Lola e o Garoto da Casa ao Lado - Stephanie Perkins


Olá pessoal, tudo bem?

Esse é mais um livro da Stephanie Perkins delicioso de se ler, mas depois de ter lido Anna e o Beijo Francês   eu não esperava por menos. O livro apresenta a mesma narrativa simples e agradável de seu antecessor, além de personagens tão cativantes que nos fazem querer acompanha-los a cada página. A capa é linda e, provavelmente, a foto foi produzida para o livro pois o casal apresentado nela é igual a descrição dos personagens.







A designer-revelação Lola Nolan não acredita em moda… ela acredita em trajes. Quanto mais expressiva for a roupa — mais brilhante, mais divertida, mais selvagem — melhor. Mas apesar de o estilo de Lola ser ultrajante, ela é uma filha e amiga dedicada com grandes planos para o futuro. E tudo está muito perfeito (até mesmo com seu namorado roqueiro gostoso) até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem ao seu bairro. Quando Cricket — um inventor habilidoso — sai da sombra de sua irmã gêmea e volta para a vida de Lola, ela finalmente precisa conciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da porta ao lado.

Como falado na sinopse acima, Lola é uma fashionista e acredita que a roupa deve ser usada como forma de expressão e é isso que ela busca mostrar com suas perucas coloridas e seus trajes para lá de extravagantes. O traje não deve apenas ser bonito, mas querer dizer alguma coisa. E seu maior sonho no momento é criar uma fantasia de Maria Antonieta para ser usada por ela no baile da escola.

Lola vive com seus dois pais adotivos Nathan e Andy. Nathan é na verdade seu tio de sangue e assumiu a criação de Lola após a mãe, sua irmã Norah, a ter deixado a seus cuidados. Norah viveu nas ruas a maior parte de sua vida e as vezes conseguia algum dinheiro lendo a sorte das pessoas, mas passava a maior parte do tempo bêbada. Lola tinha vergonha da mãe e buscava viver sua vida sem prensar nela. No momento, Lola acreditava ter uma vida ótima, tinha um namorado por quem era apaixonada, Max, um rapaz mais velho, roqueiro, cheio de tatuagens e totalmente sexy, pais que a amavam, uma melhor amiga detetive e um sonho a realizar; até a volta do garoto da casa ao lado.

Seus vizinhos, os irmãos Cricket e Calliope Bell, foram seus melhores amigos durante toda sua infância, mas no momento tudo que ela mais queria era nunca mais ver Cricket na sua frente. Mesmo que ele parecesse ainda ser aquele garoto gentil e charmoso que conhecera não teria como esquecer tudo que aconteceu entre eles, teria?

"Cricket definia as horas do meu dia. A hora em que abria as cortinas - a mesma em que ele abria as dele -, para que a gente pudesse trocar um "olá" de manhã. A hora em que eu almoçava, para que pudesse observá-lo comer. A hora e que saía de casa para nosso passeio. A hora em que eu ligava para Lindsey para que ela analisasse o passeio nos mínimos detalhes. E a hora depois do jantar, quando Cricket e eu trocávamos ideias antes de fechar novamente as cortinas."
Pág 57

A história não tem nada de original mas nem por isso deixa de ser agradável e fofa. E ainda contamos com a participação especial de Anna e St. Clair que são amigos e trabalham junto com Lola num cinema. Foi muito bom poder rever esses dois personagens e saber como ficou a relação deles (que parece ser perfeita). Lola parece ter mais segurança e certeza do que quer do que Anna, mas nem por isso ela deixa de tomar atitudes erradas as vezes.  Já Cricket é tão apaixonante quanto St. Clair. É doce, sensível, alguém que viveu a sombra da irmã patinadora famosa, mas que está disposto a tomar conta da própria vida e parece conhecer Lola como ninguém. Além de ser um inventor de primeira, digno do nome Graham Bell, embora ele não acredite nisso.

Esse livro faz parte de uma trilogia, mas cada livro é independente do outro. O terceiro vai se chamar Isla, and the Happily Ever After (Isla, E o Final Feliz - tradução literal), e ainda não foi lançado no exterior. Estou louca para ver quais personagens irão aparecer nesse último livro. Enfim, para quem gostou de Anna e o Beijo Francês não pode deixar de conferir Lola e o Garoto da Casa ao Lado. E para quem ainda não leu, o que está esperando? Leia.


Abraços,
   Carol Mylius
CAROLINA MYLIUS
Colaboradora e Resenhista aqui no VDL e tem um BLOG com todos os seus trabalhos. É ilustradora por profissão e por paixão. Ama os livros desde criança e tem a sorte de trabalhar com eles buscando ajudar os autores a mostrar um pouco de sua obra através das capas que ilustra. Seus livros favoritos são: Tiger's Curse, PerdidaA Primeira Regra do Mago, Série Academia de Vampiros.
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.