Os Sete Selos - Luiza Salazar

Fala galera, tudo em paz?

Como já havia dito em outras resenhas, sou um pouco preconceituoso quando um livro é escrito por um autor nacional. Não sei o porquê disso, mas sei que Luiza Salazar me fez mudar um pouco de opinião.

Lara Carver é uma jovem de 21 anos que trabalha para a Agência, um local especializado em estudar, localizar e conter fenômenos paranormais. Um evento inesperado tira Lara do conforto da Agência em Londres e a leva para Paris, onde ela descobre que uma força muito além de qualquer coisa que a Agência já enfrentou assolou a cidade à procura de um artefato milenar. Lara precisa se unir então a um velho amigo e ex-agente, Jason e a um demônio, Lucius, inimigo declarado de Lara desde sua infância, para descobrir quem está atrás do artefato e porque ele é tão importante. No entanto, a jornada de Lara vai lhe mostrar coisas que ela jamais esperava: sobre perigo, amor, amizade e acima de tudo, sobre os estranhos e poderosos segredos do seu próprio passado.




O livro começa com nossa protagonista, suspensa da Agência por comportamento indevido e destruição de patrimônio, tendo que passar horas atrás de uma mesa fazendo análises de acontecimentos sobrenaturais, muitos dos quais ela foi uma das agentes de campo e em suma cometeu vários erros colocando sua vida, bem como a de outros agentes, em risco.

Após o retorno do chefe da Agência, Nicholas Flint, também conhecido como Big Nick, Lara retoma seu trabalho de campo, tendo como primeiro caso o assassinato de um Bispo e a destruição de várias igrejas por algo que a Agência chama de Manifestação de Energia, dando inicio a nossa aventura.

Quando chega, junto com sua equipe, ao local do ocorrido, Lara se vê obrigada a trabalhar com Lucius, o demônio renegado que assassinou seu pai. Sob ameaça de ser retirada da equipe caso se recusasse a trabalhar com o demônio, Lara descobre que quem realmente destruiu as igrejas e matou o Bispo foi um Anjo e que ele está atrás de um livro escrito por Lilith.

Não podemos esquecer também de Jason, filho do Big Nick, que após abandonar a Agência retorna para ajudar Lara a descobrir a localização do livro antes de seus inimigos.

O livro nos apresenta uma mitologia que demonstra horas de estudo e leitura, por parte da autora, tendo como cenários de aventuras a exuberante cidade de Paris, o Inferno e o domínio dos 24 Espíritos.

A capa, como todas da Underworld, está simplesmente perfeita, apesar de a versão digital da mesma ser bem mais convidativa. A diagramação segue o mesmo padrão dos livros da Under, tendo sempre um desenho ou uma fonte diferente do usual em sua numeração de página. A revisão deixa muito a desejar, tendo palavras como “vez” no lugar de “ver” e alguns diálogos que se iniciam sem o hífen.

Os Sete Selos foi um livro surpreendente e que é  super recomendado para aqueles que adoram um suspense com doses exatas de magia e aventura.

Abraços
 Matheus Braga - @Matheus Braga



Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.