O Beijo da Meia-Noite - Lara Adrian

Resenha

Olá pessoal, tudo bem?

Esse livro já havia me chamado a atenção faz algum tempo, principalmente depois de ler alguns livros da série da Irmandade da Adaga Negra da autora J.D. Ward, mas confesso que comecei-o com um pé atrás pois já havia lido várias resenha a respeito dizendo que ele é uma cópia de IAN. Após finalizar a leitura acabei concluindo a mesma coisa.



Um estranho moreno e sensual a observava do outro lado da boate, e foi capaz de despertar as mais profundas fantasias em Gabrielle Maxwell. Mas nada a respeito desta noite – ou deste homem – é o que parece. Pois, quando Gabrielle presencia um assassinato nos arredores da boate, a realidade se transforma em algo obcuro e mortal. Nesse instante devastador, Gabrielle é lançada em um mundo que jamais imaginou existir – um mundo onde vampiros espreitam nas sombras e uma guerra de sangue está para começar. Lucan Thorne despreza a violência de seus irmãos sem lei. Ele próprio um vampiro, é um guerreiro de Raça, e jurou proteger sua espécie – e os humanos imprudentes com quem convivem – da ameaça crescente dos Renegados. Lucan não pode arriscar um relacionamento com uma mulher mortal, mas, quando seus inimigos escolhem Gabrielle como vítima, sua única escolha é trazê-la para o escuro submundo que comanda. Aqui, nos braços do intimidante líder da Raça, Gabrielle enfrentará um destino extraordinário, repleto de perigos, sedução, e dos mais sombrios prazeres…


O Beijo da Meia-Noite é o primeiro livro da série Midnight Breed, um romance de cunho erótico que aborda a relação entre mulheres humanas e vampiros. Assim como a série IAN, de J.D. Ward, e a série Os Senhores do Mundo Subterrâneo, de Gena Sholwalter (Resenha doa volumes 1, 2, 3, 4 e 5), cada livro da série conta a história de um casal e poderiam ser lidos fora da ordem, mas não é o ideal pois alguns fatos apresentam uma continuidade de um livro para outro.

Lara Adrian criou sua própria mitologia para explicar a existência dos vampiros e nesse quesito achei a trama dela mais bem desenvolvida do que a criada por J.D. Ward, mas foi umas das poucas coisas que considerei positivas nessa série. A história é muita parecida com o primeiro livro de IAN, Amante Sombrio. Por exemplo:

* Lucan é o líder do grupo e também o vampiro mais puro e o mais antigo da raça exatamente como Wrath de IAN.

* A mocinha Gabrielle presencia um crime e é procurada pelo vampiro e depois descobre-se que ela tem uma ligação especial com a raça dos vampiros assim como ocorre com Beth em Amante Sombrio.

* Também ocorre a perda de um dos membros do grupo dos vampiros em ambos os livros.

* Ambos os grupos vivem juntos em uma mansão. Entre outras coisas.

A narrativa de Lara é simples e fluida, mesmo o livro tendo 400 páginas.. As cenas de sexo não são tão explicitas como as descritas por J.D. Ward o que me agradou também. Mas o casal principal não me cativou e, tirando Tegan, tampouco me interessei pelos outros membros do grupo dos vampiros. Não sei se foi a história ou se sou eu que estou um pouco cansada desse gênero e não consegui apreciar a leitura como deveria.

Apesar disso eu pretendo dar uma segunda chance a série e vou ler os outros volumes lançados aqui no Brasil; O Beijo Escarlate e O Despertar da Meia-Noite. Acredito que quem curte história de vampiro e/ou adora IAN e procura algo parecido pode gostar bastante desta série.

Abraços,
   Carol Mylius
CAROLINA MYLIUS
Colaboradora e Resenhista aqui no VDL e tem um BLOG com todos os seus trabalhos. É ilustradora por profissão e por paixão. Ama os livros desde criança e tem a sorte de trabalhar com eles buscando ajudar os autores a mostrar um pouco de sua obra através das capas que ilustra. Seus livros favoritos são: Tiger's Curse, PerdidaA Primeira Regra do Mago, Série Academia de Vampiros.
Twitter/Facebook/Skoob - carol@vidadeleitor.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.