O amor está no ar! E no livro também.

Perto de sua casa havia uma praça, com vários bancos e árvores. Ele costumava pegar um livro, sentar-se no banco mais próximo daquela grande àrvore, e ficar lendo por horas, até o sol se pôr. Fazia isso pelo menos uma vez por semana, e naquela semana não teria sido diferente.

Ele pegou um livro de fantasia, com batalhas e romances, e foi para a praça. Sentou-se no seu banco de sempre, e abriu o livro na página em que havia parado anteriormente. Uma hora e algumas páginas depois, ele ouve uma voz interrompendo a sua leitura.
-Ei, você está lendo o mesmo livro que eu! – disse a voz doce e suave de uma garota que passava pela praça. Ele a convidou para sentar-se ao seu lado e disse:
 -É mesmo? E em qual parte do livro você está no momento?
-Estou na parte em que eles fogem do castelo e partem em direção ao leste - disse aquela menina linda, que carregava o livro em sua mão.

Começaram a falar do livro, do autor, quando chegou o assunto dos gostos literários, e perceberam que tinham muito mais em comum do que apenas a coincidência de estarem lendo o mesmo livro.

-E Crônicas de Nárnia? Você leu? – ele perguntou.
-É claro, eu comprei o volume único no Submarino, aproveitando a promoção! – ela respondeu e ele pensou como aquilo era uma grande coincidência, pois o seu exemplar de Nárnia também fora comprado no Submarino.


Continuaram a conversar por mais algum tempo até que um deles resolveu se despedir, pois tinha um compromisso logo a seguir. Trocaram e-mails e combinaram de se encontrar mais uma vez para continuar a conversa. Ele voltou para casa pensando no que acontecera e chegou à conclusão de que aquilo fazia parte de um romance de algum autor de livro de banca de esquina e que ele era o personagem principal da história. Agora era só aguardar o desfecho do romance, torcendo para que ele tivesse um final feliz.

Nesse dia dos namorados, o Vida de Leitor pega uma carona nesse clima de amor e paixão que está no ar, e deseja a todos os seus leitores que tenham um final feliz em suas aventuras românticas.

Feliz dia dos namorados.

Bruno Thomaz