Elizabeth I - O Anoitecer de um Reinado - Margaret George


Olá pessoal, tudo bem?

Essa resenha demorou, mas saiu. Eu recebi esse livro ainda em fevereiro e apenas um mês depois consegui terminar a leitura. Não que a leitura estivesse ruim, muito pelo contrário, mas meu tempo livre anda bem escasso ultimamente e temo que minhas resenhas vão começar a ser mais espaçadas. Bom, mas vamos falar sobre o livro que é o mais importante.












Em 1588, às vésperas do ataque da Invencível Armada espanhola ao reino inglês, Elizabeth I, rainha da Inglaterra, começa a contar a sua história até a sua morte em 1603, período do seu longo reinado que constituiu a primeira Idade de Ouro da história de seu país. Mais um extraordinário romance histórico da autora de Memórias de Cleópatra, Maria Madalena e Helena de Troia.

Romance histórico é um dos gêneros literários que mais aprecio. Já li muitos deles ao longo da minha vida literária e um dos tipos que mais gosto são os baseados em pessoas ou momentos históricos reais, os chamados romances biográficos. Elizabeth I - O Anoitecer de uma Reinado se enquadra nesse tipo. Diferente do que eu acreditava, o livro mostrará apenas o final do reinado dessa incrível mulher que governou a Inglaterra por quase quarenta e cinco anos. Margaret George, autora conhecida por escrever versões romanceada da vida de grandes personalidades da história, tenta mostrar nessa obra como era a mulher por trás da coroa, ao permitir que a narrativa transcorra em primeira pessoa, sobre o ponto de vista de Elizabeth. Quais foram as razões que a levaram a tomar determinadas atitudes, seus maiores afetos, suas dúvidas, receios, preocupações quanto aos problemas do reino e seu próprio envelhecimento.


A narrativa inicia num dos momentos mais cruciais de seu reinado, quando, em 1588, o Rei Felipe da Espanha, impulsionado por suas ambições e com a benção da Igreja, envia sua armada espanhola,  considerada imbatível, para conquistar a Inglaterra e destruir a nova religião protestante que ameaçava Roma. No entanto, em uma manobra ousada e arriscada - liderada pelo capitão Francis Drake - a armada inglesa, recém construída e com navios maiores e mais rápidos consegue destruir quase toda frota espanhola numa das maiores derrotas que a Espanha já sofreu. A partir de então a Inglaterra passa a ser respeitada como força militar, mas ganha um inimigo poderoso e incansável deixando os próximos anos do reinado de Elizabeth em constante vigilância e com muitas dívidas. São anos de muitos desafios e que mostraram a força e a inteligencia dessa grande rainha.

Elizabeth na adaptação cinematográfica de sua vida.

"Nunca tive ambições territoriais. Ao contrário de meu pai e suas gloriosas tentativas de guerras externas, vivo muito bem dentro do meu próprio reino. Dizem que isso se deve ao fato de ser mulher. Preferiria que dissessem que é porque sou sensível. A guerra é um ralo por onde escorrem dinheiro e vidas, jamais ficando completo."
 Pág. 23

O livro também apresenta a visão de uma outra mulher poderosa e grande rival de Elizabeth, a condessa Lettice Knollys, prima da rainha e a mulher que seduziu e casou com o único homem que Elizabeth amou em sua vida; Robert Dudley, o conde de Leicester. Além disso outras grandes personalidade da história também estão presentes ao longo da narrativa, tais como William Shakespeare, o explorador Walter Raleigh, Francis Bacon e o conde de Essex.

Apesar de descrever apenas os quinze anos finais da vida da rainha Elizabeth, o livro é enorme, quase 800 páginas apresentando uma narrativa fluida e agradável. Gostei tanto que acabei por comprar uma outra obra da autora também publicada pela Geração Editorial; a trilogia de Cleópatra, a rainha do Egito.

Visualmente o livro é muito bonito, tanto capa quanto projeto gráfico, mas apresenta um problema sério; é uma das piores revisões que já vi. Claro que se tratando de uma obra dessa tamanho pode acontecer um número maior de erros, mas aqui realmente me incomodaram. Palavras repetidas ou a falta delas e alguns erros ortográficos foram o que mais encontrei. No entanto é possível acompanhar a narrativa numa boa caso você ignore isso.

Eu considerei uma obra 4 estrelas, só não levou 5 por causa da revisão mesmo. Recomendo a todos que apreciam romances históricos e que buscam saber mais sobre pessoas e fatos históricos importantes de uma forma mais divertida e agradável.


Abraços,
   Carol Mylius
CAROLINA MYLIUS
Colaboradora e Resenhista aqui no VDL e tem um BLOG com todos os seus trabalhos. É ilustradora por profissão e por paixão. Ama os livros desde criança e tem a sorte de trabalhar com eles buscando ajudar os autores a mostrar um pouco de sua obra através das capas que ilustra. Seus livros favoritos são: Tiger's Curse, PerdidaA Primeira Regra do Mago, Série Academia de Vampiros.
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.