Leitura Sonora #06 (Final) - Delírio - Lauren Oliver

Música

Hey pessoal, tudo bem?

Infelizmente, devido ao tempo e disponibilidade, a Amanda não mais fará o post Leitura Sonora. A coluna estava pausada pois estávamos passando por um período difícil na faculdade, mas mesmo assim tornou-se impossível dar continuidade à coluna. Agradeço imensamente a Amanda pelo tempo gasto com o blog e pelo excelente trabalho que ela realizou. Espero que vocês gostem deste último post.

Cordialmente,
Matheus Braga

Leitura Sonora


Oi, gente!

Depois de certo tempo sem aparecer eu voltei com mais um Leitura Sonora! O livro de hoje eu li recentemente e virou um favorito. É o Delírio da Lauren Oliver. Acredito que a maioria de vocês, se ainda não leu, pelo menos já ouviu falar a respeito. E se você é uma dessas pessoas que somente ouviu falar sobre o livro eu vou te dar uma dica... LEIA AGORA!




Set List


Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas. Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?


Música tema do livro
Love Hurts — Incubus


Love hurts but sometimes it's a good hurt
And it feels like I'm alive
Love sings when it transcends the bad things
Have a heart and try me
'Cause without love I won't survive
O amor machuca, mas às vezes é uma dor boa
E me faz sentir vivo
O amor canta quando transcende as coisas ruins
Tenha um coração e me teste,
Pois sem amor eu não sobreviverei.

Você já sofreu por amor? Ao ler essa pergunta imagino que você tenha imaginado um ex-namorado (a) ou até mesmo seu namorado (a) atual. Mas a pergunta não é simples assim. Eu me refiro a todo e qualquer tipo de amor. Esse que você sente pelo seu pai, mãe, irmãos, amigos... Sei que você já sofreu por eles. Amar é isso, não é? É se importar. É ser um pouco o outro. Se sentir afetado quando outras pessoas afetam quem você ama e se sentir despedaçado quando quem você ama te afeta, te toca... De um jeito que machuca. 

Você gostaria de se ver livre disso? Do amor? E consequentemente da dor, que por vezes, ele nos traz? Essa é a grande questão: pra você, amar vale a pena?

Música tema do casal (Alex & Lena)
We found love — Rihana


Shine a light through an open door
Love and life I will divide
Turn away cause I need you more
Feel the heartbeat in my mind
(…)
We found love in a hopeless place
Brilha uma luz por uma porta aberta
Vida e Amor eu vou separar
volte aqui porque preciso mais de você
Sinta o batimento cardíaco em minha mente
(...)
Achamos o amor em um lugar sem esperança

Lena, nossa protagonista, está em contagem regressiva para passar pela intervenção. Ela mal pode esperar pelo momento onde finalmente estará curada dessa doença — o amor. Mas a poucos dias de sua tão esperada cura ela conhece Alex e descobre sentimentos que até então, eram totalmente desconhecidos para ela e passa a perceber e a se perguntar se o amor é realmente algo tão abominável como acreditava. (♥) Parece bobo ou talvez previsível, não é? Mas o romance entre eles é lindo. *suspira*

Música final
Head over feet — Alanis Morissette

Your love is thick and it swallowed me whole
You're so much braver than I gave you credit for
That's not lip servisse
Seu amor é enorme e me engoliu inteira,
Você é muito mais corajoso do que eu pensava,
E isso não é da boca pra fora

É claro que Lena e Alex encontrariam barreiras. Eles não podiam simplesmente escolher viver o amor que sentiam um pelo outro. Afinal, isso era ilegal. Então, é aqui que eu faço novamente a pergunta que fiz a vocês no início: amar vale a pena? Você simplesmente passaria pela intervenção ou lutaria contra o que fosse necessário para ter a chance de amar? 

A Lauren Oliver já havia me conquistado em Antes que eu vá com uma narrativa poética capaz de tocar o leitor verdadeiramente e em Delírio não foi diferente. Sua forma de conduzir a história é inexplicavelmente mágica. Emocionei-me muito durante a leitura, chorei, sorri, senti raiva, medo, aflição. A Lauren é dona de uma escrita capaz de penetrar, de maneira sutil, o mais íntimo do nosso ser.

"É o mais mortal entre todos os males: você pode morrer de amor ou da falta dele."
Pág. 9

PS: Espero que tenham gostado do post, pessoal! Pois com ele eu me despeço da coluna Leitura Sonora. Quero agradecer IMENSAMENTE ao Matheus por ter me cedido esse espaço aqui no VDL, mas infelizmente não tenho conseguido preparar a coluna com a frequência que queria. E não é legal deixar vocês na mão. Obrigada de coração a todos que leram e opinaram nos meus posts! Obrigada! <3 Foi muito bom estar com vocês durante este tempo.

Beijos e boas leituras e boas músicas para todos! :')

Amanda Azevedo
AMANDA AZEVEDO
Uma das administradoras do blog Lendo & Comentando. 18 anos, estudante de Direito. Não sabe muito bem o que esperar da vida nem o que a vida espera dela. Livros, séries e músicas são seus grandes vícios. Lê, assiste e ouve um pouco de tudo. Seus livros favoritos são: Os MiseráveisJust ListenAntes que eu vá, Jogos Vorazes.
Twitter/Facebook/Skoob - amanda.az93@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.