Simplesmente Irresistível - Rachel Gibson

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

Ultimamente venho demonstrado certa paixão por livros que fazem parte do gênero Chick Lit que, apesar de previsíveis, eles conseguem ser envolventes a ponto de deixar os leitores sem fôlego e com um gostinho de quero mais. Essa semana li Simplesmente Irresistível da Rachel Gibson e estou um pouco magoada porque não queria que a história chegasse ao fim. :(


Cheia de romantismo, humor e picardia, esta história da inigualável Rachel Gibson começa com o casamento, no Texas, da recém-formada Georgeanne com o milionário Virgil, um homem três vezes mais velho que ela. Os únicos talentos de Georgianne são cozinhar e falar muito, mas o que Virgil realmente aprecia nela é o corpo curvilíneo e perfeito. Percebendo que não é capaz de desposar um homem com idade para ser seu avô, Georgeanne larga o noivo no altar e foge com o astro do hóquei John Kowalsky, que joga no time do qual Virgil é proprietário. John não faz ideia da encrenca em que se meteu, e só percebe que está ajudando a noiva do seu chefe quando já é tarde demais. Uma longa noite se estende diante deles, e nenhum dos dois resiste à tentação de passá-la juntos. Mas, no dia seguinte, John dispensa Georgeanne para não comprometer sua carreira, deixando-a com o coração partido e sem rumo. Sete anos depois, os dois se encontram novamente. Georgeanne é sócia numa empresa de catering em seattle e ele deixou os dias de rebeldia para trás. outra surpresa aguarda John: ele descobre que aquela noite de amor produziu uma filha adorável e incorrigível, de cuja vida ele quer fazer parte. A paixão por Georgeanne renasce; mas será que ele vai se arriscar, novamente, a incorrer na cólera do seu patrão? Ela, vai aceitá-lo, depois de ter levado um fora dele? Diversão garantida também é o romance de Mae e Hugh, amigos dos protagonistas, nesta trama hilária, cheia de personagens impagáveis, de uma das autoras mais lidas e apreciadas da atualidade.
Após ajudar Georgenne a fugir do casamento e ter passado uma noite de amor com ela, John simplesmente larga a moça no aeroporto e segue a vida em frente, já que ela era noiva do dono do time de hóquei para o qual trabalhava e se alguém descobrisse o que ele tinha feito toda sua carreira estaria em risco.

Após sete anos eles se reencontram e o jogador descobre que Georgie se tornara uma mulher bem sucedida e mãe de uma menina que também era dele. Enquanto tenta aproximar-se de sua filha, John percebe que o desejo que sentira por Georgeanne há alguns anos atrás não morrera, mas que a amargura por ter sido abandonada domina os pensamentos dela, fazendo então com que os dois desenvolvam um caso de amor, ódio e divertidas provocações.

O que a paixão uniu, o homem não pode separar.
"-Talvez você pudesse me ajudar – disse com a voz mais macia do mundo, concluindo com um sorriso do tipo “você é o mocinho garanhão e eu sou a mocinha indefesa”."
Pág. 24
A história se desenvolve em torno de um drama familiar, uma mãe batalhadora que quer cuidar da filha sozinha e um pai rico que quer fazer parte da vida da menina e dar a ela tudo o que o dinheiro pode comprar. O romance entre os dois é algo complicado que envolve orgulho e incertezas quanto ao que sentem. Vários trechos de comédia conferem ao enredo um toque de suavidade.

Quando comecei a leitura senti um crescente ódio por John, ele é grosso, insensível, mulherengo, egocêntrico e convencido. Esse sentimento foi amenizado no decorrer das páginas já que o carinho que demonstra por Lexie, sua filha, revela um lado agradável na personalidade dele. Georgeanne é vaidosa, tagarela, talentosa e criativa, sendo uma personagem cativante e, apesar de ser inocente ao extremo, ela se mostra uma mulher madura e decidida. Falante como a mãe e talentosa para esportes como o pai, Lexie é doce, dramática e ingênua, e eu me senti encantada por essa menininha.

Autora
"Sabia desde o início que ele não a amava. Ele nunca tinha dito ou insinuado que nutria por ela algo além de desejo. Não o culpava. A dor era culpa só dela, e teria de lidar com isso sozinha."
Pág. 274
Esse livro é tão apaixonante que quando terminei senti certo aperto no coração, como se ansiasse por mais algumas páginas. Pesquisei um pouco e descobri que Simplesmente Irresistível faz parte de uma série chamada Chinooks Hockey Team então caso você leia e se sinta triste quando terminar, saiba que as continuações mostram outras histórias de amor protagonizadas pelos belíssimos machões do time de hóquei para o qual John trabalha. :)

A narrativa é em terceira pessoa e rica em detalhes, o texto é fluente, os personagens são bem construídos, e o enredo conta com algumas cenas de sexo. A revisão não está perfeita, mas a diagramação é agradável aos olhos, achei a capa americana mais bonita que brasileira. Recomendo a leitura, afinal, esse livro entrou para a minha lista de queridinhos.*__*

Abraços,
  Tamires Souza
TAMIRES DE SOUZA
É Resenhista aqui no Vida De Leitor. Desenvolveu sua paixão pela leitura ainda criança através de revistas em quadrinhos e desde então não vive sem um livro dentro da bolsa. Está terminando o Ensino Médio e sonha um dia cursar uma faculdade de Direito. Seus livros favoritos são: Série Rangers Ordem dos Arqueiros, A Seleção e a Série A Mediadora
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.