Leitura Sonora #04 - Um Dia

Música

Oi, pessoal!

Voltei com mais um post Leitura Sonora! O livro dessa semana foi lançado aqui no Brasil no ano passado e acredito que mesmo quem não leu já ouviu alguma coisa a respeito dele por aí. Bem ou mal... Eu não sei. Já li opiniões diversas sobre esse livro. Uns amam, outros nem tanto. Estou no primeiro grupo. Um Dia está na minha lista de favoritos.


SET LIST





Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.


Música tema do livro
Walk – Foo Fighters


Learning to walk again
I believe I've waited long enough
Where do I begin?
Learning to talk again
Can't you see I've waited long enough
Where do I begin?
Aprendendo a andar novamente
Eu acredito que eu esperei o tempo suficiente
Por onde eu começo?
Aprendendo a falar novamente
Você não pode ver eu esperei o tempo suficiente
Por onde eu começo?

Surpreendente. Essa é a palavra que escolho para definir o livro Um Dia. Antes de começar a leitura eu esperava um romance que fosse me arrancar rios de lágrimas, um romance de tirar o fôlego. Mas não, o livro não segue essa linha. Mas para minha total surpresa e felicidade, eu não fui surpreendida de forma negativa. Traduzindo isso em algumas palavras: Nem melhor nem pior, apenas diferente. — Diferente de um jeito, lindo! Um Dia é mais um livro sobre a vida, do que um romance choroso. Mas isso não tira a emoção que o livro trás. Como posso dizer? Um Dia é real! São personagens de carne e osso, assim como eu e você. As dúvidas e situações são fatos que nós estamos sujeitos a enfrentar. Isso faz com que um vínculo forte se crie entre o leitor e os personagens.


Música tema do casal (Dex e Em)
Disappear  Hoobastank


There's a pain that sleeps inside
It sleeps with just one eye
And awakens the moment that you leave
Though I try to look away
The pain it still remains
Only leaving when you're next to me
Existe uma dor que dorme dentro de mim
Que dorme só com um olho aberto
E acorda no instante em que você vai embora
Apesar de eu tentar me distrair
A dor permanece
E só desaparece quando você está perto de mim


Dex e Em (Dexter e Emma) se "conheceram" no dia 15 de julho de 1988, na noite da formatura da faculdade. Mesmo, aparentemente, não sendo nada parecidos — Dexter faz o estilo bonitão, popular, descolado; enquanto Emma é a típica garota inteligente com complexo, às vezes, de 'o patinho feio' e com um senso de humor incrível. Mas, mesmo suas diferenças eles se tornaram grandes amigos. Aliás, eles se tornaram melhores amigos. Dex&Em, Em&Dex. Os personagens são apaixonantes. Cada um é capaz de nos conquistar a seu modo. Capazes de nos fazer rir, sentir raiva, ansiedade, emoção... Os personagens são maduros, mas isso não quer dizer que não cometem erros. O livro é fiel à realidade e mesmo assim, encantador.



Música para cena especial
Time – Creed



I can't explain, can't quite put my finger on
The difference that makes us so different
We've said everything, our words only betrayed us
Nothing is left, nothing was left unsaid
This time I have nothing left to lose
I'm stuck, the second hand won't move
It's about time that I speak my mind
It's about time, about time I find
Pieces of me I have lost
Without any choice I move on
Eu não posso explicar, não consigo apontar
A diferença que nos torna tão diferentes
Já dissemos tudo, nossas palavras só nos trairam
Nada é deixado, nada ficou sem ser dito
Dessa vez eu não tenho nada a perder
Eu estou preso, a segunda mão não se moverá
Já é tempo de eu falar o que penso
Já é tempo, já é tempo de eu encontrar
Pedaços de mim que perdi
Sem qualquer escolha, eu sigo em frente

CENA: "Viver cada dia como se fosse o último - esse era o conselho convencional, mas na verdade quem tinha energia para isso? E se chovesse ou você estivesse de mau humor? Simplesmente não era prático. Era bem melhor tentar ser boa, corajosa, audaciosa e se esforçar para fazer a diferença. Não exatamente mudar o mundo, mas um pouquinho ao redor. Seguir em frente, com paixão e uma máquina de escrever elétrica e trabalhar duro em… alguma coisa. Mudar a vida das pessoas através da arte, talvez. Alegrar os amigos, permanecer fiel aos próprios princípios, viver com paixão, bem e plenamente. Experimentar coisas novas. Amar e ser amada se houver oportunidade”.

Emma, de certa, forma, não tinha grandes expectativas sobre a vida. Mas, adianta fazer planos? É sempre bom ter algo em mente, mas é importante estar preparado para as surpresas que aparecem. Saber viver não é ter toda a sua vida planejada, é estar preparado para enfrentar o que quer que apareça. E em 20 anos muita coisa acontece. Foi maravilhoso ver o desenrolar da vida de Em e Dex. Com seus — tantos — erros e acertos...


Música final
Away from the sun – 3 Doors Down

Cause now again I've found myself so far down
Away from the sun that shines into the darkest place
I'm so far down away from the sun again
Away from the sun again
I'm over this
I'm tired of livin' in the dark
Can anyone see me down here
The feeling's gone
There's nothing left to lift me up
Back into the world I know
Porque agora eu me encontro de novo
Tão pra baixo, longe do sol
Que brilha dentro dos lugares mais escuros
Eu estou tão pra baixo, longe do sol novamente
Eu superei isso
Eu cansei de viver no escuro
Alguém pode me ver aqui embaixo?
O sentimento se foi
Não sobrou nada pra me levantar
Volto para o mundo que eu conhecia



Como eu disse lá no início. Um Dia é real. Com um final um tanto surpreendente, mas ainda assim, perfeitamente possível. A vida, por vezes segue caminhos que não queríamos que ela seguisse. O que nos resta é aceitar — quando nada pode ser feito a respeito — e continuar vivendo.

Boa semana, gente!
Até o próximo post.

Beijos,
Amanda Azevedo
AMANDA AZEVEDO
Uma das administradoras do blog Lendo & Comentando. 18 anos, estudante de Direito. Não sabe muito bem o que esperar da vida nem o que a vida espera dela. Livros, séries e músicas são seus grandes vícios. Lê, assiste e ouve um pouco de tudo. Seus livros favoritos são: Os Miseráveis, Just Listen, Antes que eu vá, Jogos Vorazes.
Twitter/Facebook/Skoob - amanda.az93@gmail.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.