Up - Altas Economias

Saudações, caros leitores, como vocês estão?

Antes de mais nada, gostaria de deixar claro que o presente texto nada mais é que minha humilde opinião. Não estou criticando o gosto literário, autores ou religião de ninguém. Estou apenas propondo uma discussão saudável e expondo o meu ponto de vista sobre o assunto. Espero que gostem e participem da discussão nos comentários. o/

Image and video hosting by TinyPic

No estilo de vida que vivemos atualmente, qualquer coisa se torna um atrativo. As mídias, sejam televisivas ou outros meios de comunicação em massa, acabam impondo, por meio das propagandas, a ilusão da necessidade. 

Muitos podem discordar, mas assim como acontece com outros produtos, os livros acabam ganhando uma porcentagem nisto, uma vez que quando vamos às livrarias, sempre há aquele marketing “escandaloso” sobre tal livro, ficando aquela vontade de comprá-lo. Por isso devemos nos perguntar: realmente preciso disso? Além disso, irei dar algumas dicas que ajudam, e muito, a economizar.

Image and video hosting by TinyPic

Algumas lojas virtuais sempre colocam alguns títulos em promoções. Contudo, devemos ficar atentos aos preços praticados, uma vez que o mercado pode ser bastante traiçoeiro. Por isso, recomendo que pesquise sobre o livro que você pretende comprar em diversas lojas confiáveis ou faça um comparativo sobre os preços no site do Buscapé, ou outro mecanismo de comparação de preços.

Há o fato de que os preços em lojas virtuais, em muitos casos, saem mais baratos do que os praticados nas lojas físicas, pois você não estará pagando o aluguel do local – caso não seja próprio –, contas básicas, como água e energia, e o pagamento dos atendentes responsáveis por todo processo da compra. Além disso, quase todos os blogs literários sempre fazem sorteios dos livros do momento, cabendo a você ver quais deles estão sorteando aquele livro que você deseja a muito tempo.

Image and video hosting by TinyPic

O mercado literário se encontra em demasiada saturação de trilogias e séries de livros. E isso, por certo ângulo, acaba se tornando um obstáculo para quem deseja ter uma ótima leitura sem ter que gastar muito, vez que quanto mais livros a série possui, mais dinheiro o leitor terá que desembolsar para saber o final da saga. Olhando por esse lado, os volumes únicos, como o caso de As Crônicas de Nárnia, acabam se tornando uma opção favorável, posto que estes são mais baratos que a coleção inteira. Também se enquadram neste quesito os Box promocionais lançados pelas editoras, que sempre estão em promoção e o gasto é bem menor do que comprar cada livro da série individualmente.

Venhamos e convenhamos, esperar o próximo livro ser lançado é algo massante, obviamente, se o leitor tiver gostado da obra anterior. Além disso, o que percebemos nas maiorias das séries de livros, são as buscas por respostas deixadas justamente no primeiro volume. Assim sendo, se ela tiver muitos volumes a serem lidos, isso pode acabar desanimando a leitura.

Image and video hosting by TinyPic

Muitos veem os E-Books como uma solução única e mais econômica que as demais opções. Até um certo ponto isso se torna verídico, vez que muitas vezes eles são mais baratos que o livro físico e não ocupam espaço na estante. Contudo, nessas horas não incluímos no preço final os gastos com eletroeletrônicos, como tablets, E-Readers, smartphones, entre outros dispositivos que possibilitem a leitura dos arquivos. Além desses, devemos considerar os adquiridos com a utilização da rede elétrica, que resulta no aumento do valor a ser pago presente nas contas mensais de energia, consequência do processo de recarregamento das baterias de alguns dos citados equipamentos.

Em outro post – E-Books, ler ou não ler? Eis a questão – já havíamos debatido as vantagens e desvantagens que os E-Books nos proporciona, tais como os já mencionados acima, como também a facilidade de transporte, armazenamento dos arquivos e os casos nos quais a lojas virtuais de venda perdem completamente a noção e colocam o E-book custando poucos reais abaixo do preço original.

Image and video hosting by TinyPic

Talvez essa seja a dica mais banalizada entre as que já foram dadas, posto que nem todos a acham confiável e nem tão econômica. O sistema de troca de livros, tal como o Skoob e/ou outras redes sociais, é, por sua vez, um meio mais fácil de adquirir algum título, porém, é o menos seguro - dependendo da rede que utiliza-, já que devemos considerar que não há, em alguns casos, garantias, restando somente a reputação do usuário na rede social cadastrada.

Digo que o empréstimo de livros, em certos casos, são verdadeiros cortadores de amizades e assim como o sistema de trocas, devemos ficar atentos a reputação do destinatário. Porém, na hora da devolução, nem sempre encontramos o livro nas mesmas condições quando ele foi emprestado, o que, como eu já disse, é um decepador de amizade (ou, no caso do Matheus, de membros mesmo, pois tenho dó de quem devolver um livro dele rasgado ou amassado), além de perdermos a confiança da pessoa.

***     *** 

Por mais complicada que seja, não há desculpas para não economizar. Além disso, percebemos que os livros acabam influenciando a economia, diretamente ou indiretamente, pois o dinheiro que seria utilizado na aquisição de tais títulos, serão utilizados em outras atividades complementares. Não me entendam errado, não estou dizendo que não devemos comprar livros, estou apensar dizendo que devemos pensar se realmente vamos lê-lo, e não apenas comprar por mero impulso e satisfação de um desejo de consumo e deixá-lo mofando na estante, sendo que o dinheiro empregado poderia ser utilizado em outras atividades, como teatro, cinema, musicais e etc. E você, qual o método que utiliza?

Abraços,
Gustavo Demétrio
GUSTAVO DEMÉTRIO
É Resenhista e CDC aqui no Vida De Leitor. Um ávido leitor que sonha um dia se tornar um Arquiteto de renome. Admirador do universo e grande fã do Stephen King. Seus livros favoritos são: Série Torre Negra, Sherlock Holmes Sob a Redoma. 
Twitter/Facebook/Skoob/Instagram - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.