A Escolha - Nicholas Sparks

Resenha

Hey galera, tudo bem?

Tio Nich é aclamado por escrever os mais lindos romances da atualidade, contendo sempre uma lição de vida que em muitos casos superam a realidade. Contudo, mesmo o livro sendo bem escrito e com um enredo interessante, eu esperava muito mais de um livro escrito por um autor deste calibre. Principalmente porque esta foi a primeira obra dele que li.







Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta. Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever. Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?

Travis Parker é o famoso tipo mulherengo/aventureiro/CheiodaGranaComUmaCasanaPraia e leva uma vida sempre ao extremo, praticando esportes radicais. Contudo, nos é apresentado também uma outro lado deste personagem, o do Amigo/Companheiro/AdoraCães, fazendo com que o leitor saiba que mesmo ele sendo irritante, é uma boa pessoa. Ao oposto temos Gabby, uma assistente médica de 26 anos que prefere ter uma vida estável ao lado de sua cadela, Molly (a melhor personagem do livro *__*). Tudo começa quando Travis está dando um churrasco para seus amigos e decide prolongar sua noite um pouco mais ao som de Rolling Stones e Gabby invade seu quintal e começa a gritar que o cão de Travis havia engravidado Molly e que a culpa era do dele. #MomentoALokaO_O. Não sabiam eles que aquele momento seria o inicio de uma história de amor onde suas escolhas iriam repercutir não só em suas vidas, mas na de todos ao seu redor.

"- Eu sempre vou te amar - disse ele, buscando palavras adequadas para confortá-la, sem conseguir encontrá-las.
 - Eu acredito em você - sussurrou ela. Ela passou o braço entre o de Travis e apoiou a cabeça no ombro dele. - É por isso que estou aqui."
Pág. 221

Não é que eu não goste de histórias de amor, mas é que algumas delas parecem fugir muito da realidade ao ponto de você começar a achar que é tudo como nos contos de fadas. Não sei se eu dei azar com esse livro ou se o Nicholas que não conseguiu contar a história de duas pessoas de maneira a atingir a todos os públicos, só sei que esperava muito mais desta obra. Apesar de bem escrito e de conter personagens bem construídos, algumas situações e diálogos são meramente para "encher linguiça".

Não posso dizer mais nada sobre história pois isso estragaria a surpresa de muita gente, mas estejam preparados pois mesmo não surtindo efeito em mim, sei que muitas pessoas irão se impressionar/ChorarLitros com alguns acontecimentos presentes na narrativa. Mas como disse acima, Nicholas conseguiu tranformar tudo em contos de fadas.

Que fique claro que esta é a minha opinião e que ela não expressa a verdade absoluta sobre o livro, tanto que muitas pessoas amaram a história e acharam que esse era um dos melhores livros do autor.

Abraços,
  Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do VDL. Cursa o 5º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, O Sussurro Mais Sombrio  e  Withe Cat.
Twitter/Facebook/Skoob - matheus@vidadeleitor.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.