Pela Capa #08

Capas

Olá pessoal, tudo joia?


Pela Capa é a coluna do Vida de Leitor que trará para vocês as mais belas, bem como as menos belas, capas do mundo literário. Se você gostou da capa, deixe um comentário dizendo o que te agradou, se não gostou, deixe um comentário mesmo assim.


Me contem o que acharam ^_^



A Bela

Estou desejando esse livro a eras, mas nunca tenho tempo (R$). A capa é super chamativa e o mundo criado pelo autor obteve muitas criticas positivas. Espero estar adquirindo-o em breve pois não sei mais quanto tempo poderei ficar nessa vontade.


"Nada como um bom livro de lobisomens. Ainda mais com uma capa dessa."
- Megan - Leitora - 

"Eu preciso ter esse livro! Curtis escreve muito bem."
- Arthur - Leitor -

"Definitivamente comprarei. Essa capa é perfeita."
- Lorena - Leitora -
Drew Ferran é um adolescente de 15 anos, que leva uma vida mansa até que... a lua cheia surge, uma terrível febre o acomete, sua gengiva se dilacera, suas unhas tornam-se garras... Ele se transforma em uma criatura animalesca! Drew não pode mais fugir de seu implacável destino. Uma fera terrível está pronta para atacar, e ele e seus inseparáveis amigos, Hector e Gretchen, iniciam uma caçada brutal, travando uma verdadeira batalha de vida ou morte. A origem do lobo é o primeiro livro da série Wereworld – uma eletrizante jornada épica de fantasia e horror.


A Fera

A fera dessa semana não é exatamente uma capa que considero feia, mas, para mim, ela não passa nada a respeito da história, principalmente se compararmos com a capa original americana. Alguns podem achar que isso é um ponto positivo, pois não estraga a surpresa da história e pode até ter sido esse o objetivo da editora. 

Quando vi essa capa pela primeira vez achei que a história se passaria em um ambiente escolar e poderia ter algum elemento de história policial. Mas não tem nada a ver com isso e realmente me surpreendi com a trama criada pelo Patrick Ness. Quem gostou de Jogos Vorazes não pode deixar de ler esse livro.


"A capa é um caso a parte. Poderia ser excelente, mas não se encaixa com a proposta do livro."
- Nanie Dias - BLOG

"Dizer que esperava muito desse livro é mentira, porque sequer li a sinopse. Quando o encontrei em cima da minha cama, comecei a ler só pela capa. Olhe bem para ela: não dá para imaginar o que se passa no livro apenas olhando-a"
- Iris Figueiredo - Literalmente Falando
Todd Hewitt é um garoto de doze anos, o último menino de Prentisstown, uma cidade de homens. Ele vive em um mundo cheio de "ruído" em que os pensamentos privados de todo homem e animal são audíveis. Em um mês ele estará com treze anos e será um homem. Mas a cidade está mantendo segredos para ele, segredos que vão forçá-lo a fugir do prefeito e dos homens de Prentisstown junto com seu cachorro e a primeira garota que ele já conheceu. A cada página, o leitor ficará cada vez mais ligado a Todd e Viola, com sua história de amizade, e sentirá afeição genuína por Manchee, cão e ajudante de Todd, cujo comportamento é hilário e comovente. Na sua essência, é uma história sobre um garoto forçado a crescer rapidamente em um mundo de ruínas em loucura e armado apenas com sua convicção de fazer a coisa certa para ajudá-lo a sobreviver. Todd vive em um mundo onde um germe matou todas as mulheres, um germe que deixou os homens loucos, o germe que significou o fim dos spackles quando a loucura dos homens colocou as mãos numa arma.


O que acharam das escolhidas da semana?

Abraços,
  Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do VDL. Cursa o 5º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, O Sussurro Mais Sombrio  e  Withe Cat.
Twitter/Facebook/Skoob - matheus@vidadeleitor.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.