Contos de Meigan: A Fúria dos Cártagos - Roberta Spindler e Oriana Comesanha

Resenha

Olá queridos leitores, tudo bem?

Se vocês, assim como eu, estão cansados daqueles YA que são "muito mais do mesmo", sempre envolvendo triângulos amorosos e vampiros que brilham no escuro. Este é o livro que eu recomendo. Diferente de tudo o que eu vi atualmente no mercado, Roberta e Oriana possuem todos os requisitos para se tornarem autoras BestSellers e Contos de Meigan é a prova disso.

APESAR DO NOME, ESTE NÃO É UM LIVRO DE CONTOS!!!






Meigan é um mundo diferente do nosso, morada de seres especiais e poderosos que se denominam magis. Na aparência são exatamente como nós, mas as diferenças não podem ser ignoradas por muito tempo. Os magis tem uma relação especial com a natureza e seus elementos, moldando-os a sua vontade e apoderando-se de sua força. Esses elementos, chamados mantares, não se limitam apenas aos conhecidos fogo, terra, ar e água. Existem muitos outros, como as sombras, o tempo e até mesmo o controle sobre o próprio corpo. Ter a capacidade de decifrar, entender e interagir com a natureza é um dos principais requisitos para a evolução de um magi. Para tanto, deve-se, primeiramente, entender que tudo faz parte da mesma manifestação natural e que toda matéria e energia estão inseridas em um processo dinâmico e universal.

Antes de contar um pouco sobre a história e sobre como foi minha experiência de leitura, temos que fazer algumas definições já que as autoras criaram seres e lugares específicos para este livro. 

Magis: Seres que fisicamente se assemelham a humanos. A diferença consta em que, os magis, podem dominar alguns elementos como fogo, água, ar, terra, sombras, tempo e a própria forma.

Cártagos: São magis que traíram sua própria raça e filiaram-se a humanos na tentativa de dominar Meigan.

Meigan: Dimensão habitada pelos magis. No passado, a linha que separava o mundo humano do mundo magi era muito tênue. Contudo, após a rebelião, sete magis, cada um dominava um elemento em sua plenitude, juntaram-se para criar o Inarion, uma espécie de barreira que separa os dois mundos e que é guarnecida por 7  portões e guardiões.

Katur: Cidade principal de Meigan (é como uma capital).

Shyrat: Governante.

Mantares: São os elementos que os magis podem dominar.

O livro começa com Maya Muskaf, filha da atual Shyrat, voltando de sua estadia na Terra. Ao retornar, Maya se vê no meio de uma invasão Cártaga e é salva pelo Guardião do sétimo portão que separa Meigan do mundo humano. Posteriormente, ao retornar para katur, Maya percebe que sua cidade natal também estava em estado de alerta e que vários Cártagos havia adentrado seus portões. Ao correr para casa, Maya presencia o assassinato de sua mãe, e, consequentemente, ela deve assumir o posto de Shyrat para manter a ordem em seu mundo. Só que ela não o fará até obter sua vingança.

"A cidade estava inquieta naquela noite. Nas docas, nenhum homem bêbado ficou pelas ruas e nenhuma mulher saiu para trabalhar. Todos foram retirados antes da abertura dos portais para a batalha."

Pág. 607

Como foi dito no Estante do Leitor, este livro foi uma deliciosa surpresa. Quando olhamos para um livro nacional já temos um certo preconceito e, quando este livro possui mais de 500 páginas, já pensamos: "Aposto que só tem enrolação!!". Me enganei completamente.

O livro é bem escrito e possui doses certas de descrição, ação e aventura. Temos presente também uma boa porcentagem de politica, mas este não é o foco central do livro. Os diálogos são bem construídos e os personagens são cativantes (com exceção de Allan ¬¬). 

A história criada por Roberta Spindler e Oriana Comesanha é algo épico e, ouso dizer, em certo aspectos se equipara aos livros de Patrick Ruthffus (autor de um dos melhores livros da última década). Recomendo este livro para todos que desejam se perder em uma aventura envolvendo muita magia e seres fantásticos. Aproveito a oportunidade para dizer que um Apoc está em primeiro da minha Wish List. #Fikdik ^_^


Abraços,
  Matheus Braga
MATHEUS BRAGA
É Administrador e Resenhista do VDL. Cursa o 5º período de Direito na UNIPEL e sonha em se tornar juiz um dia. É apaixonado por livros e possui em sua humilde coleção títulos que vão de Fiódor Dostoiévski a Cinda Willians Chima. Seus livros favoritos são: O Nome do VentoA Descoberta das BruxasThe Summoning, O Sussurro Mais Sombrio  e  Withe Cat.
Twitter/Facebook/Skoob - matheus@vidadeleitor.com
Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.