The Names - Peter Milligan & Leandro Fernández

Hey pessoal, tudo bem?

Quando vi no Netgalley que esta HQ carregaria o nome de Peter Milligan, fiquei com expectativas maiores que um prédio, afinal, o autor é conhecido por grandes trabalhos como X-Men e Hellblazer. Infelizmente essa acabou por ser uma das piores histórias que li esse ano, contando com um começo lento e tedioso e ilustrações que não chegam nem perto da qualidade que vemos em outras obras do gênero.


A história começa com o marido de Katya, Kevin, cometendo "suicídio" ao pular pela janela de um edifício, para em seguida ela descobrir que ele fazia parte de uma secreta organização chamada The Names. Após investigar mais a fundo a história, ela se une a seu enteado para tentar desvendar o que realmente aconteceu. Seu marido não se matou, ele foi morto. 

Ilustrações de Inicio

Confuso é uma palavra que define muito bem essa obra. O autor não sabia para onde ir e simplesmente bombardeava o leitor com informações que só começam a fazer algum sentido depois de decorrida boa parte da história, o que a meu ver não foi uma sacada feliz. Quando trabalhamos com livros que envolvem assassinatos e organizações secretas, penso que se faz necessário que os mistérios sejam revelados gradativamente, e não dando ao leitor inúmeros fatos para somente depois da metade da HQ começar a fazer sentido. 

Os personagens são outro ponto fraco na história. Achei-os mal construídos e algumas combinações não se encaixaram. Em meio a tanto caos e uma investigação para descobrir quem era o responsável pela morte de Kevin, o autor achou legal fazer com que o afilhado de Katya tenha desejos sexuais por ela, como se isso fosse muito mais importante para ele do que a morte do próprio pai. Outro ponto que não me agradou na história foram os traços e cores utilizadas. Apesar de passar uma vibe meio "o traço não foi bem feito de propósito", como é característica de alguns HQs, achei que em The Names ele foi feito dessa maneira por pura preguiça, e não algo intencional. 

Traços da HQ

Infelizmente não posso falar para vocês se o final foi bom ou não, pois desisti da leitura antes de finalizar a obra, mas se ela foi concluída com a mesma "qualidade" que foi desenvolvida, fico contente por não ter perdido meu tempo. The Names é uma HQ que não recomendo, mas penso que cada leitor deve ler para tirar as próprias conclusões, afinal, o que não me agrada pode agradar alguém.