A Volta dos Mortos Vivos - John Russo

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Após ler "A Noite dos Mortos Vivos", não esperava que a outra história contida no livro pudesse ser melhor que a primeira, porém o enredo dela se mostrou mais fluido e detalhado, fazendo com que as situações em que os personagens se encontram sejam mais bem trabalhadas e desenvolvidas. Dessa vez encontramos protagonistas por quem realmente vale a pena torcer, além de zumbis ainda mais assustadores.


Dez anos se passaram desde a última vez que os mortos retornaram a vida, como o caso não se repetiu novamente, muitos decidiram que esquecer aquele episódio seria a melhor escolha, mas alguns como Bert Miller e o reverendo Michaels preferiram continuar a enfiar estacas na cabeça dos falecidos.

Quando um ônibus capota em uma encosta causando a morte de todos que estavam a bordo, o reverendo e um grupo de pessoas se dirigem até o local para destruir o cérebro das vítimas, porém o plano é frustrado quando a policia chega ao local e eles se vêem obrigados a fugir, privando vinte e uma pessoas de receber o devido cuidado.

Novamente, sem deixar indícios de como começou, a praga volta a atacar fazendo com que os que se foram passem a devorar a carne dos vivos, e dessa vez os mortos serão apenas parte dos problemas, pois o estado de anarquia acaba fazendo com que mentes criminosas implantem novas regras de sobrevivência.

Zumbis à frente.

"Viver é uma criação constante e interminável de túmulos. As coisas vivem e morrem, a às vezes vivem bem e às vezes vivem mal, mas sempre morrem, e a morte é aquilo que reduz todas as coisas vivas a um denominador comum; aquilo deixa todas as caírem no esquecimento.
Por que será que as pessoas têm medo de morrer?"
Pág. 170
Considerei o enredo da primeira história que compõe esse livro um pouco previsível, entretanto "A Volta dos Mortos-Vivos" foge completamente a essa definição por possuir um desfecho surpreendente. A narrativa é terceira pessoa e aborda o ponto de vista de diversos personagens. A história tem mais ação e as situações construídas são mais assustadoras. Os vilões dessa vez não são apenas os zumbis, o autor incrementou a história com situações em que ladrões e estupradores acabam sendo ameaças maiores que os mortos-vivos.

Apesar do estado de caos, a história não se passa em apenas um cenário, fazendo com que os coadjuvantes sejam constantemente renovados. Os protagonistas são agradáveis e cativantes, seríamos capazes de torcer por suas sobrevivências se logo nas primeiras páginas não ficasse claro que nenhum está livre das chances de morrer. O que mais me agradou foi o policial Dave, ele apresenta senso de justiça e se esforça para ajudar qualquer um que esteja correndo risco, mesmo que a situação fique extremamente ruim para ele.


O que você faria se os mortos retornassem à vida sedentos por carne?

"As outras criaturas não recuaram. Não pareciam ligar para a morte de um dos seus. Não atacaram e canibalizaram o corpo caído. Em vez disso, ansiavam devorar carne humana recém-abatida, quente e sangrando, ainda com o gosto da vida. Carne humana quente era a única coisa que podia alimentar os mortos-vivos."
Pág. 231
Alguns trechos da primeira história são incorporados à segunda para interligar as situações, os conselhos para se manter vivo ainda são os mesmos dados dez anos atrás. Como disse no inicio do texto, a concepção de caos é mais bem trabalhada nessa segunda parte, as pessoas já sabem que as criaturas podem ser facilmente abatidas e o medo não é mais um empecilho, gosto do jeito que o autor explorar como o pior lado do ser humano é despertado em situações em que a luta pela sobrevivência é prioridade, isso dá maior realismo à obra. O final é surpreendente, mas não posso entrar em maiores detalhes pois senão iria estragar a surpresa para quem ainda não leu.

A edição está luxuosa, podendo ser encontrada em uma versão de capa dura (edição de colecionador) ou brochura, ambas lindíssimas. O acabamento conta com imagens de cenas do filme e cada encerramento e abertura de capítulo contém uma arte caprichada, a diagramação está agradável aos olhos e a revisão é impecável. Leitura super recomendada.

Abraços,
  Tamires Souza
TAMIRES DE SOUZA
É Resenhista aqui no Vida De Leitor. Desenvolveu sua paixão pela leitura ainda criança através de revistas em quadrinhos e desde então não vive sem um livro dentro da bolsa. Recém formada e sonha um dia cursar uma faculdade de Direito. Seus livros favoritos são: Série Rangers Ordem dos Arqueiros, A Seleção e a Série A Mediadora
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.