Malícia - Chris Wooding

Hey pessoal, tudo bem?


É com pesar que faço a resenha deste livro. Contendo uma história envolvente e uma genialidade única por misturar texto com quadrinhos para narrar uma aventura sobrenatural, Malícia nos apresenta uma tradução pífia e uma revisão sem precedentes. Em alguns momentos me senti perdido durante a narrativa por não entender o contexto, até perceber que a tradução foi mal feita e a palavra usada para descrever algo algumas páginas atrás simplesmente mudou, cabendo ao leitor encontrar seu caminho ao longo da leitura.











Segundo uma lenda urbana, existe uma revista secreta, Malícia, sobre um mundo macabro repleto de armadilhas e horrores, supervisionado por Jake Gigante, um sinistro mestre-de-cerimônias. Dizem ainda os boatos, que os adolescentes que aparecem na revista são pessoas reais, desaparecidas do nosso mundo e aprisionadas nos quadrinhos, vítimas das provações mortais de Jake Gigante. O livro intercala texto e quadrinhos.
Segundo a lenda urbana local, existe um mundo chamado Malícia, governado por Jake Gigante, onde a única maneira de entrar é realizando um ritual macabro e dizendo as palavras "Jake Gigante, me leve embora!". O mais perturbador disso tudo, é que existe uma revista em quadrinhos que circula pelo mundo, cujo nome dá título ao livro, onde as histórias mais macabras são contadas. Alguns dizem que tais histórias são protagonizadas pelas crianças e adolescentes que realizaram o ritual no passado e agora estão fazendo parte daquela história. Eis que Luke, ao querer provar que tudo isso não passa de um mito, decide fazer o ritual e simplesmente desaparece dentro de sua própria casa, deixando seus amigos Seth e kady preocupados com seu paradeiro. Ambos descobrem o que realmente aconteceu e decidem seguir seu amigo até Malícia para salvá-lo de todos os perigos que espreitam nas sombras deste novo mundo.
 Justin olhou para Seth, o rosto fechado.
- Olhe aqui, amigo. Você é novo por aqui, então deixe eu lhe dar uma dica. Não fique todo sentimental. O objetivo aqui é sobreviver. Esqueça o resto. - E apresentou um sorriso amargo. - Bem-vindo a Malícia.
Pág. 134

Sofri para terminar este livro. Por mais que a história seja muito bem elaborada e apresente ao leitor um mundo envolto em suspense e medo, tais qualidades são ofuscadas pelos fatores que expus no começo da resenha, quais sejam, péssima tradução e revisão. Sério pessoal, quando algum revisor deixa passar uma ou duas palavras erradas ou um ponto fora de lugar, é até justificável e isso não atrapalha a leitura, mas quando são erros grosseiros como em uma página colocar a frase "Não queria envolver vocês" e alguns capítulos depois quando o protagonista lembra a cena em que disse isso ele lembra como "Não queria implicar vocês", é simplesmente pedir demais do leitor.

No que tange à tradução, sinceramente não entrarei em muitos detalhes, já que se fizesse isso esta resenha ficaria quilométrica. Mas saibam que um "not much, and you?" cuja tradução ideal, levando em conta o contexto, seria "nada demais, e você?", simplesmente virou "nada muito, e você?". Como se alguém tivesse perguntado se ela sabia nadar!! O__O Isso sem contar que teve uma página em quadrinhos que não houve tradução e o texto estava em inglês mesmo.
Seth o levou até o esqueleto da garota que estava do outro lado. Ela não era mais que um monte de ossos cobertos em roupas sujas. Justin se agachou ao lado do esqueleto. Deu um suspiro e balançou a cabeça tristemente; e pegou a pulseira que circundava o osso fino de um braço.
Pág. 132

No mais, a história é muito legal. Os quadrinhos são bem desenhados e se enquadram no clima sombrio adotado no enredo. A diagramação é muito bonita e a capa é simplesmente deslumbrante, apesar de eu achar esse Jake Gigante muito "sem sal" para um vilão de tamanho porte. 

Penso que cada um deve tirar suas próprias conclusões sobre a obra. Infelizmente as minhas foram as expostas acima e não sei se lerei a continuação da saga, mas quem sabe eu não dou uma chance para ver se melhora?! Muitos blogueiros gostaram do livro e deram 5 estrelas, então creio que você deve formar sua própria opinião sobre a obra, uma vez que o mesmo livro pode apresentar várias facetas, dependendo apenas de quem o lê.


Abraços,
    Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do Vida de Leitor. Cursa o 7º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, Hunger GamesWithe Cat e Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos.
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.