Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson

Resenha

Olá pessoal, Tudo bem?

Esse é o tipo de livro que não é para qualquer momento. Não é um livro fácil de encarar, principalmente para aqueles que têm ou já tiveram algum tipo de inclinação para problemas alimentares. Quem é ou já foi adolescente sabe que todos nós passamos por momentos em que não gostamos de nossa aparência, que temos dificuldades em nos aceitarmos e buscamos descobrir quem realmente somos. Mas até que ponto essa visão distorcida de nós mesmos pode sair do controle e nos levar rumo à morte?








“Lia e Cassie são amigas há anos, ambas congeladas em seus corpos. No entanto, em uma manhã, Lia acorda com a notícia de que Cassie está morta, e as circunstâncias de sua morte ainda são um mistério. Não bastasse isso, Cassie tentara falar com Lia momentos antes, para pedir ajuda. Lia tem de lidar com o pai, que é um renomado escritor, sua madrasta e a mãe, uma cardiologista que vive ocupada, salvando a vida dos outros. Contudo, seu maior tormento é a voz dentro de si mesma, que não a deixa se esquecer de manter o controle, continuar forte e perder mais, sempre perder mais, e pesar menos. Bem menos.”

Lia é uma dessas adolescentes que há muito tempo perdeu a noção do que é real e só consegue enxergar a versão distorcida que tem de si mesma. Ela sofre de Anorexia nervosa, um distúrbio alimentar que a está matando de fome e que ela não consegue mais controlar. Ela está em processo de reabilitação após ter sido internada em uma clinica por seis meses onde, na época, estava pesando menos de 40Kg. Ela agora está morando com seu pai e a nova esposa dele, que também tem uma filha de nove anos. Mas a notícia da morte de sua melhor amiga, Cassie, a deixa emocionalmente perturbada,  fazendo-a retornar aos antigos hábitos alimentares, ou melhor, a falta deles.

O livro é todo narrado sob o ponto de vista de Lia, e é perceptível a confusão mental que a personagem se encontra, a culpa em relação a amiga que antes de morrer ligou 33 vezes para ela sem resposta, a relação tumultuada com os pais divorciados e a luta que ela trava consigo mesma para esquecer a fome recorrendo a cortes e mutilações de seu corpo. Todos seus pensamentos em relação a comida, que são constantes, vem acrescidos dos valores calóricos de tal alimento numa tortura mental que ela impõe a sim mesma. 

Cassie sofria de outro distúrbio alimentar, a bulimia, e que provavelmente foi o responsável por sua morte. Apesar de morta, ela ainda está lá ao lado de Lia, atormentando-a, provocando-a, desafiando-a a continuar e vencer a aposta que ambas fizeram anos atrás. Lia não consegue se livrar de sua presença que, aos poucos busca levá-la junto com ela. As reações do corpo de Lia durante toda a narrativa também são visíveis. Seu corpo é gelado pela falta de gordura, ela está sempre cansada e com sono e as crises de hipoglicemia são constantes. 

A narrativa é fácil e flui muito bem. A autora soube mostrar todas as reações físicas e mentais que o problema acarreta através dos pensamentos de Lia e diferenciar estes dos diálogos com os demais personagens. Mas ,tirando a presença de alguns personagens secundários como Elijah, que contribui para dar um clima mais suave a alguns momentos da trama, a história no geral é densa e angustiante. Para mim que nunca tive problemas alimentares (além das normais preocupações com o peso) ficou um pouco difícil me conectar com a personagem e, portanto não conseguir sentir a razão para ela ter chegado aquele extremo. No caso de Lia o problema principal não era chegar ao corpo perfeito, mas sim a magreza perfeita que nunca era alcançada. Talvez aquele não tenha sido o meu momento para essa leitura

No geral o livro é bom e acho importante ser lido para entendermos um pouco mais sobre esse problema tão sério seja para evitarmos chegar a esse ponto ou ajudar alguém que conhecemos que poderia estar sofrendo desses distúrbios. Mas como eu falei anteriormente escolha o momento adequado. 


Abraços,
   Carol Mylius
CAROLINA MYLIUS
Colaboradora e Resenhista aqui no VDL e tem um BLOG com todos os seus trabalhos. É ilustradora por profissão e por paixão. Ama os livros desde criança e tem a sorte de trabalhar com eles buscando ajudar os autores a mostrar um pouco de sua obra através das capas que ilustra. Seus livros favoritos são: Tiger's Curse, PerdidaA Primeira Regra do Mago, Série Academia de Vampiros.
Twitter/Facebook/Skoob - carol@vidadeleitor.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.