Freud Me Segura Nessa! - Laura Conrado


Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Quando peguei Freud me segura nessa! pensei que não entenderia muita coisa da história já que não tinha lido o livro que o antecede (Freud me tira dessa!), contudo não me senti nem um pouco perdida por começar uma serie a partir do segundo volume. É claro que ficamos um pouco curiosos para saber como foi a história de Cat e o terapeuta, mas com o pouco de informação fornecida nessa história, já podemos ter uma noção do ocorrido.






Depois de se apaixonar pelo terapeuta e passar por desventuras, que conquistaram diversos leitores em "Freud, me tira dessa!", Catarina, agora encara uma série de descobertas sobre si própria e o mundo. Numa temporada fora do país e em meio a novas oportunidades, amores e amigos, Cat descobre que, mesmo distantes, sentimentos não resolvidos de seu passado podem se fazer presentes. Ela confronta traições, inseguranças, dúvidas e os riscos das escolhas adultas diante do dinheiro, do sexo e do amor. Com a mesma dose de emoção e humor, mais um vez, Cat recorre ao pai da Psicanálise para se segurar nos desafios da vida adulta.





Após tomar um fora do terapeuta e perder o emprego em Belo Horizonte, Cat recebe a chance de recomeçar a vida em Nova York, apesar do alto custo de vida e de ter que ficar longe dos amigos e familiares, ela decide que essa é uma ótima oportunidade, mas como tudo na vida de Catarina parece estar fadado a dar errado, seus primeiros momentos em solo americano são um verdadeiro desastre: o avião é obrigado a aterrissar em outro terminal, ela se esquece de levar roupas de frio, percebe que alugar um apartamento perto do trabalho pode acabar lhe custando uma considerável quantia do seu salário, e o pior, roupas tamanho large (grande) não lhe servem.

Como depois da tempestade vem a calmaria, as coisas começam a se acertar e ela acaba encontrando um bom lugar para morar no Brooklyn, por um preço razoável, e o melhor de tudo: um de seus novos vizinhos é um gato de tirar o fôlego e acaba se interessando por ela. As coisas começam a tomar um rumo agradável tanto do lado pessoal quanto no profissional, cada vez mais ela cresce dentro da empresa, até que uma descoberta mostra que não importa o quanto as coisas estão indo bem, uma “vaca” pode sempre aparecer e destruir tudo.

País diferente, novo emprego, nova vida... Será que Freud segura?

Sei que quem quer aparentar ser muito forte costuma ser muito frágil por dentro. Todos somos inseguros. Alguns só despistam mais.
-Como sabe disso?
-Eu despisto o tempo todo - ele falou baixinho.
Pág.: 184

A narrativa se desenvolve de forma leve e divertida, através de uma linguagem jovial e com uma premissa que relata situações como: problemas em relacionamentos, rivalidades no trabalho e dificuldades para lidar com amizades, a autora constrói uma história capaz de fazer com que o leitor identifique-se com os personagens. Apesar de possuir um enredo cômico e aparentemente despretensioso, esse livro nos traz uma série de reflexões e ensinamentos importantes.

A protagonista é uma mulher de inúmeras facetas, o que ela tem de sorte no trabalho, tem de azar no amor, mas posso dizer que Cat é do tipo guerreira que não desiste de se apaixonar e por isso está sempre enfrentando algum problema amoroso,  ao mesmo tempo em que ela se mostra fragilizada por causa de seus relacionamentos, percebemos que ela está disposta a seguir em frente. A jornada de Catarina e seus amigos é comparada com a história de O Mágico de Oz e é muito divertida a forma como eles se ajudam em seus respectivos dilemas.

Autora

Sabendo que não funcionaria dizer que passaria, que logo ela encontraria alguém legal e esses clichês que sempre dizemos, fiquei calada. Dor de amor deve ser respeitada, chorada, amargada. Enquanto a dor dela pungisse, eu ficaria ali.
Pág.: 170


O final da história me arrebatou por completo, a forma como a protagonista lida com seus problemas é de deixar qualquer um de queixo caído, e as escolhas feitas por ela fizeram com que eu ficasse bastante curiosa a respeito de seu futuro, contudo ainda não sei se a autora pretende lançar mais algum livro focado em Cat.

A capa é linda e bastante chamativa, a arte e o título possuem verniz localizado. A diagramação é agradável aos olhos, as páginas são em um tom amarelado e a fonte é de um tamanho mediano, cada inicio de capítulo possui uma frase famosa ou trecho de musica que se encaixa perfeitamente ao contexto. A revisão foi bem feita. Recomendo muito a leitura.

Abraços,
  Tamires Souza
TAMIRES DE SOUZA
É Resenhista aqui no Vida De Leitor. Desenvolveu sua paixão pela leitura ainda criança através de revistas em quadrinhos e desde então não vive sem um livro dentro da bolsa. Recém formada e sonha um dia cursar uma faculdade de Direito. Seus livros favoritos são: Série Rangers Ordem dos Arqueiros, A Seleção e a Série A Mediadora
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.