Álbum de Casamento - Nora Roberts


Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Sabe quando você vê um livro e percebe que está apaixonado por ele sem nem mesmo tê-lo lido? Foi exatamente isso que aconteceu comigo quando vi Álbum de Casamento. Sou daquele tipo de garota que suspira só de ouvir a palavra casamento, portanto tamanho interesse é facilmente justificável, contudo fiquei ainda mais instigada quando percebi que a história foi escrita por Nora Roberts. Como estava muito ansiosa para ler esse livro, o meu único temor era de que a história não atendesse minhas expectativas.



Com várias capas de revistas de noivas no currículo, a fotógrafa Mac é especialista em captar os momentos de pura felicidade, mesmo que nunca os tenha experimentado em sua vida. Por causa da separação dos pais e de seu difícil relacionamento com eles, Mac não leva muita fé no amor. Por isso não entende o frio na barriga que sente ao reencontrar Carter Maguire, um colega de escola com o qual nunca falara direito. Carter definitivamente não é o seu tipo. Professor de inglês apaixonado pelo que faz, ele cita Shakespeare e usa paletó de tweed. Por causa de uma antiga quedinha por Mac, fica atrapalhado na frente dela, sem saber bem como agir e o que falar. E mesmo assim ela não consegue resistir ao seu charme. Agora Carter está disposto a ganhar o coração de Mac e convencê-la de que ela é capaz de criar suas próprias lembranças felizes.




Desde crianças Mac, Parker, Emma e Laurel brincavam de planejar casamentos, durante uma dessas brincadeiras a paixão de Mac pela fotografia acabou se revelando; decidida a contrariar a avó que havia dito que ela não usaria a Nikon que tinha ganhado de presente do pai e enjoada de brincar de casamento Mac decide que não quer participar da cerimônia como "daminha" de honra e acaba sendo nomeada a fotógrafa oficial, sem saber exatamente o que estava fazendo ela acaba tirando a fotografia que viria a influenciar na sua escolha profissional.

Anos se passam e as quatro amigas montam uma empresa que qualquer noiva gostaria de contratar para planejar seu casamento. Mac lida com as fotografias e apesar de trabalhar rodeada por pessoas que acreditam no amor como um sentimento duradouro, ela prefere acreditar que com o tempo o divórcio e desgaste emocional são inevitáveis. Esse pensamento está implantado nela graças a sua mãe, Linda, uma mulher que teve inúmeros relacionamentos desastrosos e jamais se preocupou com a filha. Quando Sherry decide contratar a Votos para realizar seu casamento, Mac acaba reencontrando Carter, um rapaz que nutria por ela uma paixão de adolescente e que ao revê-la percebe que o que sentia ainda existe.

Em momentos decisivos, nossos sentimentos se revelam.
Filmes, pensou – especialmente os românticos -, devem ter final feliz. Porque a vida, com muita freqüência não tinha. O amor se dissipava ou se transformava em ódio. Ou ia parar em algum lugar entre essas duas coisas, uma espécie de indiferença dolorosa.
Pág. 89

Quem gosta de romance, pelo menos uma vez na vida já deve ter ouvido o nome de Nora Roberts, vez que ela é uma das maiores escritoras de livros do gênero e suas histórias estão sempre entre as mais vendidas do The New York Times. A história de Álbum de Casamento é bem ambientada e faz com que o leitor se sinta dentro de cada cenário descrito, a narrativa é em terceira pessoa e foca nos pontos de vista de Mac e Carter e com isso o leitor tem visão ampla do contexto que se desenvolve de forma fluida e ritmada.

As características de cada personagem são bem definidas e conforme o enredo vai se desenrolando percebemos que eles vão evoluindo e ganhando traços ainda mais fortes. Mac é o tipo de protagonista cabeça dura que se espelha no passado para construir seu futuro, por isso ela acredita que fotografias são formas de guardar momentos e sentimentos que se perderão com o tempo. Apesar de tímido, Carter é extremamente encantador, fiquei fascinada pela forma como ele expressa afeto por Mac e está sempre disposto a apoiá-la, é impossível não se apaixonar por ele. Linda é o tipo de personagem que existe para ser odiada e posso dizer que ela consegue despertar no leitor seu mais profundo ódio por meio de suas atitudes.

Fotografias são a melhor maneira de guardar aquilo que o tempo insiste em distorcer.
- Não tinha planejado ficar sozinho para sempre - disse ao gato. – Mas tinha muito tempo pela frente, não tinha? Tempo para curtir uma certa rotina, para curtir a minha casa, o meu trabalho, a liberdade de ser solteiro. Mal acabei de fazer 30 anos, pelo amor de Deus. E estou falando com um gato, coisa que não almejo fazer nas noites do resto da minha vida. Sem ofensa. Mas ninguém precisa se acomodar assim. Ficar com alguém só porque a alternativa é ficar sozinho. O amor não é um conceito amorfo criado pelos livros e pela poesia e impossível de existir. É real, vital e necessário. Caramba, isso muda tudo. Tudo. Não posso ser o que era antes de amá-la. É ridículo para qualquer um esperar isso.
Pág. 206

A conclusão do enredo é emocionante e satisfatória, estou ansiosa para ler o próximo volume da série no qual conheceremos a história de amor de Emma; através do pouco que li a respeito dessa personagem já pude ter uma ideia de que sua história será bem divertida. É claro que já iniciamos a leitura tendo em mente que o desfecho será algo previsível, a ideia de que os romances seguem a estrutura: mocinha tem uma vida complicada, conhece um rapaz lindo, supera os traumas e vive feliz para sempre, está impregnada em nossas mentes, e não vou dizer que isso de fato não ocorre na maioria dos livros do gênero, mas Nora consegue transformar uma premissa clichê em algo único e fascinante que nos arremata desde a primeira página.

A capa é linda e bastante chamativa, o nome da autora é em verde metalizado e a lombada em verde escuro com certeza deve deixar a estante muito bonita quando colocada ao lado dos demais volumes da série. A diagramação é agradável aos olhos, as páginas são em tom amarelado e a fonte é de tamanho mediano, os capítulos não são separados em páginas diferentes, mas isso não me incomodou e acredito que a Arqueiro fez um excelente trabalho nessa edição. Não encontrei nenhum erro de revisão. Leitura recomendada.

Abraços,
  Tamires Souza
TAMIRES DE SOUZA
É Resenhista aqui no Vida De Leitor. Desenvolveu sua paixão pela leitura ainda criança através de revistas em quadrinhos e desde então não vive sem um livro dentro da bolsa. Recém formada e sonha um dia cursar uma faculdade de Direito. Seus livros favoritos são: Série Rangers Ordem dos Arqueiros, A Seleção e a Série A Mediadora
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.