O Trono Lobo Gris - Cinda Williams Chima

Hey pessoal, tudo bem?

Me sinto um leitor abençoado por conseguir ter tantas leituras perfeitas neste ano e O Trono Lobo Gris não foi exceção. Mantendo uma narrativa excelente, Cinda Williams Chima conseguiu não só preparar o terreno para o último livro da série como também deixou meu coração em frangalhos. Este volume é, até o momento, um dos melhores livros da saga dos Sete Reinos. Pena que também é um dos mais tristes. 



Han Alister pensou que já havia perdido todas as pessoas que amava, mas, ao encontrar Rebecca Morley à beira da morte nas Montanhas Espirituais, percebe que nada é mais importante do que salvá-la. O preço que paga por isso é alto, e nada poderia preparar Han para o que descobre em seguida: a garota que ele conhece pelo nome de Rebecca é, na verdade, Raisa ana’Marianna, a princesa-herdeira de Fells. Magoado e se sentindo traído, Han tem certeza de que não há futuro para ele ao lado da herdeira do trono. Além do mais, ainda nutre ódio pela família real, que permitiu que sua mãe e irmã fossem assassinadas. Com ameaças surgindo de todos os lados, Raisa só pode contar com sua inteligência e força de vontade para sobreviver — e mesmo isso pode não ser o bastante quando a força do destino é cruel e inevitável.




Após os acontecimentos bombásticos que encerraram A Rainha Exilada - resenha aqui -, damos seguimento na aventura da princesa herdeira e do mago mais inusitado de todos os tempos. Ao descobrir que existe uma conspiração para que a Rainha mude a linha de sucessão e torne sua filha mais nova a herdeira legítima do Trono Lobo Gris, Raisa decide voltar para casa na companhia do capitão da Guarda da Rainha. Entretanto, vários perigos assombram o caminho e até mesmo aqueles que juraram um dia protegê-la se tornam seus inimigos. Tempos sombrios se aproximam e a origem de todo esse mal está enraizada dentro do próprio castelo. 

Todos disputam o trono. 

Cabeças se viraram conforme eles desciam a montanha a cavalo, lado a lado. Os guerreiros Demonai estavam mais acima da encosta e de olho neles. O povo dos clãs se virou e olhou para a montanha, protegendo os olhos contra o brilho.
O som de suas vozes alcançou Han.
- As rainhas lobas vêm cumprimentar a irmã Marianna! - gritaram eles, como planejado. - Aí vêm as rainhas Lobo Gris!
Pág.: 251

Como disse no começo do texto, a narrativa da autora é tão perfeita que começo a crer que ela escreve sob os olhos de alguma Musa Grega. O que mais me encanta na escrita de Cinda é o fato de que, mesmo eu não sendo fã de narrativas mais lentas e detalhadas, ela consegue me prender do começo ao fim e quando vejo já acabei o livro. Ela traz à vida as paisagens e personagens daquela época de maneira tão real que esqueço da minha própria realidade durante a leitura. 

Os personagens são muito bem desenvolvidos, tanto física quanto psicologicamente, o que dá uma verossimilhança maior a cada um deles e ao papel que representam na história. Confesso que fiquei muito triste com algumas mortes presentes na obra, pois eram personagens que estavam conosco desde o começo da aventura. Contudo, entendi o motivo pelo qual a autora decidiu que aquela era a hora de determinado personagem partir, pois um novo ciclo deve começar. 

Rainhas Lobo Gris

O final dispensa comentários. Assim como os demais livros da série, este volume também deixa o leitor morrendo de curiosidade sobre o que irá acontecer em Fells, principalmente depois do epílogo e todos os acontecimentos envolvendo a "guilda" do Rei Demônio. E para piorar, o próximo volume, intitulado A Coroa Escarlate, é também o último da série e vou confessar para vocês, não está fácil esperar o lançamento. T_T

A edição segue os mesmos padrões dos demais livros da série: uma ilustração de capa beirando a perfeição, páginas amareladas, um espaçamento entre linhas mediano e capítulos intercalados entre o ponto de vista de Han e Raisa (às vezes um deles narrava dois capítulos seguidos). Não encontrei erros de revisão/digitação. Se ainda não começou essa série, recomendo que o faça imediatamente, pois a escrita da Cinda é muito bem trabalhada.