Belle - Lesley Pearse

Resenha

Olá pessoal, tudo bem?

Sabe aqueles livros em que a capa chama tanta atenção que você precisa lê-lo mesmo que não tenha se interessado pela história? Foi o que aconteceu comigo com esse livro, mas a história foi muito melhor do que eu imaginava e com uma das melhores protagonistas que já encontrei em livros recentemente.


Londres, 1910. Belle, de 15 anos, viveu em um bordel em Seven Dials por toda sua vida, sem saber o que acontecia nos quartos do andar de cima. Mas sua inocência é estilhaçada quando vê o assassinato de uma das garotas e, depois, pega das ruas pelo assassino para ser vendida em Paris. Sem poder ser dona de seu próprio destino, Belle é forçada a cruzar o mundo até a sensual Nova Orleans onde ela atinge a maioridade e aprende a aproveitar a vida como cortesã. A saudade de casa — e o conhecimento de que seu status como garota de ouro não durará muito — a leva a sair de sua gaiola de ouro. Mas Belle percebe que escapar é mais difícil do que imaginou, pois sua vida inclui homens desesperados que imploram por sua atenção. Espirituosa e cheia de desenvoltura, ela tem uma longa e perigosa jornada pela frente. A coragem será suficiente para sustentá-la? Ela poderá voltar para sua família e amigos e encontrar uma chance para a felicidade? Autora # 1 best-seller, Lesley Pearse criou em Belle a heroína de nossos tempos: uma mulher forte que luta por seus direitos em um mundo perigoso.

Como diz na sinopse, a história começa em 1910 na cidade de Londres onde Belle, com 15 anos, presencia o assassinato de uma prostituta ocorrido no bordel onde morava. Até então ela não sabia o que ocorria com as garotas da casa e os homens que apareciam ali a noite, o que foi um duplo choque para ela. O bordel pertencia a sua mãe, que jamais a permitia subir aos quartos da casa à noite e, apesar de nunca deixar que nada lhe faltasse, sempre fora fria e distante para com ela. Mas aquele episódio seria apenas o começo de sua sina. Belle é sequestrada pelo assassino, um homem conhecido como Sr. Kent, e vendida a um bordel em Paris. Uma vez lá é estuprada por cinco homens, o que a faz adoecer e ser vendida novamente para outro bordel dessa vez em New Orleans. Na viagem a New Orleans, Belle conhece Ettiene, que mesmo parecendo frio a principio, acaba se tornando um amigo e tenta mostrar a ela formas de sobreviver nesse mundo no qual está agora envolvida. A partir de então acompanharemos a jornada de Belle buscando sobreviver e dar a volta por cima enquanto tenta encontrar um meio de voltar para casa e para sua família.

Enquanto isso Mog, sua mãe de criação e empregada do bordel, Jimmy, um jovem e amigo querido que conhecera um dia antes de ser sequestrada e Noah, um jornalista e amigo da prostituta que morrera no bordel, buscam pistas para levar Kent a justiça e descobrir onde Belle foi levada. E vão se deparar com uma rede de prostituição de crianças muito maior e mais perigosa do que imaginavam.

Através de Belle a autora busca mostrar um pouco do comércio milionário de crianças para a prostituição onde, assim como Belle, milhares de meninas eram vitimas e ainda são até hoje. É algo revoltante mas que não parece ter diminuído com os anos, muito pelo contrário, uma vez que ainda existem pessoas que pagam por esse tipo de diversão. Mas Belle, ao invés de se lamentar por seu destino, soube como aproveitar as oportunidades que apareciam e buscava tirar algum proveito da situação em que se encontrava tentando aprender tudo que podia para se tornar a melhor cortesã de todas. Ela tinha um sonho, o de ter uma loja de chapéus, e mesmo não parecendo possível conseguir realizá-lo um dia, Belle nunca deixou de acreditar nisso. É difícil não admirar sua coragem e sua personalidade forte e cativante. Belle era uma mulher muito além de seu tempo e sua beleza e seu jeito encantador fazem dela o objeto de desejo de muitos homens, alguns serão leais amigos e outros serão seus maiores pesadelos, mas é nesse processo que ela se tornará uma mulher que conhece suas qualidades e sabe o que realmente quer para si.

Outros personagens cativantes na história foram Ettiene, que apesar de não estar presente em boa parte do livro, suas aparições são marcantes, e Mog, a protetora  de Belle que mesmo depois de tanto tempo sem notícias nunca deixou de acreditar que um dia a encontraria e que acaba encontrando sua própria felicidade no processo. Jimmy também não deixa de ser encantador em seus sentimentos por Belle e sua busca incansável para trazê-la de volta.  Além disso, a autora fez uma pesquisa detalhada dos locais e costumes da época o que nos permite viajar para cada lugar e nos sentirmos nele tamanha é a riqueza de detalhes de suas descrições. Pelo que li sobre a autora a sólida pesquisa é uma das principais características de seus romances. Então que venham os próximos.

A edição apresenta alguns errinhos de digitação, mas nada que comprometa a qualidade da história. Leitura recomendadíssima, contudo, aconselho a ler em um momento propício, pois é uma história revoltante e dramática apesar de inesquecível, e por ser um livro bastante extenso pode ser um pouco cansativo.


Abraços,
   Carol Mylius
CAROLINA MYLIUS
Colaboradora e Resenhista aqui no VDL e tem um BLOG com todos os seus trabalhos. É ilustradora por profissão e por paixão. Ama os livros desde criança e tem a sorte de trabalhar com eles buscando ajudar os autores a mostrar um pouco de sua obra através das capas que ilustra. Seus livros favoritos são: Tiger's Curse, PerdidaA Primeira Regra do Mago, Série Academia de Vampiros.
Twitter/Facebook/Skoob - Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.