Sem Deixar Rastros - Harlan Coben



Olá pessoal, tudo bem?

Após a leitura de uma série de livros razoáveis, nada melhor que um livro policial bem humorado de Harlan Coben para encontrar novamente o gosto pela leitura. É um dos autores que mais curto no gênero policial por ter uma trama envolvente e bem amarrada, além de nunca perder o bom humor, conseguindo manter o mistério até o final e sempre me surpreendendo com as resoluções dos casos. Tudo bem, pode ser que eu seja meio lenta para resolver tramas policiais, mas nunca consegui adivinhar os culpados dos casos nos livros dele.



Myron Bolitar parecia destinado a uma carreira de sucesso na NBA quando uma lesão no joelho o afastou das quadras para sempre. Porém, 10 anos depois, o agente esportivo e detetive particular com passagem pelo FBI está de volta ao jogo - não para cumprir seu destino como astro do basquete, mas para desvendar mais um mistério. O ídolo dos Dragons de Nova Jersey, Greg Downing, maior adversário de Myron na época da faculdade, desapareceu sem deixar rastros pouco antes das finais do campeonato nacional. À frente do caso, com a ajuda de seus dois fiéis escudeiros, Win e Esperanza, Myron trabalhará infiltrado entre os jogadores para tentar obter informações capazes de levar ao paradeiro do antigo rival, com quem também competiu pelo amor de uma mulher. O que a princípio parece um típico desaparecimento vai ganhando contornos inesperados à medida que a investigação avança, reacendendo em Myron lembranças que ele nunca imaginou ter que reviver.Com a ajuda de seus fiéis escudeiros, o excêntrico Win e a ex-lutadora profissional Esperanza, ele comprovará que seus piores pesadelos estão mais vivos do que nunca. E, em meio ao glamour da NBA e a criminosos da pior espécie, vai descobrir coisas sobre si mesmo que mudarão sua vida para sempre.

Além disso também encontramos todos os elementos de uma boa trama de Coben: sangue encontrado na casa da vítima desaparecida, um assassinato com vários suspeitos, suspeitas de adultério, envolvimento de um antigo grupo militante, entre outras coisas que deixam o leitor o tempo todo tentando montar o quebra-cabeça. Até uma nova peça surge para bagunçar tudo. Não vou me ater a falar mais da trama pois a sinopse acima já diz tudo o que necessita ser dito. Só digo que, de todos os livros da série Bolitar, esse foi o que mais me agradou até agora, principalmente por termos a chance de saber um pouquinho mais sobre o seu passado.

A narrativa continua a mesma dos outros livros, ou seja, muito dinâmica e bem humorada. Myron é um personagem divertidíssimo que sempre consegue encontrar uma piada, principalmente nos momentos mais tensos, além de não fazer o típico machão bom de briga de muitos livros policiais. No entanto, apesar de Bolitar ter seus momentos de brilho dentro na narrativa, os meus momentos favoritos do livro (e da série no geral) são as cenas em que ele  interage com Esperança e, principalmente, Win, seus dois companheiros de investigação. Win é um personagem impar, enigmático, sarcástico e  posso dizer que bem humorado, à sua maneira e, apesar de não aparecer tanto na trama quanto eu gostaria, suas cenas são as melhores do livro. Adoro suas tiradas sarcásticas e mesmo suas ideias machistas e ultrapassadas acabam dando a ele um certo ar de mistério.

"Myron discou o número privado de Windsor Horne Lockwood III, presidente da prestigiosa corretora de valores Lock-Horne Securities, no centro de Manhattan. Win respondeu na terceira chamada.
- Articule.
- Articule?
- Eu disse "articular", não "repetir".
- Temos um caso - informou Myron
- Misericórdia...- resmungou Win com sua costumeira inflexão quatrocentona. - Fico feliz com as boas novas. Feliz, exultante, extasiado. Mas antes que eu molhe as calças de tanto júbilo, preciso fazer uma pergunta.
- Manda bala.
- Este novo caso...seria mais um daqueles seus rompantes de filantropia?
- Pode ir molhando as calças, porque a resposta é não."
Pág 22

A série Myron Bolitar conta atualmente com 10 livros publicados, sendo 6 livros já publicados pela editora Arqueiro. O quarto livro da série foi lançado esse mês no Brasil (não é necessário que você leia os livros na ordem e por isso os mesmo não são publicados em sequência) com o título de O Preço da Vitória. Enfim, para quem curte livros policiais e ainda não conhece os livros de Harlan Coben: o que estão esperando? E para aqueles que não gostam de literatura policial é porque ainda não leram nada desse autor. Então leiam que não irão se arrepender.


Abraços,
   Carol Mylius
CAROLINA MYLIUS
Colaboradora e Resenhista aqui no VDL e tem um BLOG com todos os seus trabalhos. É ilustradora por profissão e por paixão. Ama os livros desde criança e tem a sorte de trabalhar com eles buscando ajudar os autores a mostrar um pouco de sua obra através das capas que ilustra. Seus livros favoritos são: Tiger's Curse, PerdidaA Primeira Regra do Mago, Série Academia de Vampiros.
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.