A Autobiografia Interativa - Neil Patrick Harris


Hey pessoal, tudo bem?

Apesar das tentativas falhas de fazer algumas piadas da 87ª Edição do Oscar, Neil Patrick Harris possui um talento para escrita fora do comum. Combinando fatos reais e fictícios, ele deixa que o próprio leitor escolha o desenvolver de sua história, por isso, se ele será o famoso ator que encarnou o médico mirin Doogie Howser, ou um cara que veio de uma família abusiva e uma mãe drogada, dependerá unica e simplesmente das escolhas do leitor durante a leitura da obra. Complicado? Sim, mas garanto que a leitura será prazerosa e valerá cada minuto.


Neil Patrick Harris conquistou o mundo graças ao impagável Barney Stinson, do seriado How I met your mother, sucesso no Brasil, onde é exibido pelo canal a cabo Sony. Para o personagem, a vida é sempre divertida e, como adora repetir, lendária. Este primeiro livro do premiado e querido ator americano também é. Em vez de contar sua trajetória de maneira tradicional, Neil Patrick mistura realidade, ficção e muito humor. E o melhor: é o leitor é quem escolhe para que direção a história vai.
Em cada momento crítico, é o leitor quem decide como a trama vai continuar. Caso escolha corretamente, Neil Patrick encontrará fama, dinheiro e amor verdadeiro. Se o leitor optar errado, o resultado será miséria, sofrimento e uma morte horrível mordido por piranhas. E ainda tem mais: truques de mágica, receitas de drinks, fotos embaraçosas e até uma música para o grand finale.
Ele fala ainda do seu começo de carreira como ator-mirim prodígio e do relacionamento com o também ator David Burtka, com quem casou recentemente e tem dois filhos.


O livro conta a história de... bem... dele, obviamente. Contudo, a maneira como é narrada é que faz toda a diferença. Inicialmente começamos com a história de seu nascimento para em seguida decidir se ele terá uma infância feliz ou não. Isso mesmo, você que decide. Ao final de cada história, existe no rodapé uma mensagem com algo tipo: "Se quer viver uma infância feliz, vá para a página 8. Caso prefira uma infância miserável para depois se gabar de ter superado a pobreza contra todas as circunstâncias, vá para a página 5" e daí por diante. Você pode da página 9 ir para a 290 para em seguida retornar para a página 30, e é isso que torna o livro tão divertido, pois é você que está no controle da situação e de qual caminho irá seguir até que Neil se torne o sucesso que é hoje.

Barney Stinson, personagem de Harris em HIMYM

É complicado analisar personagens quando estamos falando de uma biografia, mas posso afirmar que várias pessoas contribuíram para que Neil seja o excelente ator e humorista que é hoje, dentre essas pessoas estão David, Harper e Gideon, seu marido e filhos, respectivamente. Na obra, acompanhamos sua jornada desde suas apresentações escolares até o momento em que ele foi host do Tommy Awards; desde a sua primeira namorada até a aceitação de sua homossexualidade; de um menino que morava em uma cidade no interior até o ícone médico adolescente em L.A.. E acima de tudo, conseguimos aprender uma lição que nos acompanhará a vida toda: não importa o quão para baixo você esteja ou o quão sozinho se sinta, as coisas eventualmente melhoram, basta você correr atrás de seus sonhos (Né!? Ficar sentado no sofá comendo Doritos e esperar alguém te convidar para o emprego do século é forçar um pouco a barra).

Mentira é apenas uma grande história que alguém estragou com a verdade.

A edição está simplesmente sensacional. Temos de literalmente tudo na obra: fotos, cartoons, palavras cruzadas, truques de mágica, receitas de drinks e até mesmo um comparativo entre a vida de Barney e Neil, bem como viagens pela Europa e noitadas em boates de Hollywood. Achei muito interessante esse estilo de Autobiografia Interativa, tão interessante que estou pensando seriamente em comprar mais livros do gênero, pois saber que estamos no controle da história é um sentimento único que apenas os autores conseguem ter, e pela mineira vez me senti assim sendo apenas um leitor. Bravo!