Tudo O Que Você Precisa Saber Sobre Mitologia - Kathleen Sears

Saudações, caros leitores, como você estão?

Mitologia talvez seja uma das temáticas que mais vem ganhando espaço dentro das diferentes mídias atualmente, como filmes, HQ's, séries e livros. O que torna esse assunto tão interessante é a sua vastidão, possibilitando aos autores uma melhor e maior exploração sobre o tema e seus personagens. Apesar de existirem vários mitos que trabalham com outras culturas, como os nórdicos, os egípcios, os japoneses, dentre outros, em seu livro, Kathleen Sears apresenta somente histórias e explicações que permeiam as civilizações greco-romanas. 


Quem nunca se interessou por mitologia que atire a primeira flecha... ops, pedra! A verdade, porém, é que a gente acaba se perdendo entre tantos mitos, tantos deuses e deusas e monstros, tantos nomes e acontecimentos. E vários pontos ficam meio sem resposta na nossa cabeça:
- Quem Zeus puniu por desobediência?
- De quem Hera se vingou?
- Quais são, afinal, os 12 trabalhos de Hércules?
- Édipo era mesmo apaixonado pela mãe?
- Essas respostas – e muitas outras – estão neste livro!
Navegue por capítulos dedicados a cada imortal e mortal da mitologia antiga, grega e romana, e descubra os pontos em que os mitos se encontram. Não importa se quer saber por curiosidade ou se quer arrasar mostrando seus conhecimentos em conversas por aí: Tudo o que você precisa saber sobre mitologia tem o que você precisa saber!



Como já era esperado, o livro não conta com uma única história, mas com um compilado de mitos sobre os deuses, monstros e mortais que pertencem à cultura greco-romana. A autora tem como principal objetivo mostrar aos leitores que os mitos vão muito além de meras histórias fictícias e que eles podem influenciar no seu cotidiano. Após fazer uma breve introdução, Kathleen nos apresenta uma definição de "mito" e alguns elementos explicativos que os estruturam, como a criação e como será a organização dos contos dentro da obra, uma vez que terá que distinguir qual pertence à cultura grega e qual pertence à romana, diferenciando cada uma com uma letra no começo de cada narrativa, ou seja, R para Romana e G para Grega.

Ilustração de uma Quimera presente no livro. Século V a.C.

Nem mesmo Zeus podia desafiar as Moiras. No entanto, preparou um acordo. Perséfone viveria com Hades no Submundo durante quatro meses do ano e os outros oito meses ficaria com a mãe (alguns mitos dividem a quantidade de meses igualmente: seis e seis). Assim,  o mito explica por que as estações mudam. Quando Perséfone está com a mãe, as flores desabrocham e as plantações crescem e dão frutos, mas, quando está com o marido no Submundo, as plantas murcham e morrem.
Pág.: 77

Algo que me surpreendeu neste livro foi sua linguagem, que não é muito simples, mas também não muito técnica. Por ser uma obra cujo objetivo não é entreter o leitor com uma história ao estilo Percy Jackson e os Olimpianos, mas de informar, tornar um instrumento de consulta e estudo, todos os mitos são narrados em terceira pessoa. Além disso, a forma como eles são contados é bem interessante, uma vez que a autora tenta deixar a leitura um pouco divertida acrescentando vez ou outra elementos humorístico que causam ânimo no leitor, sem deixar de lado a seriedade quando necessário. 

Outro fato que gostei neste livro foi que a autora no decorrer da obra vai citando obras literárias e cinematográficas que trabalham com mitologia, já fiz até uma lista das minhas próximas leituras. A edição em si se assemelha bastante ao O Livro de Ouro da Mitologia, escrito por Thomas Bulfinch, entretanto, confesso que gostei mais da organização de Sears do que da de Thomas. Quanto às histórias, a que mais gostei foi a do romance forçado entre Hades e Perséfone; Hefesto pelo seu jeito de ser e por ele ter enfrentado Zeus em outra versão de sua queda dos céus; e Medusa, pela sua forma, que apesar de sua aparência horripilante, acredita-se que ela já foi uma linda mulher e que sua beleza atraíra Poseidon. 

Medusa, de um vaso do século VI a.C. | Ilustração presente no livro

Um filho grotesco a Medusa
Caco era filho de Hefesto e Medusa. Por herdar as propriedades do fogo de seu pai e a monstruosidade de sua mãe, Caco era um monstro cuspidor de fogo por vezes descrito como um gigante de três cabeças. Ele comia carne humana e decorava sua caverna com os ossos e os crânios das vítimas.
Pág.: 180

Apesar de ter citado somente os mitos que mais gostei, vale ressaltar que a maioria deles contém muita loucura, reviravoltas, incestos, sexo, bastante sangue derramado em vinganças, guerras e pequenos conflitos. Embora o livro tenha suas 256 páginas, não recomendo uma leitura corrida, uma vez que são muitas informações para absorver, sem mencionar as curiosidades que a autora vai apresentando no decorrer das narrativas. Desta forma, deixo a minha recomendação àqueles que queiram aprender um pouco mais sobre a mitologia, ou apenas possuem curiosidade para com o tema. 

A diagramação está simples, contando com um tamanho de fonte agradável, um ótimo espaçamento entre linhas e várias ilustrações, como pode ser visto acima. Já na edição temos páginas brancas, duas árvores genealógica dos deuses gregos e romanos e uma bela capa. Não encontrei nenhum erro aparente na revisão.