Resenha Premiada: Morra Por Mim - Amy Plum

Hey pessoal, tudo bem?

Morra Por Mim, de Amy Plum, é um dos melhores livros que tive a oportunidade de ler esse ano. Com uma narrativa envolvente e quase poética, Plum conseguiu criar, com maestria,  um novo ser fantástico em meio a tantos já existentes ao mesmo tempo em que nos apresenta a beleza e suavidade dos mais badalados cafés parisienses. 





Depois que seus pais morrem em um acidente de carro, Kate e sua irmã, Georgia, vão morar com os avós em Paris. Enquanto Georgia encontra na balada a cura para sua tristeza, Kate é mais introspectiva e se recusa a sair e se divertir, até resolver ir para um café com seus livros para tomar um pouco de sol. Ela conhece Vincent, um belo e misterioso garoto parisiense. Ao se relacionar com o menino e descobrir sua história, Kate tem que escolher entre deixar sua paixão de lado e seguir a vida em segurança, e assumir seus sentimentos e toda a complicação que seria namorar alguém imortal e com inimigos, e mudar para sempre sua vida.






O livro conta a história de Kate, uma garota que após a morte dos pais se muda para Paris e busca afogar suas magoas em livros e solidão. Não contente com o que acontecia com sua irmã, Georgia convida Kate para dar uma volta pela tão famosa Cidade Luz - Paris - e acidentalmente se deparam com uma luta de espadas embaixo de uma das pontes da cidade e em meio a tanto caos Kate vê Vincent, um rapaz que arriscou sua vida para salvar uma mulher que tentava ceifar a própria ao se atirar da referida ponte. O que Kate não esperava era que sua vida fosse mudar completamente agora que Vincent está em sua vida. "Você arriscaria sua vida por amor?"

Paris, uma das mais belas cidades do planeta.
"E de súbito foi como se minha antiga eu - aquela eu do Brooklyn, anterior ao acidente de carro - estivesse olhando de fora para a nova eu, a Kate que menos de um ano antes fora forçada a crescer de repente. A Kate marcada pelas cicatrizes da tragédia."
Pág. 158
Quem lê a sinopse e as orelhas do livro em um primeiro momento pensa que essa é mais uma história de vampiros pois estão tão acostumados com o "mais do mesmo" que essa é a primeira conclusão que a maioria tira. Contudo, gostaria de deixar aqui bem claro que essa NÃO É UMA HISTÓRIA DE VAMPIROS! Trata-se de um novo ser sobrenatural, que para tristeza de muitos não vou falar o que é senão vai estragar a surpresa, que é original e com uma mitologia muito bem desenvolvida. Amy teve o dom ao usar toda a sua criatividade para dar vida a uma criatura que deste dia em diante integra a minha lista de seres sobrenaturais que eu seria se fosse possível... Hahahahaha. Será doloroso? Sim, mas acho que valerá a pena. o/

O livro é narrado em primeira pessoa sob o ponto de vista de Kate - 16 anos pelas minhas contas - e gostaria de parabenizar a autora por conseguir criar uma personagem adolescente com maturidade o suficiente para esquecer todo aquele drama high school e viver a sua vida à sua maneira. Não sei se tal amadurecimento foi forçado em face à perda dos pais ou se é inerente à personalidade própria da personagem, mas o que sei com certeza é que Kate me conquistou e que não vejo a hora de ler a continuação cujo título é Until I Die (Até Que Eu Morra, em tradução literal) e tem previsão de lançamento para abril de 2014 pela editora Farol Literário

Outro personagem que também é bem maduro para sua idade é Vincent - 19 anos. Mas isso se dá pelo fato de que ele é esse misterioso ser sobrenatural que vocês vão descobrir assim que começarem a ler essa obra de arte que é Morra Por Mim. Ele é o típico rapaz sedutor que permeia os sonhos da maioria das adolescentes e até mesmo das mulheres mais maduras, tendo uma personalidade forte e um grande caráter. Sem contar pelo seu "amor" ao próximo e capacidade de arriscar sua vida por outros. 

