Adaptações Cinematográficas

Saudações, caros leitores, como vocês estão?

Antes de mais nada, gostaria de deixar claro que o presente texto nada mais é que minha humilde opinião. Não estou criticando o gosto literário e cinematográfico de ninguém. Estou apenas propondo uma discussão saudável e expondo o meu ponto de vista sobre o assunto, por isso espero que gostem e participem nos comentários.


Muitos pensam que as adaptações surgiram após a criação do cinema, mas quem pensa assim está totalmente errado, já que elas surgiram nos mais belos e iluminados palcos destinados para a realização das peças teatrais. Com o passar dos anos a tecnologia foi sofrendo grandes upgrades e dentre esses está a evolução da câmera fotográfica e da filmadora, que possibilitou a humanidade guardar os melhores momentos para assistir-los/vê-los depois.

Quem nunca desejou que algum livro se tornasse uma grandiosa obra cinematográfica? Essa pergunta é como uma grande linha de partida para os roteiristas que estão procurando alguma obra literária para transporta-lá para as telonas do cinema, já que são muitas opções de mundos para serem escolhidos.

O sucesso de um filme é oriundo de vários fatores, como o figurino dos personagens, que muitas vezes acabam gerando controvérsias entre a adaptação e a realidade do livro, como por exemplo as vestimentas de Liesel Meminger que nos pôsters de sua adaptação está bem vestida e isso acabou gerando discussões entre os fãs do Best-Seller A Menina que Roubava Livros. A fidelidade é um fator que para muitos é importante, já que o enredo que é apresentado nas paginas dos livros tem que condizer com o roteiro presente no filme. Contudo, tal regra não é absoluta e uma adaptação pode ainda ser considerada excelente mesmo sendo completamente diferente do livro, como é o caso do filme Eragon que foi inspirado na obra de Christopher Paolini e que, mesmo divergindo da obra literária, é considerado um bom filme vez que apresenta toda a história sob uma nova ótica que na opinião de muitos é tão aceitável quanto a presente no livro. 

Capa de A menina que roubava livros divulgada pela Fox 

A industria cinematográfica vê os livros como uma saída para o triste mas verdadeiro bloqueio criativo que a mesma está passando nesse últimos tempos e, após todo o marketing e o lançamento da adaptação, as vendas dos livros tendem a aumentar e isso acaba movimentando um extenso mercado econômico, ou seja, é livro vendendo filme e vice-versa.

Após o lançamento de alguma adaptação é normal vermos algumas editoras lançando algumas edições com a arte gráfica do filme presente na capa. Isso é benéfico tanto para quem gosta desse tipo de edição quando para as editoras que acabam gerando lucros por trás desse marketing "camuflado", já que isso não passa de um acordo entre a distribuidora do filme no país que disponibiliza os direitos autorais para serem impressas tais capas. Mas vamos ser sinceros, por mais que as capas sejam bonitas, as originais sempre irão trazer aquela agradável sensação de nostalgia. 

As adaptações que acabam se tornando verdadeiros sucessos de bilheteria são aquelas baseadas em trilogias ou em sagas, como Harry Potter, Jogos Vorazes, Senhor dos Anéis, Percy Jackson, entre outras. Recentemente, eu e Matheus fomos ver um quase magnifico filme que teve sua origem nas páginas do livro Ender's Game - O Jogo do Exterminador. Você pode conferir nossa resenha clicando aqui.

Seriam essas as melhores adaptações cinematográficas? 

Além dos livros, os grandiosos arcos das HQ's acabaram entrando na "brincadeira" e já estão colecionando grandes produções cinematográficas que acabaram caindo no gosto popular. A produção desses filmes que envolve famosos super-heróis, como Os Vingadores, acabam custando uma fortuna para serem produzidos, mas o resultado é compensatório e as artes gráficas dos filmes ficam perfeitas e admiráveis.

A criação de uma adaptação é de extrema dificuldade e isso tem suas origens na opinião do público, nas criticas que são pregadas, entre outros, mas é sempre prazeroso ir no cinema, comer uma deliciosa pipoca e o melhor, ir com os amigos para apreciar o filme. E você? Qual sua adaptação favorita?

"Palavras são, na minha nada humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia."
Alvo Dumbledore
Abraços,
Gustavo Demétrio
GUSTAVO DEMÉTRIO
É Resenhista e CDC aqui no Vida De Leitor. Um ávido leitor que sonha um dia se tornar um Arquiteto de renome. Admirador do universo e grande fã do Stephen King. Seus livros favoritos são: Série Torre Negra, Sherlock Holmes Sob a Redoma. 
Twitter/Facebook/Skoob/Instagram - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.