A Dádiva do Lobo - Anne Rice

Saudações, caros leitores, como vocês estão?

Para muitos leitores a Anne Rice é considerada uma DIVA da literatura devido aos livros da saga vampiresca que até hoje são um grande sucesso. Contudo, eu nunca havia lido nenhum livro dela e confesso que minha animação para essa leitura não era das melhores por diversos motivos, mas Anne conseguiu superar todas as minhas expectativas com seu livro A Dádiva do Lobo


Na costa da Carolina do Norte, o jovem jornalista Reuben Golding prepara uma reportagem sobre a enorme propriedade do desaparecido Felix Nideck e acaba se envolvendo com a herdeira Marchent Nideck. Após algumas horas na mansão, porém, Reuben é atacado por uma criatura que o transforma em um lobisomem. Depois de tornar-se um tipo controvertido de herói na cidade, por ajudar quem está em apuros, Reuben precisa esconder-se da polícia, dos médicos e até da própria família, e aprender a lidar com suas novas habilidades. Primeiro livro da nova série da consagrada Anne Rice, A dádiva do lobo foi elogiado na imprensa americana.
O livro conta a história do jovem jornalista Reuben Golding que era dotado de apelidos como Menino Luz e outros. Desde que conseguiu o seu emprego no jornal San Francisco Observer ele notara que sua vida era muito comum, contudo, ele foi chamado para redigir uma matéria falando de uma casa que está sendo vendida com urgência, visto que o antigo dono, Felix Nideck, havia desaparecido e considerado morto. Iluminado e deslumbrado com tamanho luxo, Reuben deseja avidamente essa casa, levantando possibilidades do pai dele comprar e com isso ele acaba se envolvendo com Marchent Nideck, herdeira daquele patrimônio. Ele e Marchent acabam ficando juntos naquela casa até que Reuben é atacado por um lobisomem e isso acaba atraindo a atenção da polícia, dos médicos e forçando nosso protagonista a fugir.

Anne Rice sempre foi conhecida por reinventar algumas mitologias, contudo, nesse livro ela quase não apresentou algo inovador, pois o lobisomem presente na obra tem características que mais se aproximam do real mito, fato que não acontece nos livros da Stephenie Meyer - A saga Crepúsculo. Leia mais sobre os lobisomens no Old But Gold: Quem é um bom Garoto?.

Romântico ou perigoso, eis a questão

"O que não disse foi: gostaria muito de comprar eu mesmo esse lugar. E andava pensando exatamente acerca dessa possibilidade desde que avistara pela primeira vez as empenas através das árvores."
Pág. 11
Houveram momentos do livro que notei que Anne estava simplesmente enrolando o leitor, visto que tem partes que são desnecessárias, mas devo salientar que a autora é conhecida pelos seus enredos detalhistas ao extremo. Contudo, há partes louváveis e de uma importância eminente, pois ela nos narra toda a mitologia do lobisomem, desde as suas origens até sua forma de se transformar, como os fatores que ensejam tal metamorfose. A linguagem presente é de fácil entendimento de uma maneira geral, contudo, em alguns momentos ela utiliza-se de palavras mais rebuscadas e isso pode confundir alguns leitores.

As características dos personagens acabaram se tornando um atrativo secundário para mim, devido ao fato de eu não ter me apegado a alguns protagonistas, pois chega um momento que você cansa das atitudes, deixando assim a brilhante recriação do lobisomem em primeiro plano e isso acaba se tornando algo cativante. 

Confesso que estava meio receoso antes de ler esse livro, visto que meu pensamento era de estar lendo um novo livro só que com um enredo já trabalhado muitas vezes por outros autores e cheio de "formas geométricas amorosas". Entretanto, Anne me surpreendeu com uma historia sanguinária, violenta e com algo inovador e surpreendentemente imperdível.

Anne Rice, autora da obra

"- Então, como exatamente definimos as verdades imutáveis? - perguntou Laura. - Vejo exatamente o que você está falando, mas me falta habilidade para definir como nós construímos decisões morais quando o contexto está continuamente em transformação..."
Pág. 403 
O final não me surpreendeu muito, visto que ele foi desenvolvido com certa rapidez e não teve a opulência dos detalhes presente em quase toda a obra. Mas devo salientar que esse livro possivelmente terá uma continuação e assim veremos o que Anne Rice fará para reverter essa minha opinião quanto ao desfecho da obra. 

A edição está bastante simplista, visto que as páginas do livro são brancas, incomodando alguns leitores. Na capa e na lateral há alto relevo nos nomes e o título foi escrito com tinta metálica vermelha. Há um rosto de um lobo um quanto assustador e horripilante na capa dessa obra, o que dá um certo charme e é completamente condizente com o enredo. A tradução foi feita por Alexandre D'Elia e a revisão está impecável, vez que não achei nenhum erro ortográfico. Uma leitura recomendada e que vai agradar vários leitores e amantes desse ser sobrenatural. 

Confira mais novidades no Site, Twitter e Facebook da Editora Rocco.

Abraços,
Gustavo Demétrio
GUSTAVO DEMÉTRIO
É Resenhista e CDC aqui no Vida De Leitor. Um ávido leitor que sonha um dia se tornar um Arquiteto de renome. Admirador do universo e grande fã do Stephen King. Seus livros favoritos são: Série Torre Negra, Sherlock Holmes Sob a Redoma. 
Twitter/Facebook/Skoob/Instagram - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.