Brisingr - Christopher Paolini


Hey pessoal, tudo bem?

Com uma narrativa envolvente e muito bem detalhada, Paolini dá continuidade à história do Ciclo da Herança, contando a história de nossos queridos Eragon e Saphira em suas aventuras e batalhas para salvar o povo de Alagaësia das garras do terrível tirano Galbatorix.

Esta resenha pode conter spoilers dos livros anteriores.






Em Brisingr, Eragon e seu dragão, Saphira, conseguiram sobreviver à batalha colossal na Campina Ardente contra os guerreiros do Império. No entanto, Cavaleiro e dragão ainda terão de se deparar com inúmeros desafios. Eragon se vê envolvido numa série de promessas que talvez não consiga cumprir, como o juramento a seu primo, Roran, de ajudá-lo a resgatar sua amada Katrina das garras de Galbatorix. Todavia, Eragon deve lealdade a outros também. Os Varden precisam desesperadamente de sua habilidade e força, assim como elfos e anões. Com a crescente inquietação dos rebeldes e a iminência da batalha, Eragon terá de fazer escolhas que o levarão a atravessar o Império, viajando muito além. Escolhas que poderão submetê-lo a sacrifícios inimagináveis? Conseguirá o jovem unir as forças rebeldes e derrotar o Império?



Este livro começa com Eragon tentando cumprir a promessa que fez a seu primo Roran ao final de Eldest, qual seja, a de que faria de tudo para salvar Katrina dos Ra'zac. Após algumas lutas e feitiços, ele retorna ao acampamento dos Varden para dar continuidade à guerra que decidirá o destino de Alagaësia, entretanto, muitos preparativos ainda precisam ser feitos antes da derradeira batalha e dentre eles estão: reconstruir a Estrela dos anões que foi destruída quando Saphira tentou salvar Eragon do Espectro, terminar seu treinamento com Oromis, lidar com seu, recém descoberto, irmão e respectivo dragão e, acima de tudo, ser um simbolo de esperança para todos os guerreiros que irão arriscar suas vidas pela liberdade de suas terras. Muitos podem pensar que ele não seria capaz de fazer nem metade do que ele precisa realizar ou cumprir todas as promessas que fez, contudo, o que muitos esquecem é que ele não é um mero humano, mas sim, um Cavaleiro de Dragão. *__*

"- Quando forem escritas as crônicas desta era, será que dirão que lutamos lado a lado com os humanos e os elfos, como os heróis de antigamente, ou que ficamos acovardados em nossos salões, como camponeses assustados, enquanto crescia a guerra do lado de fora das nossas portas? Eu, pelo menos, sei minha resposta. - Íorûnn jogou para trás a cabeleira e prosseguiu: - Em nome do meu clã, voto em grimstborith Orik para ser nosso Rei!"
Pág. 508 - 509
Até agora este foi o livro que mais teve ação e magia. Muitas lutas são travadas e o treinamento de Eragon finalmente é finalizado com os Elfos, obviamente ele ainda tem muito o que aprender com essa raça, mas o que ele sabe é o suficiente para que ele se mantenha vivo e possa proteger outros. Saphira também terminar seu treinamento com Glaedr, dragão dourado que dá capa ao livro.

Muitas reviravoltas acontecem entre os Varden e dentre elas temos Lady Caçadora Noturna sentindo seu posto como líder ameaçado pela capacidade de Roran de convencer o povo com seu carisma e a perda de seu "escudo humano" já que Eragon cumpre a promessa de retirar a maldição que havia colocado na pobre garota. Temos também a revelação de quem realmente é o pai de Eragon (eu sempre soube que era ele *__*) e isso foi para mim um dos momentos mais emocionantes do livro.
"A cor desaparecer da pele do homem, deixando-o branco como osso. Seus cabelos, antes castanhos, agora eram de um vermelho vívido, e quando ele olhou para Eragon e sorriu, o Cavaleiro viu que seus olhos estavam avermelhados. Em todas as características de sua aparência e postura, o homem lembrava Durza."
Pág. 682
A evolução nos personagens está mais notável que em Eldest. Quem ler todos os livros em sequência irá perceber o quanto Eragon está mais maduro e mais consciente de que seus atos, por menores que sejam, irão sempre afetar de alguma maneira o destino de outros. Neste volume senti uma falta enorme de Brom, para mim ele é um dos personagens mais marcantes de toda a saga, juntamente com Ângela, a herbolária.  

Bom pessoal, não posso me estender mais senão iria soltar muitos spoilers, mas estou um pouco apreensivo para ler o 4º e último volume da série pelo fato de que o autor deixou muitas coisas pendentes e penso que apenas um livro não será suficiente para ligar todos os pontos e responder a todos os questionamentos levantados durante a trama. Mas espero não me decepcionar e recomendo que se você ainda não leu essa série, corra e leia o mais rápido possível, pois dragões e magia são uma combinação que dificilmente dá errado. 

Abraços,
    Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do Vida de Leitor. Cursa o 7º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, Hunger GamesWithe Cat e Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos.
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.