IDrakula - Bekka Black


Hey pessoal, tudo bem?

Recebi esse livro de amigo secreto - que por sinal eu nem lembro mais quem me enviou já que participei de uns 293782738 no final do ano passado - e sinceramente foi uma leitura muito decepcionante. Pensava que seria algo mais genial e bem trabalhado, mas não passa da mesma versão de Drácula de Bram Stoker (levemente alterada), só que narrado por páginas de navegador de Ipad's, SMS's e E-mails.




O livro conta a história de Jonathan Harker, um jovem que após fazer uma espécie de "estágio" na Romênia (no castelo de um Conde) volta com uma rara doença no sangue. Sua namorada, Mina, e um médico em residência chamado VanHelsing tentam a todo custo desvendar a origem dessa doença e tentam achar uma cura. Eis que eles descobrem que o tal Conde é na verdade um vampiro milenar e a partir disso começam a trocar e-mail, SMS's, etc, maneira esta em que o livro é narrado. Não sei se consegui me fazer claro quando digo que a história e narrada pelos meios de comunicação citados então está abaixo uma foto de uma das páginas do livro:


O livro foi decepcionante no sentido de que como ele é narrado da forma que mostrei acima, não possui aqueles parágrafos de descrição que é normal nos demais tipos de obras, ou seja, me senti meio que "no ar" enquanto lia, ficando muitas das vezes sem saber onde estava, sabendo apenas quem estava falando pois cada personagem tinha um estilo de desenho no telefone. Como esse acima, que tem uns arabescos na parte de baixo e tem um outro que são pintas de onça.

Os personagens são completamente desprovidos de profundidade e isso se deve à falta de meios para descrever a história de cada um, sendo 98% do livro apenas diálogos. Contudo, felizmente, foram mantidos alguns aspectos da história original do Drácula  como o "servo" louco que vivia gritando que o mestre estava vindo, o mestre que realmente vem - junto com suas caixinhas de areia - e a morte de alguns personagens. Fora isso, penso que foi cometido praticamente um crime ao permitirem que essa versão "pseudo-moderna"  da obra fosse publicada.

Infelizmente não posso dizer mais nada já que o livro possui apenas 150 páginas e que com o formato exposto, elas não significam quase nada, podendo então ser lido em mais ou menos uma hora para quem tem facilidade de ler livros em inglês. Este livro não possui previsão de lançamento no Brasil - sinal divino - mas sua diagramação e capa fazem com que quem adora algo diferente e bem trabalhado tenha-o na estante.

Abraços,
    Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do Vida de Leitor. Cursa o 7º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, Hunger GamesWithe Cat e Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos.
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.