Resenha + Promoção: O Cavaleiro Fantasma - Cornelia Funke


Hey pessoal, tudo bem?

Cornelia Funke conseguiu provar que é uma autora de várias facetas. Por mais que eu tenha achado a narrativa de Sangue de Tinta - resenha AQUI - muito lenta e monótona, ela mostrou que consegue se superar e a prova disso foi a obra que vos apresento neste momento. Cães demoníacos, seres sedentos por vingança e fantasmas que não são nada camaradas é o que vocês encontrarão na incrível obra que é O Cavaleiro Fantasma. 






Jon Withcroft não estava nada feliz. E quem gostaria de ser mandado para um internato bem quando a mãe tinha arranjado um namorado novo? Pois, quando chegou em Salisbury, o garoto só pensava nos acidentes que o Barba (apelido “carinhoso” pelo qual Jon se refere ao seu grande rival) poderia estar sofrendo e no que seria escrito na lápide dele caso algum escorregão fosse fatal.Até que... na sexta noite em Salisbury, Jon descobre um novo motivo para querer voltar correndo para casa: ele passa a ser perseguido por um bando de fantasmas, que desejava nada mais nada menos que a sua morte.Mas em vez de pedir ajuda para a mãe, Jon recorre a um outro protetor: sir William Longspee, um cavaleiro fantasma que está enterrado na catedral da cidade e que jurou, antes de ser assassinado, estar sempre ao lado dos fracos e inocentes. 
Após o falecimento do pai, Jon Whitcroft é obrigado a aguentar o novo namorado de sua mãe, um dentista que possui uma barba de aparência terrível e por isso é chamado de O Barba. Após tentar de tudo para se livrar do cidadão - inclusive usar recortes de jornais para fazer cartas ameaçadoras - nosso protagonista se vê em um trem rumo a um internato. Eis que, quando pensava que sua vida não podia mais piorar, ele é abordado por 4 cavaleiros dizendo que teriam sua vingança sobre todos os descendentes de Hartigill - sim, o coitado do Jon era descendente dele - e que não sossegariam até que todos os membros desta antiga linhagem estivessem mortos. Aí você pensa que o mais terrível de tudo era a ameaça de morte, mas o que você não esperava era que os 4 caveiros eram fantasmas aterrorizantes e que tinham como animais de estimação cães-possuídos-satânicos-from-hell. Conseguirá Jon escapar deste desafio? Será que a lenda do cavaleiro que jurou proteger os fracos e indefesos é verdadeira? 


Sir William Longspee - Ele é tão legal quanto o Nick-Quase-Sem-Cabeça *__*

"No caminho para a estação, não abri a boca. Nem dei um beijo de despedida na minha mãe, quando ela colocou a mala no trem para mim. Tive medo de cair no choro, feito criança, na frente do Barba. Passei a viagem fazendo cartas com pedacinhos de jornal colados, ameaçando o Barba com uma morte horrível, caso ele não deixasse minha mãe em paz. O velho ao meu lado me observava cada vez mais alarmado..."
Pág. 10

O livro tem um viés mais infantil - como quase todo livro da Miss Funke - mas isso não apaga o brilho da obra. Muito pelo contrário, esse fato dá até um charme especial pois, como o protagonista tem 11 anos, presenciamos momentos como a descoberta do primeiro amor, o primeiro quase-infarto quando você vê seu primeiro fantasma e acima de tudo, temos a recordação dos momentos em que não queríamos fazer nada além de gritar para espantar a raiva e frustração por sermos tratados como crianças - ainda dá vontade de fazer isso acredita!? T__T.

Como disse, a faixa etária dos personagens são por volta dos 11/12 anos e alguns deles são meio rasos sim, mas isso não quer dizer que outros não sejam bem trabalhados e com uma maturidade meio incomum para sua idade. A exemplo temos Ella, a menina que consegue deixar qualquer um encabulado e sem palavras com seus olhares do tipo "Jon-Whitcroft-não-pense-que-eu-sou-tonta". Outro personagem que achei bastante peculiar foi Zelda, a "bruxa" que consegue ver fantasmas e é apaixonada por sapos. Sério pessoal, ela é tão peculiar, mas tão peculiar, que não consegui ler quase nada sobre ela ou seus sapos sem quase cair no riso. Claro que ela tem seus momentos de bravura e amor pela família, mas isso não a torna menos excêntrica.


