A Guerra dos Tronos - George R.R. Martin


Deparei-me com uma enorme dúvida ao começar a digitar as primeiras palavras desse post sobre A Guerra dos Tronos, o primeiro volume d’As Crônicas de Gelo e Fogo, do George R.R. Martin.

O que escrever sobre esse livro fantástico sem deixar o leitor brabo por causa de “spoilers” ou indiretas sobre o desfecho das histórias presentes nessa narrativa?

Pensei então que, em primeiro lugar, deveria introduzir as características da narrativa, que é muito agradável, pois Martin utiliza-se de um artifício que deixa a história muito mais dinâmica e faz com que a linha entre “bom” e “mal” seja muito tênue, quase inexistente. Cada capítulo do livro tem o título de um personagem, e dentro dele, a história sob o ponto de vista daquele personagem-título. Acabamos vivendo um pouco de cada personagem da história, entendendo seus objetivos, compreendendo suas emoções, partilhando de seus medos.

E ao contrário de Tolkien, Martin não fica duzentas páginas descrevendo um local, um ambiente ou as feições de uma personagem. Usa poucas linhas, no máximo um parágrafo, para fazer isso. A história torna-se rápida, e consequentemente menos entediante. Os fãs de Tolkien, que me desculpem, mas enquanto lia seus livros, em certos momentos eu sentia vontade de pular as páginas, de tão chata e arrastada que era a descrição de algum local.

E sobre o enredo? Fantástico.

Martin criou um mundo e seu mapa. Um mundo que não possui estações com tempo definido, podendo um verão durar dez anos e um inverno quatro vezes mais. E como toda história épica medieval, criou as famílias (casas) e seus vassalos. Criou intrigas, romances, mortes e mistérios.

Mas também criou um novo jeito de escrever, pois Martin não morre de amores por nenhum personagem, portanto, você - que sabia que Frodo e Aragorn não morreriam; que Harry, Rony e Hermione, aconteça o que acontecer eles sempre seriam salvos; que Aslan e as crianças Provensie não sofreriam ferimentos durante as batalhas em Nárnia – saiba que seu personagem favorito de hoje, pode ser o falecido de amanhã, em A Guerra dos Tronos.

Se você não tem estômago fraco para mortes, traições, incestos, mentiras, intrigas e todos os pecados capitais, sinta-se à vontade para ler e desfrutar de umas das maiores obras de fantasia épica já escrita.

E se você tiver interesse em acompanhar As Crônicas do Gelo e Fogo também em vídeo, a HBO lançou esse ano o seriado Game of Thrones, que é transmitido no Brasil, nos domingos às 21h. Atualmente o seriado encontra-se no quarto episódio aqui, e no oitavo episódio nos EUA.

Acessem também o Blog Game of Thrones BR, e confiram notícias atualizadas sobre o livro e a série!
Boas leituras a todos.

PS: Como puderam ver, procurei não falar sobre os personagens, famílias, batalhas e outros elementos do livro justamente para não revelar mais do que poderia e também para deixar todos com água na boca e vontade de ler A Guerra dos Tronos!


PS 2: Não se esqueçam da promoção dos 100 seguidores! Divulguem o Vida de Leitor para seus amigos! Quanto mais rápido o Vida de Leitor atingir o número de cem seguidores, mais rápido teremos novas promoções!