Enfeitiçadas - Jessica Spotswood

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

As bruxas povoam nosso imaginário há muitas décadas. No início eram retratadas como velhas narigudas e cheias de verrugas, na Idade Média as pessoas eram perseguidas caso fossem acusadas de praticar bruxarias, porém aposto que hoje em dia tem gente que faria de tudo só para ter os poderes delas. Confira mais sobre as Bruxas ao longo da história no Old But Gold: E lá vamos nós! o/


Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará a idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror. Quando Cate descobre esta profecia no diário de sua mãe, morta há poucos anos, entende que precisa repensar seus planos. Qual será a melhor opção: servir a Irmandade, longe dos olhos vigilantes dos Irmãos Caçadores de Bruxas, aceitar uma proposta de casamento que lhe garanta proteção e segurança ou abandonar tudo e viver um grande amor proibido?
Prepare-se para se encantar com os jovens pretendentes de Cate, abominar o ódio e a repulsa que os Irmãos dedicam a meninas e mulheres, e aguardar ansiosamente pela sequência de As Crônicas das Irmãs Bruxas.
Após a morte de sua mãe, Cate passa a cuidar de suas duas irmãs, impedindo-as de praticar magia de forma imprudente. Apesar das desavenças as coisas iam bem entre elas, mas com Cate se aproximando da idade de escolher um marido ou se juntar á Irmandade, dúvidas começam a surgir e tudo o que ela mais quer é não ter tantas responsabilidades.

Ao receber uma carta de sua madrinha dizendo o que deve fazer, ela passa a procurar o diário de sua mãe esperando soluções, porém, percebe que seus problemas estão apenas começando já que ela, Maura e Teresa podem ser protagonistas de uma profecia capaz de mudar o futuro. Agora, além de esconder seus segredos da Fraternidade para não ser condenada, e de suas irmãs para protegê-las, Cate terá que decidir se vai se casar com Paul mesmo amando outro homem, ou se vai entrar para a Irmandade e defender suas irmãs. 

Uma delas poderá ser a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos.
"- A Fraternidade é bastante firme em relação ao papel das mulheres. Devemos ser vistas, e não ouvidas. Os homens querem esposas meigas e complacentes, não inteligentes e cheias de opinião. Vocês precisam aprender a ser mais agradáveis, Cate. Para a sua própria segurança. Posso ajudá-las."
Pág. 64
Enfeitiçadas possui um começo bem lento, a autora se preocupa em mostrar como era antes da Fraternidade assumir o poder e foca bastante no discurso de que as mulheres devem ser recatadas, obedientes, puras e doces, além de abominar a feitiçaria. Essa ideia é reforçada diversas vezes no decorrer da história, porém não se torna algo maçante.

A narrativa é no ponto de vista de Cate, mas como ela vive reclamando das responsabilidades que a mãe deixou e se comparando ás irmãs que para ela são melhores em tudo, o desenvolvimento do contexto fica um pouco enjoativo e a imagem que ela passa é de coitadinha, mesmo se mostrando forte e decidida em vários momentos. Para mim Maura é uma das personagens mais irritantes, pois é mimada e encrenqueira,  ao passo que Tess quase não tem destaque, mas me agradou bastante, das três irmãs ela definitivamente é a mais aprazível. A Fraternidade como um todo é desprezível e covarde, pois se aproveitam do medo para manterem as pessoas alienadas.

Uma terá o dom da magia mental. Até que ponto tal dom poderá prejudicar quem ela ama?
"- Mas você não precisa fazer isso sozinha – retruca Marianne com a voz suave. - Parte de ser forte é saber quando pedir ajuda, quando compartilhar as coisas em vez de guardar para si."
Pág. 229
Apesar de demorar um pouco, quando a história começa a se desenrolar o leitor fica totalmente sem fôlego, pois este é um livro onde as coisas mudam quando você menos espera e quando pensa que tudo começou a se resolver uma reviravolta prova o contrário. Jessica Spotswood compensa o princípio com um final incrível que me fez sentir muita vontade de ler a continuação e, como ela já apresentou a estrutura da sociedade neste primeiro volume, acredito que manterá o ritmo surpreendente no próximo.

A capa é bonita e sofisticada, toda fosca com o título dourado metalizado. A revisão está impecável, bem como a diagramação, já que cada capítulo conta com uma arte bem delicada, o que mostra o capricho que essa edição recebeu. A Editora Arqueiro está de parabéns. Recomendo a leitura, e espero que gostem. o/

Abraços,
  Tamires Souza
TAMIRES DE SOUZA
É Resenhista aqui no Vida De Leitor. Desenvolveu sua paixão pela leitura ainda criança através de revistas em quadrinhos e desde então não vive sem um livro dentro da bolsa. Está terminando o Ensino Médio e sonha um dia cursar uma faculdade de Direito. Seus livros favoritos são: Série Rangers Ordem dos Arqueiros, A Seleção e a Série A Mediadora
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.