Fallen Angels: Desejo - J. R. Ward

Resenha

Hey pessoal, tudo joia?

Eu tinha um certo preconceito com esta autora pelo fato de ter lido péssimas coisas sobre sua série de vampiros, Irmandade da Adaga Negra, e isso me deixou com o pé atrás. O que posso dizer? Depois que terminei o livro 1 (Resenha AQUI!) eu já estava desesperado para saber a qual aventura Jim iria nos levar.




Sete pecados mortais. Sete almas que devem ser salvas. Mais um homem não detem a batalha entre um anjo caído, com um coração endurecido e um demônio com tudo a perder. Isaac Rothe é um soldado com um passado obscuro e um futuro sombrio. O alvo de um assassino, ele se encontra atrás das grades, seu destino nas mãos do sua linda defensora pública Grier Childe. Sua atração quente por ela só pode levar a problemas e que antes mesmo de Jim Heron dizer-lhe que sua alma está em perigo. Presa em um jogo perverso com o demônio sombrio Jim, Isaac deve decidir se o soldado nele pode acreditar que o verdadeiro amor é a melhor arma contra o mal. Isaac Rhote é um assassino, desertor do exército e, por isso, manter-se nas sombras é a única maneira de sobreviver. Fugindo de seu antigo chefe ele é preso e seu futuro fica nas mãos da bela defensora pública, Grier Childe. A forte atração que existe entre eles pode ser fatal.

O jogo continua. Sete almas, todas em uma encruzilhada, devem ser influenciadas por um jogador imparcial e, quando a sorte for lançada, ele deve assistir tal alma ser salva, ou perecer nas mãos de Devina, o demônio. Se o bem ganhar tal partida, toda a humanidade será perdoada de seus pecados e alcançará a salvação, caso contrário, pereceremos em um mar de fogo e sangue.

Infelizmente não posso dizer mais nada sobre a história já que, por ser o segundo volume de uma série, qualquer fato pode atrapalhar aqueles que não leram. Contudo, posso atestar que essa nova aventura é de deixar qualquer pessoa sem fôlego. J. R. Ward surpreende seus leitores com sua narrativa ágil e de fácil compreensão que, ao mesmo tempo, consegue fazer você viajar dos campos celestes às profundezas do inferno.

"Seus olhos eram da cor de uma geada no vidro da janela e estavam cheios das sombras que mancham sua alma. E quando aquele olhar exausto e sombrio a cortou, aquilo congelou seu coração..."

Pág. 47

Os personagens são muito bem construídos e o que mais me agradou nessa leitura foi o contraste entre o par romântico da vez. Enquanto Grier é meiga, gentil e capaz de tudo para ajudar o próximo, Isaac é um assassino que é capaz de matar seu melhor amigo se isso significar sua liberdade. Como diz o ditado, os opostos se atraem, e foi justamente isso que se destacou pois Grier faz de Isaac um homem mais calmo e demonstra que ele também é capaz de confiar no próximo e, ao mesmo tempo, Isaac ensina a Grier como ser forte e se impor para conseguir o que quer

O trabalho da editora, Universo dos Livros, também está impecável. Não achei erros de edição e a diagramação é simples porém perfeita já que o espaçamento entre as linhas não é muito grande, dando mais tempo para o leitor saborear sua leitura calmamente.

O único ponto negativo que achei na obra foi o fato de Devina, um demônio sem escrúpulos capaz de matar a mais dócil das virgens, ter que ir a um psicólogo pois está com problemas de desapego com seus objeto. O_O OI!? Demônios não possuem peso de consciência, se ela quiser, ela mata geral e pega tudo de volta.

Abraços,
  Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do VDL. Cursa o 5º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, O Sussurro Mais Sombrio  e  Withe Cat.
Twitter/Facebook/Skoob - matheus@vidadeleitor.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.