Starters - Lissa Price

Resenha

Hey pessoal, tudo bem?

Com o estado atual da literatura YA, fica difícil conseguir algo inovador, principalmente se o enredo for uma distopia, já que Jogos Vorazes é, e sempre será, um ponto de comparação. Contudo, ao terminar de ler Starters, vi o quão criativo um autor pode ser e, sinceramente, estou mais do que desesperado para ler Enders, sua continuação.



Seu mundo mudou para sempre. Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha. A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbado em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador. Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado...
Durante a guerra dos Esporos, somente as pessoas mais velhas e as crianças foram vacinadas contra tal toxina, fazendo com que o resto da população, média entre 20 e 50 anos, fosse extinta de maneira que somente os Starters, 0-18, e os Enders, 60-200, continuassem vivos. Callie é uma Starter e, como a maioria de seu tipo, vive nas ruas e foge, juntamente com seu irmão doente e seu melhor amigo, dos agentes que tentam levá-los para as Instituições (um lugar semelhante à Febem) e sua única salvação aparente seria a Prime Destinations, uma empresa que "aluga" o corpo de um Starter para um Ender, de maneira que ele possa gozar de um corpo jovem e saudável. Contudo, Callie descobre, da pior maneira possível, que os objetivos da Prime Destinations são muito mais sombrios do que aparentam e somente ela pode impedir que os demais Starters caiam nas mãos do Velho.
"Eu não passava de uma impostora. ele era rico e eu não era, e, mesmo assim, ali estava eu, fingindo, usando roupas caras de marcas famosas e agindo como se morasse em uma mansão, uma ricaça com sua própria criada. Sabia que devia lhe contar a verdade sobre mim, mas como isso soaria? Blake, adivinhe só, eu sou uma órfã sem-teto que dorme no chão em prédios abandonados e só estou viva porque pego comida nas lixeiras de restaurantes. [...] E, tecnicamente, este corpo pertence a uma Ender chamada Helena Winterhill, porque ela pagou para usá-lo."
Pág. 113 - 114
O mundo criado por Price é original e realmente consegue cumprir o que promete na sinopse, ao contrário de alguns livros que fazem uma jogada de maneira que somente após comprá-lo perceberá que "levou gato por lebre". Callie é uma personagem forte e determinada. Ela não liga se tiver que dormir no chão ou na chuva, desde que seu irmão esteja bem e protegido. Tanto que este foi um dos motivos que a levou a alugar seu corpo para a PD, pois queria ter condições de proporcionar para Tyler uma vida segura e remédios para o tratamento de seu problema de pulmão. Os demais personagens são dotados de personalidades distintas, porém, alguns deles poderiam ser mais bem trabalhados, como o amigo de Callie, Michael.

A narrativa é fluida e bem desenvolvida. As verdadeiras reviravoltas na trama acontecem quando a protagonista começa a ter problemas com seu "aluguel" e descobre que muitos Starters que colocaram seus corpos para locação não retornaram para suas famílias e muitos deles jamais voltarão. 
"Uma sensação de entorpecimento se irradiava dentro de mim, preenchendo meus braços, minhas pernas, meu peito e meu rosto. Sara estava morta. A pequena Sara. Morta. Eu me sentia colada àquele lugar, com a sensação de que nunca mais voltaria a me mover."
Pág. 311
Durante todo o livro a autora deixa vários buracos na história de maneira que saibamos que haverá uma continuação. Sem contar que o final foi de, segundo minha amiga Juliana Poggi, "explodir cabeças". Sério, quando terminei de ler os últimos capítulos e descobri o verdadeiro mistério envolvendo Blake eu pensei: "Uau, preciso ler Enders AGORA".

Recomendo a leitura de Starters para todos os que gostam de distopias. Óbvio que nunca chegará aos pés de Jogos Vorazes, mas a originalidade e estilo de narrativa fazem com que este livro mereça seu lugar entre o Top 100 distopias atuais. 

P.S: Quem entrar no blog da Novo Conceito e possuir uma conta no Facebook, poderá jogar o jogo exclusivo do livro Starters. Aproveitem, pois não sei quanto tempo ele ficará no ar. ^_^


Abraços,
  Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do VDL. Cursa o 6º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, O Sussurro Mais Sombrio  e  Withe Cat.
Twitter/Facebook/Skoob  Blogvidadeleitor@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.