Hotelles: Quarto 1 - Emma Mars {+18}


Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Você já se perguntou por que Paris é considerada uma das cidades mais românticas do mundo? Confesso que essa dúvida é responsável por alguns dos meus devaneios, não me canso de pensar nos casais que caminharam por aquelas ruas, nos cenários que poderiam ter visto e nas promessas que compartilharam, afinal, a Cidade Luz é capaz de inspirar nosso imaginário a este ponto. No livro Hotelles, além de nos depararmos com uma envolvente trama, somos levados a conhecer um pouco da história dessa cidade tão encantadora.



Um quarto de hotel no meio da tarde, na sempre sedutora Paris, é o cenário escolhido pela escritora francesa Emma Mars para contar a história de Annabelle, jovem jornalista que trabalha esporadicamente como acompanhante de luxo. É no Hôtel des Charmes que ela conhece o atraente David Barlet, um magnata da mídia com quem engrena um relacionamento, sem deixar de manter encontros com outros clientes. Presa a um arriscado e excitante jogo sexual, Annabelle protagoniza uma história rica em detalhes picantes, sem cair na vulgaridade. 
Mas nem tudo é um mar de rosas, pois entre eles há um segredo. Quem será o enigmático homem enviando a Elle mensagens que parecem adivinhar seus desejos mais secretos? Por que ela se submete a suas instruções e se deixa atrair novamente até o hotel, tornando-se prisioneira desse arriscado jogo sexual?




Annabelle é uma jovem recém formada em jornalismo, que após algumas tentativas frustradas de conseguir um emprego acaba seguindo os passos de sua amiga Sophia e indo trabalhar em uma agencia de acompanhantes de luxo até conseguir o dinheiro necessário para pagar o tratamento de sua mãe, que está morrendo de câncer. O serviço que exercia para a agência consistia apenas em ir com os clientes aos mais variados eventos sociais, contudo, caso quisesse arrecadar mais dinheiro poderia aceitar estender a noite no Hôtel dês Charmes, onde cada quarto é dedicado à figura de uma cortesã do passado. Apesar de evitar ao máximo ir além dos serviços para os quais era inicialmente contratada, muitas vezes a necessidade de conseguir mais dinheiro falava mais alto e assim Elle - nome "artístico" - acabava se entregando a um ou outro cliente.

Durante um destes eventos, Annabelle acaba conhecendo David Barlet, um dos herdeiros milionários da rede de noticias BTV, que se apaixona por ela à primeira vista e, mesmo sem saber de todo o passado de sua amada, ele aceita pagar pelo tratamento de sua mãe, lhe da um emprego como apresentadora de um programa e passa a mimá-la de todas as formas possíveis. Contudo, ele não sabe que ela recebe diariamente mensagens anônimas e de cunho sexual que exprimem seus pensamentos mais profundos,  bem como uma série de convites anônimos para que ela vá ao Hôtel dês Charmes e se redescubra, o que pode acabar colocando em risco o relacionamento.

Amor e luxúria caminham lado a lado

Um estudo concluiu que os homens pensam em sexo cerca de dezenove vezes por dia. As mulheres não mais do que dez. E você, quantas vezes se deixa invadir diariamente por esse tipo de pensamento?
Pág.: 12

A narrativa nos leva por uma viagem histórica pelos mais diversos cenários de Paris e ao mesmo tempo nos apresenta um pouco da sensualidade que essa cidade e as figuras históricas que nela viveram escondem. Esse livro me deliciou pela quantidade de conteúdo histórico que reúne, e tudo é contado de uma forma extremamente sexy. Confesso que adoraria passar horas a fio ouvindo sobre as histórias fantásticas que Louis poderia narrar durante um passeio pela Cidade Luz (momento inveja da protagonista... hehehe). O inicio da história se dá de uma maneira bastante confusa, o que me desanimou um pouco, porém à medida que vamos adentrando a trama, somos pego por um enredo envolvente e cheio de mistérios.

Os personagens me causaram um turbilhão de emoções conflitantes já que os mesmos possuem inúmeras facetas. Elle é uma moça que apesar de tudo luta para agradar aqueles que ama, ela consegue ser bastante burra e ingênua em determinados momentos e quase sempre age de maneira impulsiva, notamos uma evolução considerável em sua postura quando ela começa a se redescobrir e essa é a experiência mais extasiante que o contexto nos oferece. David é um verdadeiro gentleman com seu jeito é encantador, mas o segredo que ele guarda e a postura que assume muitas vezes o torna um personagem um pouco sombrio, ao passo que seu irmão Louis é bastante rude e age como se as pessoas ao seu redor não passassem de peças em um tabuleiro e esse seu jeito o torna sensual ao extremo. Existe um segredo que une esses dois irmãos, porém decifrá-lo será o maior desafio enfrentado pela protagonista.

Paris, a cidade do romance e do amor

Quantas mulheres David teve antes de mim? Nunca falamos disso. Devo contá-las em dezenas, em centenas... Mais? É possível não ter ciúme de casos do passado? Quando se possui um corpo, é possível apagá-lo da memória, é possível esmagar todas ou todos de que uma vez usufruímos?
Pág.: 281

A obra vai muito além da sexualidade e redescoberta de um personagem que boa parte dos livros eróticos nos proporciona, Emma Mars oferece ao leitor um emaranhado de enigmas e uma reunião de conhecimento histórico fascinante, intercalando tudo isso com várias cenas de sexo.  O final é um pouco previsível e ao passo que percebia que minhas conclusões sobre o destino da protagonista estavam corretas fui sentindo uma pontada de raiva e ao mesmo tempo alívio por ela to tomado tais decisões. Algo que achei inusitado foi a introdução de trechos do caderno de Elle no meio da história, é durante eles que conhecemos sua personalidade mais a fundo. Estou mega ansiosa pela continuação dessa trilogia, quero saber onde as escolhas de Elle a levarão.

A capa chama a atenção por ser bonita e ao mesmo tempo sensual, o título em letras douradas confere a ela um toque a mais de sofisticação. A tradução feita por Rejane Janowitzer deixou um pouco a desejar somente pelo fato de que no decorrer da história existem alguns trechos de música em inglês e eles não foram traduzidor. Compreendo que traduzi-los tiraria sua essência, contudo, ter que parar de ler para buscar a tradução é ainda mais incomodo, por isso de uma nota de rodapé ou tradução ao lado/abaixo da letra citada. A diagramação está impecável, desde o tamanho e a escolha das fontes, até o detalhe presente na numeração das páginas amareladas. O enredo possui seus altos e baixos, e eu achei alguns elementos mal colocados, porém avaliando-os como um todo, Hotelles é um livro fascinante! Leitura recomendada.

Confira mais novidades no SiteTwitter e Facebook da Editora Rocco.