Hourglass - Myra McEntire

Resenha

Hey pessoal, tudo bem?

Este livro foi, como diz minha amiga Juliana Poggi, de "explodir cabeças". Com uma narrativa envolvente e personagens mais do que sarcásticos, Myra McEntire conseguiu me prender do começo ao fim nesta obra de tirar o fôlego. Cabe ressaltar que este livro foi um presente da Lívia do blog Wishing a Book e foi uma das melhores leituras que tive no segundo semestre de 2012, mesmo que o nome da protagonista seja um nome masculino. Hahahaha.


"Since the age of fourteen, Emerson Cole has seen strange things – dead things – swooning Southern Belles, soldiers, and other eerie apparitions of the past. She’s tried everything to get rid of the visions: medication, counseling, asylums. Nothing’s worked. So when Emerson's well-meaning brother calls in yet another consultant from a mysterious organization called the Hourglass, Emerson’s willing to give it one last try. Michael Weaver is no ordinary consultant. He's barely older than she is; he listens like no one she's ever met before; and he doesn't make her feel the least bit crazy. As Emerson ventures deeper into the world of the Hourglass, she begins to learn the truth about her past, her future--and her very life. A seductive time-slip novel that merges the very best of the paranormal and science fiction genres, Myra McEntire’s Hourglass is a stunning debut from an author to watch." HOURGLASS is a timeslip romance in which a girl who sees ghosts meets a boy who knows the truth about what her visions really are, and he alone can unlock the secrets of her past
O livro conta a história de Emerson, uma adolescente de 17 anos que perdeu os pais em um acidente e que possui a estranha habilidade de ver cenas e pessoas do passado (não são fantasmas, é algo mais parecido com um Flashback em 3D). Desde pequena ela é rotulada como louca, até porque, discutir com alguém invisível no meio do refeitório da escola não é uma grande prova de sanidade. Indo de internato a internato, ela acaba, devido à ajuda de seu irmão, procurando como último recurso a instituição Hourglass (Ampulheta) e é lá que ela conhece o misterioso Michael Wever, um jovem que não só poderá mudar seu futuro, como também o seu passado.
"As lágrimas que estava segurando finalmente escaparam.
- Tudo isso é parte da sua história, Em. E eu quero fazer parte da sua história também.
Eu senti então, aquela pequena esperança.
- É normal sentir medo, mas você não precisa se entregar. Você tem tudo o que é necessário para revidar."
Pág. 386
A narrativa é feita em primeira pessoa e a autora conseguiu me surpreender em todos os sentidos possíveis. Com uma excelência na escrita, ela consegue balancear os diálogos e as descrições de maneira que o leitor não se canse de nenhuma das duas. Uma coisa que percebi, é que ela tinha uma certa insegurança no começo e tal fato só é notório quando passamos da metade do livro onde temos uma grande reviravolta e uma melhora significante na narrativa. É como se ela tivesse tomado um super RedBull e voltasse para escrever o final do livro... Hahahaha.

Os personagens são únicos e bem construídos. Emerson é cheia de camadas, uma mais surpreendente que a outra, e vê o sarcasmo e a ironia como uma maneira de manter as pessoas afastadas e assim não sofrer caso  perca-as, como foi no caso de seus pais. Já Michael possui o mesmo estilo, porém, ele o faz para proteger aqueles a quem ama, tornando os dois um dos casais que mais se completam, incluindo em seus poderes.

O final deste livro é simplesmente incrível. Temos de tudo, desde cenas de ação a cenas onde você se vê roendo as unhas de medo caso algum dos personagens morra. Jack desenvolverá um papel de suma importância nessa reviravolta, por isso prestem atenção no que ele faz desde o começo do livro, pois o que você julga irrelevante, pode mudar o curso da história.

Recomendo este livro para todos. É quase uma leitura obrigatória, contudo, ainda não tem previsão de lançamento no Brasil. Então quem sabe ler em inglês, corra na Amazon ou em alguma outra loja online e compre seu exemplar NOW!!!


Abraços,
    Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do Vida de Leitor. Cursa o 6º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, Hunger GamesWithe Cat e Contos de Meigan - A Fúria dos Cártagos.
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.