A Revolução dos Bichos - George Orwell




Olá camaradas!

Este livro eu tinha “agendado” para ler apenas no próximo ano, porém como venci rapidamente minhas METAS DE LEITURAS para este ano, adiantei-o.

*Troquei este livro em um ENCONTRO SKOOB, em Carazinho/RS, com a Carol Mari (@maribocorny) - http://vidadeleitora.blogspot.com/ (... foi daí que o Bruno roubou o título do blog hehehe... #mentira).

Com vocês, A REVOLUÇÃO DOS BICHOS – George Orwell :
---
  • - TÍTULO: A Revolução dos Bichos (Animal Farm)
  • - AUTOR: George Orwell
  • - LANÇAMENTO: 1945 (original)
  • - PÁGINAS: 124
  • - EDITORA: Globo
  • - NOTA MÉDIA (Skoob): 4,3/5
  • - Minha Nota: 4/5


b a
O Triunfo dos Porcos


Por alguns dias, me senti novamente uma criança lendo uma fábula.
Mas esta fábula moderna tem uma profundidade que aquela criança não entenderia.




Sr. Jones, dono da Granja do Solar, mal esperava que seus animais se revoltassem e tomassem conta de suas terras; os bichos queriam é liberdade, poder aproveitar todo seu trabalho, sem repassar seu leite, ovos ou força para o consumo humano.
Os bichos – coordenados pelos porcos Bola-de-Neve e Napoleão – tomam a Granja e iniciam suas leis e normas, negociações e todos requisitos de uma nova república.”





  1. Qualquer coisa que ande sobre duas pernas é inimigo.
  2. Qualquer coisa que ande sobre quatro pernas, ou tenha asas, é amigo.
  3. Nenhum animal usará roupas.
  4. Nenhum animal dormirá em cama.
  5. Nenhum animal beberá álcool.
  6. Nenhum animal matará outro animal.
  7. Todos os animais são iguais.



Esta sinopse, e a própria forma de escrita, colocam este livro na tradicional lista de “8 à 80”... e durante a leitura, temos esta impressão real, de que qualquer criança leria este livro com a maior facilidade (talvez sem entender a verdadeira história por trás dos animaizinhos falantes); porém com o passar das páginas, as complicações políticas fervem o sangue. A cada página se torna maior a imposição de que: SOMOS TODOS BICHOS – GOVERNADOS POR PORCOS.
A mentira, a política, os porcos.
O governo dominado pelos porcos toma forma, todas promessas (de campanha!) tomam "novos rumos"; falsidade, mentiras, discursos. A força e o medo - dos cães - acompanham os porcos, e a falsa sensação de segurança, esperança e qualidade são colocadas garganta abaixo dos outros animais. Enquanto houver comida - para animais, não homens - tudo estará bem. "Quatro pernas bom, duas pernas ruim"
... e as promessas políticas não se concretizam. A falsa liberdade entra em cena.
E as leis criadas para os animais são escritas na parede de um celeiro, apesar de a grande maioria dos bichos sequer saber ler... as leis se modificam (complementam) de acordo com as necessidades do governo.
"... e olhava dos porcos para os homens, dos homens para os porcos... e já não se sabia quem era homem, quem era porco”. Os ideais políticos vão mudando com o tempo, "trocas de partidos"...
"todos iguais e tão desiguais, UNS MAIS IGUAIS QUE OS OUTROS"
---
Realmente um livro fantástico; depois que se vence a barreira de “aparência de livro infantil”, o livro se torna extremamente profundo, com uma total segunda intenção.
São claras as comparações dos animais com as pessoas; força dos cavalos, segurança dos cães, governo dos porcos, concordância das ovelhas, etc.
A fábula critica o totalitarismo; Bola-de-Neve representa Trotsky e Napoleão representa Stálin, em seu governo na URSS. Mas o livro não deixa de ser atual, onde “porcos” governam diversos países/estados/etc... se “aproveitando” e “enganando” diversos “bichos”.
Um dos melhores livros lidos nos últimos tempos.

---
CURIOSIDADES E INFORMAÇÕES:

- Este livro se encontra na maioria das listas de MELHORES LIVROS, ou CLÁSSICOS;
- Lançado em 1945 – escrito em plena 2ª Guerra;
- “Revolução dos Bichos” é, junto com “1984”, a maior obra de George Orwell;
---
Até mais camaradas,
Capeleto


Livro no Skoob
Compre A Revolução dos Bichos na Saraiva


Observação: Caso o formulário de comentário não esteja vísivel, atualize a p
ágina.