Coração de Tinta - Cornelia Funke

Resenha

Hey pessoal, tudo bem?

Recebi este livro de parceria com a Companhia das Letras e estava há muito procurando a oportunidade de lê-lo, mas nunca tinha tempo ou achava essa edição para comprar (com a capa original e não a do filme). Entretanto, penso que minhas expectativas para com a obra eram muito grandes, uma vez que não achei que  este livro me proporcionou uma excelente leitura. Mas ela também possui pontos positivos e serve como um bom entretenimento em uma tarde chuvosa.

Há muito tempo Mo decidiu nunca mais ler um livro em voz alta. Sua filha Meggie é uma devoradora de histórias, mas apesar da insistência não consegue fazer com que o pai leia para ela na cama. Meggie jamais entendeu o motivo dessa recusa, até que um excêntrico visitante noturno finalmente vem revelar o segredo que explica a proibição.É que Mo tem uma habilidade estranha e incontrolável: quando lê um texto em voz alta, as palavras tomam vida em sua boca, e coisas e seres da história surgem como que por mágica. Numa noite fatídica, quando Meggie ainda era um bebê, a língua encantada de Mo trouxe à vida alguns personagens de um livro chamado "Coração De Tinta". Um deles é Capricórnio, vilão cruel e sem misericórdia, que não fez questão de voltar para dentro da história de onde tinha vindo e preferiu instalar-se numa aldeia abandonada. Desse lugar funesto, comanda uma gangue de brutamontes que espalham o terror pela região, praticando roubos e assassinatos. Capricórnio quer usar os poderes de Mo para trazer de "Coração De Tinta" um ser ainda mais terrível e sanguinário que ele próprio. Quando seus capangas finalmente sequestram Mo, Meggie terá de enfrentar essas criaturas bizarras e sofridas, vindas de um mundo completamente diferente do seu.
Ele conta a história de Mo e Meggie, pai e filha respectivamente. Desde pequena ela foi incentivada a amar os livros e a tratá-los com carinho e respeito, mas sempre achou estranho o fato de que seu pai nunca, NUNCA, lia para ela em voz alta. Eis que em uma noite chuvosa eles recebem a visita de um estranho e Meggie descobre que há muitos anos atrás seu pai, ao ler um estranho livro chamado Coração de Tinta, deu vida aos personagens e como consequência a mãe de Meggie foi sugada para dentro do livro para preencher o vazio que Mo havia criado com sua Língua Encantada. Desde então Mo vem sendo atormentado pelo fato de ter trazido a este mundo Capricórnio, um vilão sem precedentes e que tem o objetivo de destruir todos os exemplares de Coração de Tinta de maneira que ele não possa ser mandado de volta para seu mundo em preto e branco. O que acontecerá com a mãe de Meggie? Será que Capricórnio conseguirá alcançar seu objetivo e destruir o mundo de Coração de Tinta?
"Que aquele que rouba livros ou não devolve livros emprestados tenha o livro em sua mão transformado em uma serpente voraz. Que ele sofra um ataque apopléctico que paralise todos os seus membros. Que, aos gritos e gemidos, implore por piedade, e o seu tormento não seja mitigado até que entre em estado de putrefação. Que as traças corroam suas entranhas como o verme que nunca morre. E que no dia do juízo final seja condenado a arder para sempre no fogo do inferno." - Inscrição na biblioteca do Mosteiro de São Pedro em barcelona, citada por Alberto Miguel
Pág. 47
Como disse no inicio, este livro promete muito e consegue cumprir, mas a narrativa é muito enrolada e um pouco massante em certos momentos. Senti falta de um pouco de dinamismo nos acontecimentos e penso que algumas partes poderiam ter sido cortadas, já que são mera "encheção de linguiça". Não achei erros de revisão e a diagramação do livro é simples, porém perfeita. A capa dispensa comentários. Sinceramente nunca vi nada mais lindo (minto, vi sim, foi a de Maldição do Tigre *__*).

Os personagens são bem estruturados, alguns até demais e chegam a ser chatos. Quero ler uma história e não uma biografia. O_O. De todos, o que mais me agradou e deixou com ódio foi Dedo Empoeirado. Ele é envolto em mistérios e seu "poder" faz com que ele seja capaz de apresentar um show maravilhoso. Contudo, algumas de suas atitudes ao longo de sua jornada são deploráveis. Além de se acovardar quando seus amigos estão em perigo ele literalmente venderia a mãe para conseguir voltar para seu mundo e descobrir qual seria seu final.
"- Ah, não? - Elinor deu uma gargalhada. - Meu Deus do céu, você é realmente filha do seu pai. Mortimer também nunca conseguiu imaginar que as pessoas pudessem fazer algo censurável por dinheiro, porque para ele o dinheiro não tem uma importância especial. Você faz ideia do quanto pode valer um livro?"
Pág. 83
A parte legal do livro foi a criatividade da autora. Me peguei horas imaginando como seria ter o poder de trazer alguns de meus personagens favoritos à e vida e só de cogitar tal possibilidade eu já ficava aéreo. Quem não quer um poder desses?

Para quem não tem problemas com uma narrativa um pouco mais lenta este livro é uma boa pedida. Contudo, se você é que nem eu e não suporta tal fato, recomendo que assista ao filme. Fizeram algumas modificações no final mas isso irá poupá-los de horas de enrolação. ^_^

Abraços,
    Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do Vida de Leitor. Cursa o 7º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, Hunger GamesWithe Cat e Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos.
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.