O Skoob e o Vida de Leitor.



O Skoob

No início de abril, ao navegar pelo meu perfil do twitter, me deparei com um tweet que falava sobre uma rede social de leitores. Aquilo me chamou a atenção, afinal não é comum ver essas duas expressões na mesma frase. Rede social e leitores? Cliquei no link e acabei criando um cadastro.

Receoso de que estivesse fazendo mais um cadastro em um site tosco da internet. Estava redondamente enganado.

Logo de cara, fiquei atraído pela possibilidade de podermos fazer um “controle” de nossos livros, criando uma estante virtual, onde os livros ficam lá, com as capinhas, separados por seções, como “lido”, “vou ler”, “tenho” e “desejado”. Aproveitei que havia comprado uma estante nova para meus livros e cadastrei todos os meus preciosos no site. Após isso comecei a procurar os livros que eu já havia lido, mas que não possuía mais, como O Meu Pé de Laranja Lima e o Clarissa, livros que li quando era criança, mas que nessas andanças da vida, acabaram parando em outras mãos.

Feito isso comecei a participar dos grupos, e trocar idéias sobre os livros, sobre as estantes, sobre promoções das livrarias. Quando percebi, estava viciado no site, entrando a cada quinze minutos pelo celular, deixando o site sempre aberto no meu Google Chrome e dando F5 a todo instante.

Fiz diversos amigos, alguns eu converso pelo MSN, outros pelo GTalk, e outros conheci pessoalmente, no encontro que o pessoal de Porto Alegre costuma organizar todo mês! É, já não tinha mais volta. Estava dependente. O vício tomou conta de mim, e acabei me tornando uma pessoa mais feliz a partir do momento em que, lá no início de abril, vi aquele tweet estranho.

Aderi ao perfil Plus do Skoob, fiz muitas trocas, recebi livros novinhos em casa, enviei outros tantos, e continuei a fazer mais amigos:

Elaini, Giovanna, Tami, Rosana, Roseli, Kitty, Lindenberg, Kelly, Cíntia, Luiza e outros, sempre participativos no grupo do Skoob Plus.

Philip, Dielly, Erika, Alessandra, Nati, Helton, Bárbara, Sérgio, Diego e outros, sempre jogando papo fora no grupo Minha casa tem / vai ter uma estante.

Ana Laís, Capeleto, Carol Barcelos, Carol Mylius, Diego, Jaque, Eduardo, Fabián, Kássia e outros que fazem meu dia mais feliz no grupo de Porto Alegre ou no chat do msn.

Mas eu só estava relutante quanto a uma coisa: escrever. Quando comecei a escrever resenhas dos livros no Skoob sabia que criar um blog literário era apenas uma questão de tempo.  Mas, como eu disse antes, eu estava relutante. O motivo? Eu já havia tido um blog no passado, de outro assunto, e que me tomou muito tempo, pois eu acabei deixando algumas coisas de lado para poder me dedicar a ele. Quando parei de escrever e abandonei o antigo blog, foi como se uma parte de mim tivesse deixado de existir. Mas, não durou muito tempo a minha relutância.  

O Vida de Leitor


No dia 17 de maio criei o Vida de Leitor, nome que uma amiga do Skoob, a Jem, sugeriu. No início não tinha pretensão de lançar vôos mais altos no mundo dos blogs literários, mas conforme fui escrevendo e divulgando o blog, o número de elogios aos posts foi aumentando, o número de seguidores também. Hoje, com menos de 25 dias de blog, o Vida de Leitor possui 80 seguidores.

E hoje, dia 08 de junho de 2011, o Vida de Leitor traz mais uma novidade, sempre pensando em expandir horizontes e atingir um público maior. A partir de agora, o Vida de Leitor é uma equipe, e não mais o bloco do eu sozinho. O Vida de Leitor deixa de ser “Bruno” para ser “Bruno, Victor e Ilmara”.

O Victor é de Belo Horizonte e tem 20 anos. A Ilmara, 33 anos, é uma baiana, nascida e residente em Salvador. Ambos eu conheci através do Skoob, ao efetuar trocas pelo Plus, e depois de muitas palavras digitadas no MSN, resolvi fazer o convite. Fiquei muito feliz quando os dois aceitaram!

Acredito que ambos irão acrescentar e muito para o blog, trazendo novidades e resenhas sempre que possível.

Victor, Ilmara,
sejam bem vindos ao Vida de Leitor.

Bruno Thomaz