Filha da Tempestade - Richelle Mead

Olá pessoal,

Não é novidade para ninguém que sou fã da autora Richelle Mead desde que conheci a série Academia de Vampiros, mas após ler Filha da tempestade, posso afirmar que a Richelle se tornou a minha autora preferida no gênero de fantasia. 

Misturando seres elementais, artefatos mágicos, uma bela guerreira e um triângulo amoroso para lá de sensual, a autora conseguiu criar uma trama envolvente, repleta de ação, romance e cenas extremamente picantes que vão deixar qualquer amante de histórias de fantasia e romance encantados. 

Confiram a sinopse: 


Eugenie Markham foi contratada para resolver um novo caso: o rapto de uma adolescente. O problema é que a menina não está presa no mundo dos humanos: ela foi levada para o Outro Mundo, habitado por nobres, criaturas mitológicas e almas perdidas, um lugar desconhecido e traiçoeiro. Mas Eugenie é uma poderosa xamã e já está mais do que acostumada a combater espíritos.
Antes de fazer essa perigosa transição, ela acaba conhecendo Kiyo, por quem fica atraída de forma incomum. Após uma noite tumultuada e excitante, seus sentimentos estão confusos. Sem conseguir tirá-lo da cabeça, mesmo depois de dias, Eugenie parte para o Outro Mundo. O que era para ser uma missão breve e tranquila se torna uma grande reviravolta em sua vida. Contra a vontade, ela percebe que está cada vez mais conectada ao mundo que sempre odiou e também aos nobres — em especial a Dorian, um rei sedutor e ambicioso. Mas seu corpo ainda deseja Kiyo, e ela se vê mergulhada num ardente triângulo amoroso. 
Em Filha da Tempestade, Richelle Mead começa a apresentar uma nova face mágica de sua literatura: uma terra dividida em reinos, embates entre monarcas, uma profecia de guerras e conquistas, e uma herança revelada, com ambientes carregados de magia, sensualidade e luta pelo poder. Nesta nova série, a autora se volta para um público mais maduro, com um texto cheio de referências ao mundo pop contemporâneo, mas sem abrir mão de altas doses de fantasia e humor.

Quem já leu Academia de Vampiros não irá conseguir não comparar Eugenie como uma versão adulta da Rose, pois ambas tem a mesma forma impulsiva e apaixonada de agir, são corajosas, destemidas, sarcásticas e estão sempre dispostas a chutar o traseiro de quem estiver em seu caminho. No Outro mundo, Eugenie é conhecida como Odile Cisne Negro (o cisne negro de O Lago dos Cisnes) e por isso o nome da série - Dark Swan. 

Após ter o seu nome verdadeiro conhecido no Outro Mundo e, principalmente, estar associada a uma antiga profecia, Eugenie, mesmo sendo temida pelos seres do submundo, passa a ser constantemente perseguida por demônios tarados e loucos para dar um trato nela. E é cada criatura mais asquerosa que a outra. Cruzes! +_+

Alguns personagens que não são mencionados na sinopse, mas que também merecem atenção são os três espíritos escravos de Eugenie (pois é, ela tem três espíritos para fazer todas as suas vontades, isso que é poder =O). Na verdade são dois, porque Finn só a segue por diversão. Volusian nunca escondeu que a odeia e estará pronto para acabar com ela assim que tiver uma oportunidade (descrevendo inclusive como faria isso), mas é quem ela mais recorre quando precisa de informações. E Nandi é a depressiva do grupo e sempre tem uma mensagem pessimista para dar.

Eu ainda não sei qual prefiro entre Kiyo ou Dorian. Pelas resenhas que já li sobre a série, a grande maioria dos leitores é Team Dorian, então acredito que o personagem vai se desenvolver bastante nos próximos volumes. 

É impossível não se apaixonar por Dorian com sua aura de poder, seu charme irresistível e sua sinceridade, mas a sensualidade e o mistério de Kiyo o fazem um personagem muito interessante e atraente também. Típico dos livros da Richelle Mead nos deixar divididos entre dois protagonistas (assim como acontece entre Dimitri e Adrian em AV).

Dark Swan é uma série para adultos e a autora não poupa descrições nas cenas de sexo, assim como palavrões e termos de baixo calão, o que contribui para deixar a série bem mais engraçada e descontraída mesmos nos momentos de tensão. 

A série já conta com três livros publicados nos Estados Unidos e um quarto já em pré-venda. No Brasil ela está sendo publicada pela editora Agir, a mesma que publica Academia de Vampiros, e não há previsão de lançamento para o segundo volume da série ainda. A capa é a mesma da edição americana e confesso que não gosto muito dela, pois parece uma montagem fotográfica mal feita. 

Os outros títulos da série são:
2º - Thorn Queen
3º - Iron Crowned
4º - Shadow Heir 



Ela também já conta com uma Graphic Novel, do primeiro volume da série, que está para ser lançada no mês de outubro nos Estados Unidos. 

Se eu recomendo? Sem dúvida nenhuma! Mais uma série da Richelle para aguardar ansiosamente. ^ ^

Abraços,
Carol