitivo. A única coisa que impulsionou minha leitura foi o fato dos protagonistas serem carismáticos. Classificaria essa narrativa como sensual, durante um bom tempo eles tentam não se envolver e isso faz com que criem um jogo de sedução onde um acaba conquistando o outro através de pequenos atos.

A capa nos leva a crer que este é um livro bem hot, mas as cenas de sexo são poucas se comparadas a outros livros do gênero. A diagramação é simples, porém, agradável aos olhos, as páginas são de tom amarelado e a fonte é mediana. Não há erros de revisão. Considero Desejo Proibido um livro mediano, por isso  recomendo que cada um leia e tire as próprias conclusões sobre a obra. 

¹ Ou bolacha, dependendo do seu viés filosófico.
² Matheus disse que Negresco é melhor.