Paralelos - Leonardo Alkmim

Oi pessoal, tudo bem com vocês?

Que os escritores brasileiros são brilhantes é um fato do qual eu sempre soube, mas toda vez que pego um livro nacional, tal opinião é reafirmada. Hoje vou falar sobre Paralelos, o primeiro romance de Leonardo Alkmim e, para definir essa obra em uma única palavra, me limito a envolvente.



Em um terrível acidente rodoviário, Alexandre morre, mas seu irmão gêmeo Vítor, surpreendentemente, sobrevive. No entanto, ao despertar numa dimensão paralela, autossuficiente e resguardada por instâncias elementares, como o Horizonte de Energia, o Conselho, Deus e os anjos, Alexandre descobre que deveria ter sido salvo e Vítor morrido, equívoco que coloca em risco rodo o funcionamento do cosmos. Embora em dimensões diferentes, os gêmeos precisarão lutar para restaurar o equilíbrio do Universo. Uma aventura fantástica, surpreendente e rica em seus detalhes mais sutis, que arrebata o leitor com todas as suas surpresas e revelações a cada capítulo, além de conquistá-lo com seus personagens ora cativantes, ora assustadores, porém sempre muito interessantes e bem construídos.
Irmãos são assim: um faz uma besteira, o outro fica magoado, e não importa o quanto demore, com o tempo sempre fazem as pazes. Com Vitor e Alexandre teria acontecido o mesmo, se um terrível acidente de ônibus não tivesse ocorrido e matado todos os passageiros, exceto Vítor. Mas os fatos não deveriam ocorrer exatamente dessa forma e isso precisa ser consertado antes que afete o funcionamento do cosmos.

Ao acordar em outra dimensão e buscar entender o que está acontecendo com ele, Alexandre acaba descobrindo que o irmão está prestes a fazer uma grande besteira e tenta de todas as formas ajudá-lo. Além dele, existem outros envolvidos nessa confusão tentando fazer com que tudo entre nos eixos novamente e entre eles está o Conselheiro, que antes de encontrar uma solução para o que está prestes a acontecer, tem que revelar o fundamento de nossa existência a Quennon.

Mas não é somente o universo que se encontra em caos, a vida de Noêmia faz uma reviravolta após a morte de um dos filhos, e sabe aquela frase: “Mãe tem sexto sentido”? Bem, é comprovada nessa história, pois ela é capaz de sentir quando o filho está em apuros e quer de toda forma fazer algo por ele, apesar de ser considerada louca.

E se por causa de um erro o universo como conhecemos deixasse de existir?

Eu via a mim mesmo me debatendo alucinado, mas era apenas o instinto de sobrevivência de um corpo que ainda pulsava e arfava. Eu já não estava verdadeiramente naquele esgarçar de boca e arranhar de unhas. Não. Eu já tinha me entregado. Eu já tinha morrido antes de o meu corpo se afogar.
Pág. 27
Confesso que me encantei com o personagem mais arrogante da trama, o Quennon. Sabe aqueles caras que são os melhores da turma, nunca falham e se sentem superiores a todos? Bom, ele é exatamente assim. Mas acontecem algumas coisas que, após ler o livro, te levará a entender o motivo da minha simpatia com o Sr. Bonzão. Essa fala dele comprova tudo o que eu disse sobre a personalidade “adorável” do meu convencido favorito: "Não me sinto superior.Seguidores é que são inferiores, justamente porque precisam seguir". Já o Conselheiro é o estágio máximo da sabedoria, ou seja, é muito calmo e compreensivo ao passo que Ana Beatriz é a espertinha sem limites e em alguns trechos gostei das atitudes dela, mas em outros tive vontade de esganá-la. O Alexandre é um adolescente do tipo que só pensa em sexo, mulheres, e fala muitos palavrões. Diversas vezes me peguei morrendo de rir das besteiras dele e surpreendi com o carinho que ele mostra pelo irmão.

O que achei da história? Incrível! O enredo é muito bem construído e Leonardo foi capaz de impor uma nova linha de pensamentos e justificá-la de uma forma tão sutil que em vários trechos me peguei questionando o que realmente conhecia sobre a vida ou o que vem após ela. A narrativa engloba diversos pontos de vista, o que nos permite experimentar as mais diversas sensações,e ao final de cada capítulo acontece algo surpreendente que faz com que tenhamos vontade de sair pulando páginas para saber a seqüência (Juro que não fiz isso x__x ).

Leonardo Alkmim (autor)

Você Alexandre, é uma ilusão transitória. Essa identidade e essa percepção de que você é separado da existência são uma ilusão causada pelo medo de deixar de existir. Mas, quando a gente entende que o medo é só um grito desesperado da nossa razão que quer continuar com suas lembranças e pensamentos, então percebe que ser alguém é irrelevante. Quando o medo se evapora, a gente vê por trás dele que a Existência permanece.” 
Pág. 187
Mas tenho que avisar uma coisa aos puritanos de plantão: a linguagem chula se faz presente nesta obra. Isso não me incomodou, mas sei de muita gente que detesta palavrões. Outro fato importante que tenho que relatar é o levante que o autor faz sobre diversos assuntos, como o princípio de tudo, vida após a morte, anjos, existência de um inferno e do bem/mal. Estes são fatos um pouco complicados de questionar, pois cada um pensa de uma forma, eu, por exemplo, não levei muitas coisas para o lado religioso, vi tudo de forma mais científica e filosófica. O autor não ofende nem inferioriza nenhuma religião, que isso fique bem claro.

Sobre a diagramação e a revisão, devo ressaltar que o trabalho feito foi impecável. Algumas páginas possuem pequenos detalhes bem charmosos e a capa se parece muito com um cartaz de filme de ação, o que a torna bem chamativa. A escrita é de fácil compreensão, o que ajuda muito na hora de entender os termos científicos utilizados. Leitura mais que recomendada para as pessoas abertas a novos pontos de vista e conhecimento.

Abraços,
  Tamires Souza
TAMIRES DE SOUZA
É Resenhista aqui no Vida De Leitor. Desenvolveu sua paixão pela leitura ainda criança através de revistas em quadrinhos e desde então não vive sem um livro dentro da bolsa. Está terminando o Ensino Médio e sonha um dia cursar uma faculdade de Direito. Seus livros favoritos são: Série Rangers Ordem dos Arqueiros, A Seleção e a Série A Mediadora
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.