Deuses do Olimpo - Dad Squarisi


Saudações, caros leitores, como vocês estão?

Posso dizer que Deuses do Olimpo foi uma grande surpresa para mim, não pelo seu conteúdo e tema, mas pela forma como foi feita. Acompanhando o mercado literário, é perceptivel o aproveitamento do assunto "Mitologia Grega", já que esta é uma das temáticas mais utilizadas pelos escritores de livros infanto-juvenil, assim como livros sobre praticantes de magia. Entretanto, como nem tudo são flores, alguns pontos deixaram a desejar.



No monte Olimpo, a mais alta montanha da Grécia, moram os deuses! Lindíssimos e imortais, eles governam o mundo e decidem o destino dos homens. Zeus é o deus supremo, dono do raio; Atena, é a deusa da sabedoria; Hermes, o deus da comunicação... Eles e outros poderosos da família participam das guerras e fofocas humanas, ora lançam maldições, ora presenteiam com a fortuna, definem as estações do ano, espalham o amor, mas também a discórdia no mundo antigo. É um agito que só vendo! Mas como surgiram esses deuses? Houve um antes? Explore o universo mágico da Grécia Antiga e conheça as histórias dos personagens mais famosos da mitologia!






Como já era esperado, nesse livro não encontramos uma trama, mas sim a apresentação e explicação de alguns personagens responsáveis por comporem a mitologia Grega. Para dar início, a autora preferiu apresentar ao leitor o mundo mitológico onde aquelas personalidades estão situadas, como por exemplo, o Olimpo, mostrando brevemente algumas de suas características. Além disso, ela expôs alguns acontecimentos importantes para o contexto histórico dessa mitologia, como O Princípio de Tudo, os Doze Olimpianos, a Guerra dos Titãs, dentre outros.

Pintura representando o Monte Olimpo.

Da desordem primitiva, bem antes de Zeus, surgiu Gaia, a mãe terra. Gaia deu à luz Urano. Era o céu estrelado. Deu à luz, também, Ponto. Era o mar e todas as águas. Urano se casou com ela. E nela ficou colado. Passaram-se semanas, meses, anos. Ele lá, sem arredar o pé. Ela tentava se livrar. Mas ele não se soltava de jeito nenhum.
Pág.: 9

Um dos primeiros pontos que percebi foi que a autora conseguiu cumprir o que o subtítulo do livro sugere: Pra gente pequena e gente grande também. A linguagem que encontramos nessa obra é bastante infantil, e em certos casos podem chegar a irritar alguns leitores mais exigentes. Fora que as histórias são bem resumidas, mostrando somente o básico daquela entidade, ao contrário das explicações mais detalhadas e ampliadas que podemos encontrar em O Livro de Ouro da Mitologia. Mas apesar disso ela consegue nos surpreender, uma vez que suas histórias tem um certo humor, trazendo um material que aparenta ser, de certa forma, didático para as crianças, já que elas estimulam a imaginação.

Em alguns momentos a autora tenta comparar algumas divindades com o Deus do Cristianismo, o que pode levar alguns leitores a se sentirem incomodados diante de tal fato, vez que as referidas entidades apareceram em em momentos distintos no tempo, cada uma com sua própria cultura. Entretanto, acredito que esse posicionamento da escritora seja mais centrado nas preocupações de alguns pais, já que o conteúdo da leitura está a todo momento em "confronto" com diversos parâmetros já pré-estabelecidos na fé cristã. 

Dad Squarisi, autora brasileira.

Como amolecer o coração tão duro? Só o amor. O deus da guerra conheceu a deusa do amor, Afrodite, também chamada de Vênus, se apaixonou pelo homem sanguinário. Deu muito carinho a ele. Da união, nasceram três filhos. Ares se transformou com tanta felicidade. Em vez da violência e força brutas, apela para a justiça e a sedução. Ninguém resiste.
Pág.: 40 

Como o livro é pequeno e não possui uma história propriamente dita, não há muito o que falar sobre desenvolvimento e conclusão da obra. Apesar disso, a autora cumpriu o objetivo do livro: ser claro, bem humorado e mostrar ao leitor, independente de sua idade, o mundo mágico da mitologia Grega. Porém, para aqueles leitores exigentes que pedem mais seriedade, já falo que este não é o livro mais recomendado, ficando O Livro de Ouro da Mitologia encarregado de suprir tais demandas. 

Um dos grandes chamativos desse livro fica por conta da sua edição feita em capa dura e com belas ilustrações feitas por Carolina Kaastrup, como a representação de Zeus na capa por exemplo. Já na diagramação, encontramos fontes um pouco grandes, justamente por causas das crianças e um bom espaçamento entre as linhas. 

Abraços,
Gustavo Demétrio
GUSTAVO DEMÉTRIO
É Resenhista e CDC aqui no Vida De Leitor. Um ávido leitor que sonha um dia se tornar um Arquiteto de renome. Admirador do universo e grande fã do Stephen King. Seus livros favoritos são: Série Torre NegraTigana, Sherlock Holmes Sob a Redoma. 
Twitter/Facebook/Skoob/Instagram - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.