Amy Plum, autora da obra.
"Desta vez não pude conter as lágrimas, e através de uma névoa vi o que o saco continha. Meu corpo ficou paralisado e o ar fugiu de meus pulmões como se eu tivesse levado um chute violento no estomago. No saco havia um braço humano."
Pág. 218
Outro ponto que me fez adorar o livro foi sua ambientação ter sido feita em Paris. A autora conseguiu, o que não é muito difícil de fazer em se tratando da minha pessoa, me fazer querer juntar as malas e ir morar lá. Imagina que sonho seria poder pegar um bom livro e sentar em um café de frente para a Torre Eiffel? Quem não iria gostar disso? E para completar ainda temos cenas que se passam em museus e o famoso passeio de scooter pelas ruas dessa bela cidade. 

A única coisa no livro que não me agradou foram algumas atitudes de Georgia. Ela é a irmã mais velha e ainda sim age como uma perfeita criança em alguns momentos com suas baladas e olhos que piscam mais que árvore de natal. Sem contar em sua teimosia e petulância em no nível "vou fazer só porque você falou para eu não fazer". Sério, não tem como não querer entrar no livro e afogar essa menina no Rio Sena. 

A edição em si está impecável. Esse foi o primeiro livro paperback (capa mole/brochura) publicado no Brasil que veio com uma jacket (é uma capa mais fina que protege a capa do livro, vide imagem abaixo). Sua diagramação está linda, contendo ilustrações semelhantes aos arabescos da capa em cada inicio de capítulo. A revisão está muito boa e eu achei um único erro de digitação em toda a obra. Uma das mais belas capas da minha estante e uma leitura mais que recomendada para você que gosta de um romance envolto em mistério e originalidade. 


Jacket é essa capa mais fina que envolve a capa do livro para protegê-la


Bom pessoal, para quem chegou até aqui, nada mais justo que sortear um exemplar dessa maravilhosa obra entre vocês. Para concorrer é simples, as únicas regras obrigatórias são: Comentar nessa resenha (comentário válido, nada de "adorei a resenha" ou "já adicionei na minha lista de desejados") e deixar no formulário abaixo o nome que usou para comentar e seu endereço de e-mail para que possamos entrar em contato. Caso queira mais chances de ganhar, assim que as referidas entradas forem preenchidas, as EXTRAS serão liberadas e algumas delas podem ser usadas todo dia, ou seja, muito mais chances para você.

A opção extra "tweet about the giveawey" é renovada a cada 24 horas, ou seja, todo dia que você tweetar a frase e preencher essa entrada, seu nome será adicionado mais vezes.

Qualquer dúvida quanto ao uso do formulário basta entrar em contato pelos comentários ou pela aba de "Contado" no menu do blog.

a Rafflecopter giveaway

Ganhadora


Parabéns Thiana! Um e-mail foi enviado e você deve respondê-lo em até 48 horas com os dados solicitados. Caso não o faça, um novo sorteio será realizado. 


Importante

  1. O ganhador deverá responder ao e-mail que mandarmos em até 48 horas. Caso não o faça um novo sorteio será realizado.
  2. Cada prêmio será enviado pela editora em até 30 dias úteis.
  3. O blog não se responsabiliza por danos ou extravios causados pelos Correios.
  4. Caso o ganhador forneça o endereço errado e o pacote retorne, o mesmo perderá o direito ao prêmio.
  5. O ganhador deve ser residente e domiciliado em território nacional.
  6. O ganhador que descumprir alguma das regras será desclassificado.

"Que a sorte esteja sempre a seu favor!!"

Abraços,
  Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do Vida de Leitor. Cursa o 8º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, Hunger GamesWithe Cat e Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos
Twitter/Facebook/Skoob/Instagram - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.