Lorde Stourton, fantasma que jurou vingança contra os Hartigill - Borra correr pessoal!? O_O

"Pareceu-me tão magnifico. Como os cavaleiros com que eu sonhava quando tinha seis anos, golpeando as folhagens da amoreira em nosso jardim, imaginando lutar contra dragões e gigantes com uma espada que me tornava invencível e um escudo que me protegia contra tudo o que me dava medo - crianças mais velhas, o cachorro bravo do vizinho, trovoadas durante a noite ou a pergunta de minha irmã mais nova de quando papai voltaria."
Pág. 50

Uma coisa que achei diferente e um pouco incomum na narrativa, é que ela é em primeira pessoa, mas é como se fosse uma espécie de diário, onde Jon vai contando sua história e várias vezes faz algum comentário entre parenteses do tipo "(o que era uma grande preocupação, como eu viria a descobrir pouco depois)" e eu achei isso tão divertido, pois, muitas vezes eles são meio sarcásticos ou tão bobos que eu ria.

A única coisa que me incomodou durante todo o livro era o fato de Jon em alguns momentos agir com grande maturidade mas em outros como uma criança de 8 anos, principalmente no que tange à sua gritaria. Imaginem as seguintes situações: 1- ele está no refeitório discutindo um tema que não quer que ninguém saiba aí do nada ele fica nervosinho e simplesmente grita, atraindo os olhares de todas as pessoas para si. 2-  ele está dentro do carro conversando com Ella e está escondendo um segredo de quem está dirigindo e do nada ele grita com Ella esse segredo. Alguém entende uma criatura dessas!? O.o

A diagramação e revisão estão perfeitas - exceto por dois errinhos de digitação que achei ao longo da narrativa. A capa é simplesmente linda! Toda trabalhada com um baixo relevo em prata e azul. 


Promoção


Quem chegou até aqui e quiser ter na estante esse livro maravilhoso, basta seguir as regrinhas abaixo e participar desta mega promoção. Para concorrer é simples, basta preencher as entradas obrigatórias do formulário abaixo e pronto, você já está concorrendo. Contudo, caso queira mais chances de ganhar, assim que as entradas obrigatórias forem preenchidas, as EXTRAS serão liberadas e algumas delas podem ser usadas todo dia, ou seja, muito mais chances para você.

As opções "tweet about the giveawey" e "comentar em alguma postagem" são renovadas a cada 24 horas, ou seja, todo dia que você comentar e preencher essa entrada, seu nome será adicionado mais vezes.

Qualquer dúvida quanto ao uso do formulário basta entrar em contato pelos comentários ou pela aba de "Contado" no menu do blog.



Ganhadora

Parabéns Cinthia. Um e-mail foi enviado e você tem o prazo de 48 horas para responder com os dados solicitados. Caso não o faça no tempo citado, um novo sorteio será realizado.


Importante

  1. O ganhador deverá responder ao e-mail que mandarmos em até 48 horas. Caso não o faça um novo sorteio será realizado.
  2. O livro será enviado direto pela Editora Cia das Letras e será feito em até 30 dias.
  3. O blog não se responsabiliza por danos ou extravios causados pelos Correios.
  4. Os comentários deixados nas postagens devem ser válidos, ou seja, comentários como "gostei" ou "não vejo a hora de ler" serão desclassificados.
  5. Caso o ganhador forneça o endereço errado e o pacote retorne, o mesmo perderá o direito ao prêmio.
  6. O ganhador deve ser residente e domiciliado em território nacional.
  7. O ganhador que descumprir alguma das regras será desclassificado.

"Que a sorte esteja sempre a seu favor!!"

Abraços,
    Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do Vida de Leitor. Cursa o 7º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, Hunger GamesWithe Cat e Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos.
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.