O Racismo Nosso de Cada Dia & A Literatura - Jana Lauxen


Hey pessoal, tudo bem?

São poucos os livros sobre temas que fogem à fantasia e ficção que são divulgados aqui no blog, menos ainda textos e artigos que retratam de temas do nosso dia-a-dia, vez que este não é o perfil do Vida de Leitor, que busca sempre trazer mundos onde dragões voam livremente pelos céus e você não precisa se preocupar em dar um par de sapatos para seu melhor amigo, pois ele é um centauro.

Contudo, fui procurado pela escritora Jana Lauxen, que é autora dos livros Uma Carta por Benjamin e O Túmulo do Ladrão, sobre a divulgação de um texto sobre o livro Contos de Amor e Crime: Um Romance Violento, que tem como objetivo retratar temas polêmicos como racismo, preconceito social e a vida levada nas vilas e aglomerados. Abaixo vocês podem conferir seu texto na íntegra: 




Amor, brutalidade, crime, drogas, esperança. Respeito. Discriminação social, racial. Estes são os ingredientes que norteiam a vida de Jozz, o protagonista deste romance violento. Negro, pobre, morador da favela, sem nenhuma estrutura familiar, Jozz é o anti-herói que até admiramos, que até compreendemos, mas que queremos longe de nossas casas e de nossas vidas. Você poderá amá-lo ou poderá odiá-lo. Tudo depende das situações que você viu, ouviu e viveu. Através de um texto cru, direto e impetuoso, o escritor Afobório não mede palavras, e nem teme os militantes do politicamente correto ao falar sobre preconceito e segregação social, perturbando e colocando o leitor a refletir sobre o seu papel em um país que ainda esconde seu racismo, enfeita sua miséria, e ignora esta bomba-relógio que ameaça explodir a qualquer instante. Neste contexto, Jozz é um perigo. Mas quem não é?


O Racismo Nosso de Cada Dia & A Literatura
Por Jana Lauxen

Ele escreve, usa uma balaclava na cabeça, e conversa sobre racismo, preconceito e violência com alunos de escolas públicas. Estou falando do escritor, editor e revisor Afobório, pseudônimo do gaúcho Alexandre Durigon, que recentemente lançou seu segundo livro, Contos de Amor e Crime: Um Romance Violento, pela Editora Os Dez Melhores.

A obra conta a história de Jozz, um homem negro, pobre, morador da favela, traficante e usuário de drogas, que desde criança sentiu na pele a violência que a maioria de nós assiste somente pela televisão. Filho de uma prostituta viciada, cresceu sem saber quem era seu pai. Apanhou de sua mãe, dos clientes de sua mãe, de seu padrasto, mas, principalmente, apanhou muito da vida. E foi em busca de respeito – e não somente de dinheiro – que entrou para o crime. Afinal, já que a sociedade recusava-se a lhe respeitar enquanto cidadão, Jozz resolveu impor-se na marra.

O livro Contos de Amor e Crime: Um Romance Violento fala de racismo, de preconceito social, e da vida dura e brutalizada em que estão mergulhadas nossas favelas, e seus milhares de moradores. Fala da engrenagem perversa que deixa o pobre cada vez mais pobre, e conserva na marginalidade quem já nasceu marginalizado. Fala da discriminação velada e taciturna que nos mantém cativos, nos fazendo acreditar que não somos racistas, e tampouco vivemos em um país preconceituoso e cruel.

Contudo, mais do que simplesmente romancear a discriminação social e racial que nos espreita, Afobório saiu a campo através do Projeto Balaclava: Literatura Sempre e Racismo, Nunca, transformando os principais pontos de seu livro em ações concretas. É através deste projeto autoral que Afobório visita escolas e instituições públicas de ensino, falando sobre violência e discriminação para quem conhece estes males de perto:

– Nestas atividades, ouço histórias de crianças e de adolescentes que já experimentaram o racismo, que já entenderam como o preconceito atua em nossa sociedade. E eu quero mostrar para eles que não é preciso retribuir a violência com mais violência; que isto é uma bola de neve sem fim, que terminará por enterrar todos nós no mesmo buraco: brancos e negros, ricos e pobres, homens e mulheres, moradores do subúrbio e do centro. Eles podem combater a discriminação que sofrem com literatura. Até por que, a melhor maneira de vencer o racismo é através da educação. Um livro na mão é mais perigoso do que uma arma, e tento sempre fazê-los compreender esta questão – conta o autor.

O lançamento do livro Contos de Amor e Crime: Um Romance Violento também fugiu dos protocolos. Ao invés de uma noite de autógrafos, Afobório optou por realizar, em parceria com a Biblioteca Pública Municipal Dr. Guilherme Schultz Filho, de Carazinho/RS, uma semana de palestras e oficinas literárias voltadas para alunos do sexto ao nono ano de escolas municipais e estaduais. As atividades foram um sucesso. Afobório ainda doou um exemplar de seu livro para cada escola participante, e também para o acervo da biblioteca municipal. Segundo os responsáveis, os exemplares não param muito tempo na estante.

A obra está disponível para venda por R$20,00 (vinte reais) na livraria virtual da Editora Os Dez Melhores, e você pode obter mais informações no blog do autor clicando aqui

Abraços,
  Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do Vida de Leitor. Cursa o 9º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, Hunger GamesWithe Cat e Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos
Twitter/Facebook/Skoob/Instagram - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.